Pesquisar por palavra-chave

segunda-feira, dezembro 06, 2010

Rêtro - Zé Dirceu: Não dá para aceitar calado


"A desfaçatez com que nossa imprensa abre espaços para funcionários do Departamento de Estado Americano criticar o Brasil e sua política externa e nuclear, não tem limites e beira o servilismo colonial. Como podem os Estados Unidos, que tem a pena de morte instituída, falar em direitos humanos? Um país que financia ditaduras e onde um ex-vice-presidente da República admite publicamente que autorizou a tortura como meio de se obter informações de supostos terroristas, que manteve as prisões de Guantánamo e de Abu Ghraib, verdadeiros campos de concentração e tortura, falar sobre nossa política nuclear e nossas relações com o Irã?"

Zé Dirceu, ex-ministro da Casa Civil, perseguido pela acusação de chefiar o "Mensalão" batendo de frente com os E.U.A. Pela audácia já percebe-se porque de tanto ódio das elites brasileiras e multinacionais e a vontade de afastá-lo do epicentro do poder no governo Lula.

Leia mais aqui