Pesquisar por palavra-chave

segunda-feira, novembro 03, 2008

Uno?

Um comentário anônimo feito no Quinta.
Acabamos de passar pelo primeiro turno das eleições e o segundo já se aproxima. Foram 400 mil candidatos e se gastou mais de R$1 bilhão, tudo financiado pelas grandes empresas nacionais e multinacionais.
Durante a campanha, num debate televisivo na Band em Belo Horizonte, um jornalista fez uma pergunta a Vanessa Portugal, candidata da Frente de Esquerda Socialista, PSTU-PSOL, se era possível ganhar a eleição sem se vender ao esquema de financiamento empresarial.
O PSTU é o único partido que pode responder positivamente a essa pergunta, pois é o único partido no país inteiro que pode se orgulhar de não receber financiamento de empresários e que tem sua campanha financiada exclusivamente pelas doações de trabalhadores.
Na sociedade capitalista quem paga manda. O partido que é financiado pela burguesia perde a independência política, como aconteceu com o PT, com o PCdoB e infelizmente começa a acontecer com o PSOL de Porto Alegre, que aceitou R$100 mil da Gerdau para a campanha de Luciana Genro. Infelizmente, nenhuma ação concreta foi adotada pelas outras correntes desse partido para reverter essa decisão do PSOL gaúcho. Ocorre que o MES (corrente à qual pertence Luciana) tem um peso expressivo na direção nacional do PSOL.