Pesquisar por palavra-chave

quarta-feira, fevereiro 20, 2013

Direita critica Cuba mas não ajuda o Brasil

 

Por Jean Willys (PSOL/RJ)
 
A tribuna do plenário da Câmara hoje virou uma disputa de impressões sobre Cuba depois da passagem da Yoani Sanchez. De um lado, deputados do PSDB e do DEM pintam Cuba como um "inferno" e tratam a blogueira como "guerreira da liberdade", de outro, deputados à esquerda, que já estiveram em Cuba, falam da ilha como um lugar de justiça social e de pessoas contentes com isso.
O curioso é que os defensores da "guerreira da liberdade" se colocam, aqui na Câmara, contra projetos que garantem ou ampliam liberdades. Os mais ferrenhos defensores de Yoani e críticos de Cuba são contra o casamento igualitário e as legalizações do aborto e das drogas.

Os mais ferrenhos defensores da "guerreira da liberdade" são contra a democratização dos meios de comunicação de massa no Brasil. Os que defendem a "guerreira da liberdade" na tribuna são a favor da redução da maioridade penal e do endurecimento das penas no Brasil.

Ou seja, sobra coerência nessa casa, né? Alguém precisa dizer isso a Yoani Sanchez...