Pesquisar por palavra-chave

terça-feira, fevereiro 10, 2009

Deja Vú

O Fato
O Partido da governadora Ana Júlia (PT), recebeu no final desta manhã mais um duro golpe do partido aliado, incontestavelmente comandado pelo Deputado Federal Jáder Barbalho (PMDB).
O deja ocorreu na votação da presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Estado, quando apenas dois deputados, ambos do P - Carlos Martins e a própria candidata do PT ao pleito, a deputada Regina Barata - votaram na mesma.
Os votos do PMDB que dormiram prometidos por Jáder, acordaram a favor do oposicionista Bosco Gabriel (PSDB) que tem como vice o Demo Haroldo Martins.
A Governadora chamou os deputados petistas e já se prevê que agora acordarão outros olhares sobre o PMDB, atentos ao partido que dividi o governo e detém sozinho praticamente metade dos recursos estaduais sob seu controle através de secretarias estaduais estratégicas, como o DETRAN, SEFA, SESPA e outras não menos endinheiradas.
Resta saber agora qual a reação do PT e do chefe da casa civil - encarregado em evitar ou seja, cuidar dos interesses do governo e do partido (?) - diante do fato, já que está sendo corriqueiro o comportamento mui amigo do PMDB que não eItálicoxcitou em fazer o mesmo nas eleições das mesas do TCM, da Camara Municipal de Belém (recentemente) e agora na ALEPA.
Detalhe do grand finale: A - elegante - Deputada Simone Morgado (PMDB), aliadíssima de Jáder foi eleita Presidente da Comissão de Orçamento e Finanças, contando com os votos da bancada petista, cumprindo-se portanto, a contrapartida  do acordo que previa a Comissão de Constituição e Justiça à petista Regina Barata.
Enredo da Novela
Mesmo já tendo reeleito o presidente Domingos Juvenil, o PMDB não se contenta com seu tamanho e reproduz no Estado aquilo que vem fazendo no congresso nacional, onde já comanda a camara e o senado federal.
Seria o começo do fim do namoro entre o PT e o PMDB paraoara?
Pode ser que não, mas que algo estremeceu, isso sim aconteceu e que a partir de agora os tucanos e demos da blogsfera e nos editoriais dos meios paraenses no anonimato ou não, torcerão pela unidade com o arquirival, à quem dizem dispensar apresentações, tudo em nome do poder a qualquer custo.
Às favas os escrúpulos, diriam outros em outro tempo.