Pesquisar por palavra-chave

sexta-feira, setembro 07, 2018

Helder Barbalho e Márcio Miranda continuam liderando. Jader Barbalho e Mário Couto seriam eleitos ao senado, diz DOXA

Por Diógenes Brandão

Faltando exatos 30 dias para as eleições deste ano, temos a divulgação da primeira pesquisa realizada após o início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV, que apresentou as candidaturas que participam deste pleito no Estado do Pará. 

Realizada entre os dias 02 a 06 setembro, a pesquisa foi encomendada pela Gravasom, empresa que edita o jornal A Província do Pará

Registrada no TRE-PA sob o nº PA-08758/2018, a pesquisa apresenta a margem de erro estimada em 2,25% para mais ou para menos. O nível de confiança utilizado é de 95%. 

ESTIMULADA AO GOVERNO

Na pergunta estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos aos entrevistados, Helder Barbalho (MDB) continua em primeiro lugar com 39,2% das intenções de voto para o governo do Estado.

Mantido na segunda posição, o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Márcio Miranda (DEM) está com 22,1%. 

O senador Paulo Rocha (PT) continua como terceiro colocado, com 14,1% das intenções de voto. 

Fernando Carneiro (PSOL) está com 2,5% e Cleber Rabelo (PSTU) está com 1,4%. 

Brancos e nulos somam 10,6% e os indecisos estão com 10,1%. 


No quesito rejeição, Helder Barbalho (MDB) continua como o mais rejeitado pelos eleitores, somando 21,8%. O senador Paulo Rocha (PT) aparece como o segundo mais rejeitado, com 17,4%. 

Fernando Carneiro (PSOL) vem com 10,7% e Márcio Miranda (DEM) tem 10,2% de rejeição. O menos rejeitado entre os cinco candidatos é Cleber Rabelo (PSTU), com 7,7%.


PREFERÊNCIA AO SENADO  



Se a eleição para o senado fosse hoje, Jader Barbalho e Mário Couto, seriam os eleitos. Segundo a pesquisa, eles estão tecnicamente empatados, 11,9% e 11,5%, respectivamente. 



Em terceiro colocado vem o senador Flexa Ribeiro (PSDB) com 10,3%. Sidney Rosa tem 5,6%; Ursula Vidal (PSOL) 5,2%; Jarbas Vasconcelos (PV) 5,1%; Coronel Osmar  (PDT) 3,2%; Zé Geraldo (PT) 3,1%; Zequinha Marinho (PSC) 2,7%; Ibanês 2,3%; Elléri Bogo 2,3%; Benedita do Amaral 1,9%; Wladimir Costa (SD) 1,9%; José Francisco Costa 1,1%; Professor Gerson Dourão 1,1%; Xaropinho do Povo (PPL) 0,9%; Anivaldo Vale (PR) 0,7% e Mário David Prado Sá com 0,6%.


Os indecisos são 16,4% e os que tendem a votar em branco ou nulo somam 12,5%.


WLAD E JADER LIDERAM REJEIÇÃO

Na pergunta sobre quem os eleitores entrevistados mais rejeitam para a vaga ao senado, a maioria aponta Wladimir Costa (SD), como o candidato mais rejeitado, com 18,4%, seguidor por Helder Barbalho (MDB), que vem como  a rejeição de 15%.

Veja o gráfico abaixo:



Click e veja abaixo os demais gráficos no relatório completo da pesquisa DOXA.

Morador da Marambaia acusa Helder Barbalho e seus seguranças de agressão e roubo de celular

O jovem alega que sua denúncia não tem motivação política e que ele vai votar nulo, mas que está preocupado por saber com quem se envolveu e que teme sofrer retaliações.

