Pesquisar por palavra-chave

quinta-feira, abril 23, 2009

Irmã Dorothy Stang e a Injustiça

Com a liberdade do fazendeiro Bida, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da irmã Dorothy Stang, a "justiça" brasileira assina em baixo de seu verdadeiro papel: promover a injustiça, favorecendo os poderosos e desmobilizando a organização daqueles que lutam pela reforma agrária e pelo direito à melhores condições de vida do nosso povo.
A Liminar de Soltura foi concedida ontem (22) pelo Ministro Arnaldo Esteves Lima, do Supremo Tribunal de Justiça.
Uma vergonha sem tamanho que provavelmente agitará os movimentos sociais que buscarão mecanismo por dentro da justiça burguesa, recuperar para trás das grades este que foi um dos mandantes do crime que abalou a comunidade mundial e selou a sina da violência no campo pela manutenção do status quo.
Que a partir do sangue da missionária que tornara-se mais brasileira que muitos daqui sirva para alicerçar a regularização fundiária no Pará e na Amazônia por parte de quem luta e quem defende os trabalhadores.