Pesquisar por palavra-chave

sábado, abril 19, 2008

A Fala do Chefe

O chefe da casa civil da governadoria, Claúdio Puty desceu do pedestal - que a imprensa local o colocou quando o rotulou de acadêmico e tantas outras definições, nas quais ignoravam o papel militante de outrora e de gestor público de agora - e foi até à plenária do PT realizada ontem (sexta-feira) na sede do Monte Líbano. Panfleteando material do governo, Puty cumprimentou e abraçou companheir@s e fez fala. Nela, deu o novo tom do governo sobre Duciomar e o PMDB: O PT entra pra ganhar, não iremos concordar que se mantenha o abandono nem tão pouco que aventurem-se sobre a capital do Estado, disse o chefe. No entanto, errou ao se referir ao vereador Marquinho - de sua tendência a DS - como sendo ainda o presidente do PT-Belém, mas quase ninguém notou, quem notou deixou passar e assim seguiu a carruagem levando Mário Cardoso e todo o PT unificado para sua eleição. Ali estavam presentes todas as tendências: PT pra Valer, Articulação Socialista, Democracia Socialista, Corrente Revolucionária Socialista, PT de Lutas e de Massas, Movimento PT, Articulação de Esquerda e a Articulação Unidade na Luta de Mário Cardoso. Detalhe curioso foi a admissão feita pelo presidente do PT Estadual, João Batista e reafirmada por Mário Cardoso sobre a reunião secreta que envolveu Regina Barata e os outros dois acima citados. Nada simpático para os ouvidos do presidente do PT-Belém, Adalberto Aguiar. Verdade seja dita: Quando o PT nacional mete o bedelho na questão local, quase ninguém se agrada.