quinta-feira, novembro 12, 2015

PT busca nomes para a prefeitura de Belém

Conforme já havia sido noticiado aqui, as candidaturas para a prefeitura de Belém já começaram a ser apresentadas e após a confirmação de que o ex-deputado Cláudio Puty não se manteria como pré-candidato do PT, o partido tem procurado conversar com suas lideranças, no intuito de cumprir sua resolução política, aprovada na última reunião do seu diretório municipal, onde determinou-se que decidiria o nome do candidato para a disputa eleitoral pela prefeitura de Belém. 

Esta decisão seria neste sábado, dia 14, no entanto, a executiva do partido decidiu adiar a data desta decisão e deverá reabrir inscrições de novas candidaturas, assim como prorrogar o prazo final para o anúncio do candidato petista. 

Até agora, já foram cogitados diversos nomes, como o da ex-governadora Ana Júlia, do deputado estadual Carlos Bordalo, do ex-deputado estadual e suplente no senado, Valdir Ganzer e da ex-deputada Regina Barata, além de petistas que nunca tiveram mandato, mas que vira e mexe são lembrados, como o ex-presidente da FUMBEL (1998-2002) e da FUNAI (2007-2012), Márcio Meira.

Militância Petista faz questão debater o futuro do partido

Reunida na tarde desta terça (11), na sede da APPD, a Militância Petista de várias tendências e grupos independentes, decidiu se auto-convocar para decidir os rumos do partido e manterá uma agenda permanente de debates para avaliar o cenário político, reafirmando a necessidade de reconquistar a cidade para o modo petista de governar.


Mais que nomes, os filiados presentes na reunião questionaram o centralismo da direção partidária que não convoca sua militância para as grandes decisões que o PT toma, apenas com membros da executiva e do diretório municipal, deixando a imensa militância de Belém, desinformada e só avisada das decisões, quando estas são tomadas.

Agora será diferente, revelou um dos filiados presentes. "A direção eleita do PT Belém é que deveria estar encabeçando estas reunião, mas não. Precisamos ter a iniciativa para forçar o debate e democratizá-lo, pois é assim que o partido nasceu e nos formou para exigirmos participação nas decisões em outros âmbitos da sociedade", concluiu o militante, que pediu para não ter seu nome citado.



A próxima reunião da Militância Petista será realizada na sede da APPD, a partir das 17h da próxima quinta-feira (19) e é aberta para seus filiados e simpatizantes.