Pesquisar por palavra-chave

domingo, março 22, 2009

Fórum Belém, mas fórum do que mesmo?

O debate esquentou e não se sabe onde pára, ou se continua, o certo é que o buxixo não deverá fazer sugir um novo Movimento Social no Estado, principalmente em Bel´ém, onde o controle social foi sufocado pelo atual gestor (Vide a atual gestão do Conselho Municipal de Saúde) e por causa da caixinha do quinta, por esta postagem, lanço minha opinião. 
Não sei se todos os paraenses que aqui postam suas críticas sobre a frase do programa Pará Terra de Direitos foi lançado pretende alterar este quadro crônico de insuficiência e que não precisamos pensar muito para de forma imparcial e honesta, admitir que não é de hoje que convivemos em pleno caos generalizado, justamente porque a falta de oportunidades aos milhares de jovens da "baixada", a falta de saneamento, o nefasto quadro da saúde pública, o descaso com a qualidade da educação, entre outras mazelas, realidades vivas não vividas pela classe média - ou a pequena burguesia, porque não assim dizer? - sempre esteve se lixando para isso, relegando apelidos de agitadores e desordeiros a quem viesse lutar e defender bandeiras em prol das transformações sociais favoráveis às camadas excluídas de nosso Estado e país.

Imagino que muitos dos que hoje poderiam transformar o Fórum Belém em algo realmente propositivo, apartidário, múltiplo em opiniões e idéias concretas para enfrentar não estejam mobilizados e podem agora estarem fora da pseudo-organização que tenta aglomerar-se, numa suposta resposta à violência em nossa cidade.

Estaríamos mesmo dispostos a criarem ações culturais, programações esportivas, ações de recreação nas áreas vermelhas de Belém, oportunizando o potencial de milhares de jovens e adolescentes, hoje, na linha tênue entre serem cidadãos ou criminosos, dependendo de uma ação de todos: poder público, privado e o esforço de cada cidadão consciente e verdadeiramente responsável com nosso desenvolvimento social.

Que todos tenham e mantenham o direito constitucional, conquistado com sangue, torturas e discriminações daqueles que sempre foram MOVIMENTO SOCIAL LEGÍTIMO em nosso País.