Pesquisar por palavra-chave

quinta-feira, outubro 19, 2017

Jatene anuncia reforma da SEDUC e servidores temem passar 15 meses no "inferno"

Durante os 15 meses previstos pela reforma do 'SEDUCÃO', servidores terão que se apertar em um antigo prédio.

Por Diógenes Brandão

O antigo prédio do AC Simões no Entroncamento, será durante 15 meses o inferno para os servidores do SEDUCÃO, apelido dado à sede da Secretaria Estadual de Educação, que depois de 32 anos de construído será reformado pela primeira vez. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (18), pelo governador Simão Jatene e a secretária de Estado de Educação, Ana Claudia Serruya Hage. 

A obra está orçada em quase R$ 30 milhões, oriundos do financiamento que o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) concedeu ao Governo do Pará dentro do Pacto pela Educação, que teve o projeto elaborado pela então secretária de Educação do governo de Ana Júlia, Socorro Coelho, que ouviu servidores de todos os setores e autorizou a elaboração da maquete e a busca por financiamento da obra, entre os anos de 2009 e 2010. Com sucessão de governo, só agora, passados 07 anos do terceiro governo de Simão Jatene é que a obra é anunciada e cheia de problemas para quem trabalha no "SEDUCÃO".

Vai ser um inferno

Os servidores que atuam na sede da instituição terão que se adequar em um espaço 4 vezes menor. É isso que mostra uma rápida pesquisa sobre o prédio para onde serão transferidos temporariamente os que hoje ocupam 20.708 metros quadrados da SEDUC. Um servidor do órgão informou ao blog que o local onde o governador alugou para abrigar a instituição será o antigo prédio da AC Simões, no Entroncamento. 

Com um aluguel anunciado pelo valor de R$ 80.000,00, o prédio conta apenas com 5.629,44m² - o que significa 4 vezes menos o tamanho da SEDUC - divididos em 05 andares, com subsolo, térreo, mezanino e tão somente 40 salas e 15 banheiros. Além disso, o local possui um estacionamento limitado para 40 vagas de carros pequenos, o que ao certo trará muita dor de cabeça para quem trabalha e visita a SEDUC.

Ao blog,  dois servidores estaduais lamentaram pelo congelamento dos salários, cortes de gratificações e a desvalorização salarial dos profissionais da educação no Estado e comentaram sobre o anúncio da obra: "A ideia é boa, mas tem ano eleitoral. Será que vinga? Espero que sim. Além de um prédio condigno com o perfil do servidor, o governo deve melhorar o ganho desse servidor. Porque é bom trabalhar num espaço organizado e bonito, mas com a cabeça tranquila de quem tem condições financeira adequada", disse Jorge Viegas, secretário-geral do SINSATAP - Sindicato dos Servidores Administrativos Técnicos e de Apoio do Estado do Pará, fundado recentemente. 

Já para uma técnica em Educação que trabalha no "SEDUCÃO", O pior ainda está por vir: "Quando soube da reforma eu fiquei feliz, claro. Mas quando me falaram que o local para onde seremos transferida, logo percebi: Vai ser um inferno", ressume A.F.L, que pediu anonimato para preservar sua vida profissional.

Assista a animação com a maquete virtual da nova sede da Seduc:


Leia a matéria Estado investe em obras de reforma e ampliação da sede da Secretaria de Educação, publicada na Agência Pará.



Localizado no KM-10 da Avenida Augusto Montenegro, no Bairro do Tenoné, o prédio central tem vários anexos. Além de garantir melhor adequação dos espaços dos setores das Secretarias Adjuntas, a ampliação vai permitir agregar outros órgãos da gestão da educação que funcionam em prédios distantes da sede, entre eles o Núcleo de Esporte e Lazer (NEL) e o Centro de Formação dos Profissionais da Educação Básica do Pará (Cefor). 

