Pesquisar por palavra-chave

sexta-feira, novembro 09, 2018

Bolsonaro manda recado aos corruptos do Pará

Bolsonaro avisa: Abre teu olho, hein! O Sérgio Moro vai pegar vocês.

Por Diógenes Brandão


Depois de algum tempo sem fazer as lives (Transmissões ao vivo pelas redes sociais), o presidente eleito Jair Bolsonaro reapareceu nesta sexta-feira, 09, direto de sua residência e acompanhado de uma intérprete de LIBRAS, para pincelar sobre diversos assuntos, mas o que mais chamou a atenção de um atento leitor do blog AS FALAS DA PÓLIS foi o trecho onde ele cita a prisão de pessoas envolvidas em esquemas de desvio de dinheiro da merenda escolar, tal como o primo do governador eleito do Pará, preso na manhã desta sexta-feira, acusado de integrar uma quadrilha que desviou mais de 40 milhões de reais que deveriam ser usados por prefeituras, na área da educação e saúde.

Leia também: Primo de Helder Barbalho ostenta com dinheiro e champanhe importada no exterior

Bolsonaro foi enfático ao destacar a notícia da prisão de diversas pessoas envolvidas em mais um escândalo envolvendo a família Barbalho: 

"Hoje mesmo prenderam um montão de gente. Desvio de merenda escolar, olha só! Roubando comida de criancinha de escola pública, filho de pobre, pow! Não dá pra continuar assim. O Sérgio Moro vai pegar vocês! Abre teu olho, hein! E ele, lá agora, ao contrário do que alguns estão falando por aí, ele pescava com varinha, agora vai pescar com rede de arrastão de 500 metros"

Assista o vídeo:


Advogado do MDB joga dinheiro na privada para se livrar da Lava Jato

Entre os beneficiários, estaria o deputado estadual João Magalhães, também da organização criminosa alojada no MDB.

Por Diógenes Brandão

Ligado ao vice governador de MG, Antônio Andrade (MDB), o advogado Mateus de Moura Lima Gomes, jogou uma quantia considerável de dinheiro na privada para tentar fugir do flagrante da Polícia Federal na manhã desta sexta-feira (9), durante desdobramento da Operação Lava Jato.  

Ex-diretor vice-presidente da Cemig, Mateus Moura teve mandado de prisão temporária decreto pela Justiça. Conforme fontes da investigação, ele é apontado como um dos operadores do MDB mineiro.  

Segundo a Lava Jato, o empresário Joesley Batista, do grupo J&F, repassou R$ 15 milhões ao vice governador Antônio Andrade. Em troca, Andrade atendeu aos interesses da empresa na época que ocupou o Ministério da Agricultura.  O dinheiro teria sido repartido para custear a campanha de parlamentares mineiros. Entre os beneficiários, estaria o deputado estadual João Magalhães, também da organização criminosa alojada no MDB.


Primo de Helder Barbalho ostenta com dinheiro e champanhe importada no exterior

Vereador de Belém, Jo estava presente na farra e exibiu maço de dinheiro, dentro de um veículo de luxo, com bedidas importadas


Por Diógenes Brandão

Um vídeo no Instagram de Felippe Barbalho, primo do governador eleito no Pará, Helder Barbalho chegou ao blog AS FALAS DA PÓLIS. Nele é possível ver um maço de dinheiro (dólares?) sendo exibido, com uma turma de amigos e amigas bebendo champanhe importado, dentro de um veículo de luxo, que aparenta ser um utilitário estilizado, que mais parece uma limousine. Pelo que tudo indica, o grupo estava em um país estrangeiro.

Segundo noticiado por diversos veículos de imprensa e blogs paraenses, o primo de Helder Barbalho, Felippe Barbalho e o deputado federal eleito Cristiano Vale (PR) receberam a batida da Polícia Federal na manhã desta sexta-feira (11). Eles foram alvos da operação Carta de Foral, que contou com o apoio da Receita Federal e CGU (Controladoria Geral da União). 

