Pesquisar por palavra-chave

sexta-feira, junho 25, 2010

Boi Voando...

Se você está chegando recentemente ao Estado do Pará, talvez não fique surpreso com o início da campanha eleitoral, se for petista, eleitor de Jader ou ex-funcionário dos tucanos, ao certo vai pedir para ser beliscado, pois vai ver muito boi voando nesta eleição.

Se for verdade que o PMDB, tal como o PT, possui militância, esta ao certo, estranhará a presença de Almir Gabriel no palanque eleitoral pedindo voto para Domingos Juvenil nesta eleição.

Eleito governador em 2004, Almir Gabriel orquestrou a cooptação de diversos quadros do PMDB, fazendo uma verdadeira varredura na ALEPA e prefeituras do partido de Jader pelo interior à fora.

Jader, à época, emputecido com os caciques tucanos teria declarado o PSDB um dos principais adversários do partido e 12 anos depois resolveu apoiar o PT, tendo inclusive articulado a intervenção do PT nacional no Pará para que Mário Cardoso, candidato petista ungido democraticamente pelo partido, abrisse mão de sua candidatura em favor da candidatura preferida da vontade de Jader, a atual governadora Ana Júlia.

A escolha de Jader teria sido balizada pela perspectiva de que Ana Júlia ao vir de um pequeno grupo interno do PT, e sem muita projeção nacional, seria mais fácil de depender de Jader para obter governabilidade na ALEPA, principalmente.

Trato feito, Jader empenhou todo seu arsenal comunicacional e influência política para aposentar o ex-governador Almir Gabriel que convencido de sua superioridade no interior do partido, impediu a reeleição do então governador Simão Jatene, quem havia eleito 04 anos atrás.

O "corpo mole" de Jatene teria resultado na derrota de Almir para Ana Júlia em 2006 e provocado uma das maiores estórias de rancor já protagonizada em palco paraense.

Acusado de ser complacente com a Vale do Rio Doce e até de ser uma espécie de funcionário da multinacional por Almir Gabriel em entrevista no jornal de Jader (Diário do Pará), Simão Jatene, pescador e músico e candidato nas horas extras, terá que enfrentar seu atual algoz ao lado de Jader Barbalho, quem a militância pmdebista nunca imaginou rearticulado.

Situação constrangedora também deverá ser difícil de se contornar no interior da militância histórica petista. Ao conseguir fechar o apóio político do PTB de Duciomar Costa, o PT deverá ter junto aos seus quadros políticos, o prefeito de Belém pedindo votos no palanque de Ana Júlia em Belém, onde ambos ao se enfrentarem nas eleições de 2004, deixaram respingar sangue, com acusações sérias, principalmente contra o alcaide, tendo seus 3 CPF´s exibidos nos programas televisivos do PT.

Jader Barbalho terá que convencer que Almir Gabriel agora é companheiro e Duciomar Costa que é companheiro de Ana Júlia e o pragmatismo de que boi voa sim, e não é de hoje.