O governador Simão Jatene foi recebido na Seduc pela secretária Ana Claudia Hage e pelos secretários adjuntos José Roberto Alves da Silva (de Ensino); Mariléa Ferreira Sanches (de Planejamento e Gestão); Dayse Ana Batista Santos (de Gestão de Pessoas); Roberto Luiz de Freitas Campos (de Logística Escolar), e pelo coordenador do  Escritório de Projetos, Paulo Fernando Machado. Dezenas de servidores participaram do evento. Alunos da Escola Estadual Ruy Paranatinga Barata, localizada no Bairro de Val de Cans, e o Coral da Seduc fizeram apresentações culturais.  

Obras - A secretária Ana Claudia Hage apresentou a maquete virtual da nova sede da Seduc e ressaltou as ações que o governo do Estado vem realizando para mudar a qualidade da educação no Pará, destacando as obras de ampliação, reforma e construção de novas escolas. No total, são 86 projetos que serão executados até o final de 2018, beneficiando escolas em 56 municípios paraenses.  

Esses projetos fazem parte do Componente 1, denominado Infraestrutura, do Programa de Melhoria da Qualidade e Expansão da Cobertura da Educação Básica, que a Seduc está implantando. O projeto de reforma e ampliação da sede faz parte desse Componente.  

Ana Claudia Hage também agradeceu aos servidores que atuam na sede da Secretaria. Ela disse ao governador que há uma grande expectativa pela execução do projeto, devido às condições de depreciação em que se encontra o prédio de três pavimentos.  

Segundo a secretária, Simão Jatene é o primeiro governador a visitar a sede da Seduc em muitas décadas, e está empenhado em mudar a qualidade da educação. “Temos um governo que valoriza a educação, e isso está demonstrado na criação do Pacto pela Educação, na busca de parcerias público-privadas e na obtenção do empréstimo do BID, que já está viabilizando a reforma de tantas escolas por todo o Estado”, destacou.  

Investimentos - O governador falou sobre a situação econômica e política do Brasil, e justificou as medidas relacionadas ao funcionalismo estadual, que garantiram ao governo fazer investimentos e manter em dia os salários dos servidores.  

Simão Jatene agradeceu aos servidores da Seduc pelo trabalho desenvolvido e ressaltou a importância da educação. “Esse trabalho, sem dúvida, será reconhecido, sobretudo quando pudermos ver os nossos alunos disputando qualquer espaço em condições de igualdade com quaisquer outros estudantes do País. Essa é uma utopia realizável, e nós precisamos lutar por ela”, frisou.  

Servidores agradeceram ao governador pela obra. “Temos certeza de que, ao retornarmos para esse prédio renovado, o nosso trabalho renderá muito mais. Vai beneficiar a todos, mas, principalmente, aos nossos estudantes, cuja educação de qualidade é o nosso maior objetivo”, declarou, em nome dos servidores, Tessa Modesto, que trabalha há seis anos na sede da Seduc.

Para que a obra inicie em breve, todos os setores das Secretarias Adjuntas e o gabinete da secretária serão transferidos para um edifício alugado, na Avenida Almirante Barroso, no Entroncamento. Com prazo de 15 meses, a obra principal será executada pelo Consórcio Coimbra, constituído pelas empresas Quadra Engenharia Ltda. e Santa Rita Engenharia Ltda., ganhador da licitação nacional. Outro Consórcio, o Lisboa, formado por três empresas - Santa Rita Engenharia Ltda., Quadra Engenharia Ltda. e GM Engenharia –, vencedor de outra concorrência nacional, executará a obra do restaurante.  

A arquitetura externa do prédio central será preservada. A construção atual foi iniciada em 1981, e a inauguração ocorreu em maio de 1985, quando o governador era Alacid da Silva Nunes. O professor Wilton de Queiroz Moreira era o secretário de Educação. Ao longo de quase quatro décadas, o edifício sofreu uma pequena reforma e adaptações internas, inauguradas em 2002, no Governo Almir Gabriel, quando a professora Izabel Amazonas era titular da Seduc. (Colaboração de Kátia Aguiar).  Por Elck Oliveira