A ação policial investiga desvios de aproximadamente R$ 40 milhões, oriundos da educação básica e do Sistema Único de Saúde (SUS). Ou seja, dinheiro roubado da merenda das crianças que frequentam as escolas públicas, dos professores e demais funcionários, assim como dos remédios e demais insumos e profissionais que vivem em falta nos postos de saúde.

Segundo o blog do Jeso, os investigados na operação responderão pelos seguintes crimes: 

— Associação criminosa;
— Peculato; 
— Corrupção ativa e passiva; 
— falsidade ideológica; 
– Fraude à licitações e 
— Lavagem de dinheiro. 

VOLTANDO AO VÍDEO

O vereador de Belém, John Wayne (MDB) também aparece no vídeo da ostentação. É ele quem puxa um maço de dinheiro do bolso e bate no empresário Felippe Barbalho, que grava a cena em uma transmissão ao vivo pelo seu perfil no Instagram. 

Embalados e cantando a música Felices los 4, do cantor e compositor colombiano, Maluna, o grupo de amigos aparece no vídeo como se estivessem comemorando alguma conquista. Em um trecho da música, podemos traduzir assim:

E faremos mais uma vez 
O que é nosso não depende de um pacto 
Apenas aproveite e sinta o impacto 
O boom boom que te queima, esse seu corpo de sereia 
Fique tranquila, porque eu não acredito em contratos..

Assista o vídeo:


Que burros Helder Barbalho nomeará como seus secretários?


A pergunta foi feita por Jader Barbalho, durante um evento em Belém. A platéia foi ao delírio.

Por Diógenes Brandão 

O discurso de Jader Barbalho já chegava aos exaustivos vinte minutos, deixando a platéia de cerca de 300 pessoas, chateadas com o orador, que ao ser cutucado pelo mestre de cerimonia, pediu mais cinco minutos para contar uma história e recomeçou dizendo mais ou menos assim:

Abraham Lincoln contou um história que eu quero contar para vocês.

Um rei decidiu sair para caçar e perguntou a um dos seus ministros mais capacitados em previsões meteorológicas, se o tempo seria favorável. O ministro prontamente acenou que sim, a caçada poderia iniciar que o sol estaria perfeito.  

No caminho, o rei encontrou, montado em seu burrinho, um velho e o perguntou: Está um bom tempo para uma caçada? O velhinho então respondeu-lhe: 

Agora está, mas não tarda a cair uma baita chuva. 

Confiando em seu ministro, o rei perguntou como aquele velho sem estudos, poderia confrontar a orientação do seu ministro, estudioso de diversas ciências, inclusive meteorologia. O velho então disse que não era ele e sim o seu burro, pois toda vez que vai chover, o burro relincha, dá coices e faz o maior auê. 

Sentindo-se afrontado, o rei então mandou prender o velho e seu burro e seguiu em frente em sua caçada, mas a chuva realmente veio e acabou com a festa do egocêntrico rei, que demitiu o ministro palpiteiro e nomeou o burro em seu lugar.  

A partir de então, conta Abraham Lincoln, todos os burros querem assumir cargos importantes..

Ao finalizar a história, Jader Barbalho virou-se para o filho, Helder Barbalho, recentemente eleito governador do Pará e disse-lhe, ao microfone: Filho, veja bem que burros você nomeará para acompanhá-lo no futuro governo que você tem pela frente. 

A platéia rindo, o aplaudiu freneticamente, deixando o governador eleito, meio sem graça.

A pessoa que narrou o acontecimento, pediu anonimato e finalizou revelando que entre os presentes que testemunharam a cena hilária, a pergunta que ficou no ar foi: Quem serão os burros que o Helder Barbalho tem chamado para serem seus secretários estaduais?

O fato aconteceu nesta quinta-feira, 8, no Terminal de Contêineres do Porto de Belém, durante uma cerimônia em Belém, com a presença do ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade, quando foram entregues 80 retroescavadeiras que devem reforçar a capacidade de trabalho de 58 prefeituras no Pará. Os recursos são oriundos das emendas da bancada paraense no Congresso.