Pesquisar por palavra-chave

domingo, janeiro 25, 2009

A Nota do PT-PA sobre as Nova Eleição em Santarém

1. O Partido dos Trabalhadores no Pará lamenta, denuncia e repudia a decisão do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), em praticamente deixar fora da nova disputa eleitoral o PT de Santarém, justamente o partido que estava no governo e foi democraticamente reeleito pelo povo, numa ampla coligação.
2. Ao determinar que a desincompatibilização de funcionários exercentes de cargos públicos tem que levar em conta o final de junho-2008 e não uma nova data que deveria ter sido marcada no novo calendário eleitoral, o TRE restringe a participação das lideranças do PT que estavam no governo de Santarém, ou em outros cargos públicos.
3. Ora, se o TRE determina um novo pleito, com prazo para convenção, propaganda eleitoral e todas as atividades de uma eleição, por que mantém o prazo da desincompatibilização ligado a junho-2008.
4. Por que o douto Tribunal não estabeleceu uma data razoável de desincompatibilização, permitindo a plena participação de todos os partidos no pleito e a democracia?
5. O PT irá à Justiça questionar a decisão do TRE, que atinge tão somente o Partido dos Trabalhadores e deixa em xeque a democracia, ao restringir a participação de todos os partidos em condições semelhantes.
JOÃO BATISTA BARBOSA - Presidente do PT.
O Blog considera que muito pouco que o PT fizer, alterará o status quo político nas terras Mocorongas, já que tem-se como certo de que o golpe foi forte e bem planejado por quem cobiçava as rédias do município sojeiro.
Há quem ache que Maria do Carmo deva lutar até o fim para tentar retornar ao cargo o qual foi reeleita pelo povo santareno.
Outros, não querem nem imaginar a representação do PT - caso seja acatado o recurso do partido - ir para as mãos do irmão da ex-prefeita, o médico Everaldo Martins, que era secretário municipal e pelas regras do TRE-PA também está fora do jogo.
Os motivos?
Quem sabe?!