Por Diógenes Brandão

O jovem morador da Marambaia, Samuel Benassuli Pinheiro, gravou um vídeo que viralizou nas redes sociais, onde acusou Helder Barbalho (MDB), candidato ao governo do Pará, de ter-lhe agredido, após o mesmo ter-lhe perguntado sobre a Lava Jato e ao dinheiro da SUDAM


Segundo o jovem, ele estava na frente de sua casa, quando Helder Barbalho passava com apoiadores em frente de sua casa e sua mãe foi abordada por assessores e orientada para que falasse com o candidato. Logo, ele pegou o celular para fotografar a mãe e depois pediu para fazer uma pergunta em vídeo para Helder. Então perguntou: Candidato, como você vai se livrar das investigações da Lava Jato e como está o dinheiro da SUDAM?

Após isso, Helder teria chamado seguranças para ajudar-lhe a arrancar o celular de suas mãos, quando o jovem tentou transmitir ao vivo a entrevista com o candidato.

Ainda segundo o jovem, ele teve sua casa invadida e foi tanto por Helder Barbalho, quanto  por seus seguranças, que chegaram a ameaçá-lo, dizendo: "Toma cuidado com a tua vida".

Humilhado por ter seu celular roubado, ele teme por sua integridade física e de sua família, pois teve seu rosto e a frente da sua casa fotografada. 

Após ter seu celular levado pela equipe de Helder, PMs apareceram e conseguiram presenciar algumas ameaças e a admissão de que o celular foi realmente tomado à força das mãos do jovem. 

Assista o vídeo publicado pelo próprio jovem, que ainda espera recuperar pelo menos o celular:



Junto com Helder Barbalho, o apresentador da TV RBA, vereador e candidato a deputado federal Joaquim Campos (MDB), também apareceu no momento do tumulto, mas não quis defender o jovem e tentou justificar a ação do candidato, que foi ministro de Dilma e Temer e disputa pela segunda vez o cargo de governador do Pará. 

O registro de um boletim de ocorrência policial foi feito na Seccional Urbana da Marambaia e espera-se que o caso seja investigado, pois o país precisa ser passado a limpo e a impunidade não pode continuar sendo aceita pelas instituições públicas, sobretudo quando poderosos afrontam os mais pobres, mesmo estando em plena campanha em busca de votos na periferia.

O jovem alega que sua denúncia não tem motivação política e que ele vai votar nulo, mas que está preocupado por saber com quem se envolveu e que teme sofrer retaliações.

Em sua fanpage, Helder Barbalho postou uma foto com sua filha mais nova, o que confirma que esteve na Marambaia, mas nada comentou sobre a denúncia do jovem morador do bairro, que apela para ter seu celular devolvido.



Acompanhe o caso pelo Twitter.

O homem de Temer: Impulsionado por verbas federais, Helder Barbalho consolida favoritismo no Pará

Ex-ministro tem coligação formada por 17 partidos e conta ainda com desgaste do PSDB no estado.

Depois de um período de quatro anos em Brasília, ocupando cargos nos governo Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB), Helder Barbalho disputa o governo do Pará fortemente impulsionado pela máquina pública federal.

Leia a matéria de João Pedro Pitombo, na Folha de São Paulo


Eleições no Pará: A nova pesquisa DOXA



Por Diógenes Brandão

Sempre em busca de deixar nossos leitores bem informados sobre as principais novidades da corrida eleitoral no Pará, o blog AS FALAS DA PÓLIS visitou o site do TRE-PA e constatou a existência de apenas um registro de pesquisa apta a ser divulgada nesta semana. 

Trata-se da pesquisa DOXA, que segundo o registro eleitoral  PA-08758/2018, feito no dia 31 de Agosto, o instituto realizou pesquisa com 1.896 eleitores. 

A pesquisa trará números sobre a preferência do eleitoral para governo do Estado e Senado da República, assim como a rejeição dos candidatos. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em contato com Dornélio Silva, cientista político responsável pelo Instituto DOXA, a pesquisa foi encomendada pelo jornal A Província do Pará e já está sendo concluída, podendo ser divulgada entre hoje ou amanhã, dependendo do ritmo de trabalho da equipe neste feriado.