sexta-feira, novembro 11, 2016

Sindicato debate com professores da UFPA o futuro da categoria

Em reunião realizada na Escola de Aplicação da UFPA (antigo NPI), o SINDPROIFES-PA - Sindicato dos Professores (as) das Instituições Federais de Ensino Superior do Pará - escutou a opinião de sindicalistas e professores (as) sobre a PEC 55 e a reforma da previdência.

Na fanpage do SINDPROIFES-PA

Dando prosseguimento ao calendário de mobilização deliberado na assembleia do SINDPROIFES-PA, realizada no dia 27 de outubro, na manhã desta quarta-feira (09), aconteceu o debate sobre o tema “REFORMA DA PREVIDÊNCIA E O FUTURO DO SERVIDOR PÚBLICO”. 


O debate teve como mediadora a presidente do Sindicato, profª Socorro Coelho e como debatedores do evento, José Marcos Araújo (CTB), Hamilton Corrêa (CUT) e do profº Raimundo Jorge de Jesus (GEAM-UFPA).

O evento atendeu a demanda da Escola de Aplicação da UFPA (antigo NPI), foi produtivo e contou com boa participação dos docentes da referida escola. No evento, o projeto de Reforma da Previdência e a PEC 55 proposta pelo governo Temer recebeu críticas dos professores, que manifestaram solidariedade aos estudantes, que há dois dias ocupam as dependências da UFPA, em protesto contra as medidas do governo.


O sindicato segue seu caminho escutando os professores para decidir se entrará em greve ou realizará paralisações com atividades alternativas. Nesta quinta, por exemplo, a presidente do sindicato, professora Socorro Coelho, esteve no Campus da UFPA, em Cametá, onde dialogou com diversos outros professores que vieram somar na luta contra a PEC 55 (ex-PEC 241), que tramita no senado, com objetivo instituir um Novo Regime Fiscal, que durante 20 anos irá limitar os investimento em áreas importantes como educação e saúde.