Pesquisar por palavra-chave

quarta-feira, setembro 25, 2019

Porto de Moz: Berg seria reeleito se eleição fosse hoje, aponta pesquisa DOXA

Berg Campos é apontado como o candidato preferido da população de Porto de Moz, aponta pesquisa DOXA.

Via DOXA Pesquisa

Se a eleição fosse hoje, o atual prefeito de Porto de Moz, Berg Campos (PTB), se reelegeria prefeito do município com 42,9% das intenções de voto. É o que aponta a pesquisa eleitoral da DOXA para a Prefeitura de Porto de Moz.  

A pesquisa foi realizada entre os dias 19 a 22/09/2019 com uma amostra de 800  entrevistas, tendo uma margem de erro de 3,0%. A pesquisa foi realizada em todos os  bairros da cidade e mais 19 comunidades rurais.

ESPONTÂNEA: Na pergunta espontânea, em que não se apresenta os nomes dos pré- candidatos, Berg Campos (PTB) aparece na frente com 31,1%% das intenções de voto.  Ray Diesel (SD) vem com 12,0%. O petista Eduardo Fonseca é o terceiro colocado,  3,0%. Eliana Fonseca (PSDB) está com 2,0%. O ex-prefeito, Edilson Cardoso (PSDB) é o  quinto colocado. Nildo Pontes vem com 0,2%. Os eleitores indecisos representam  46,2%, enquanto 4,3% tem intenção de anular ou votar em branco. 


ESTIMULADA: Quando se estimula, Berg Campos (PTB) sobe para 42,9%. O segundo  colocado é Ray Diesel (SD) que aparece com 23,9%. A terceira colocada na corrida  eleitoral é Eliana Cardoso (PSDB) com 10,0% das intenções de voto. Eduardo Fonseca  (PT) é o quarto colocado, aparecendo com 6,0%. Branco/Nulo somam 0,8; e indecisos,  16,4%.



REJEIÇÃO: Eliana Cardoso (PSDB) é a pré-candidata mais rejeitada, aparecendo com  26,7%. Bem abaixo com 12,5% de rejeição vem o atual prefeito, Berg Campos (PTB),  Ray Diesel (SD) aparece logo em seguida com 11,4% de rejeição. O menos rejeitado é  Eduardo Fonseca (PT), obtendo apenas 1,3% de rejeição entre os eleitores de Porto de  Moz. E 46,2% não opinaram.



AVALIAÇÃO GOVERNO MUNICIPAL: A administração do prefeito Berg Campos é  aprovada (excelente/bom) por 52,9% dos eleitores do município; enquanto sua  reprovação (ruim/péssimo) é de apenas 12,3%. A avaliação Regular soma 34,0%.  



AVALIAÇÃO GOVERNO HELDER BARBALHO: Em se tratando de avaliação do Governo  Helder Barbalho, a sua aprovação é de 50,1% (excelente/bom). A reprovação é de  apenas 4,8%. A avaliação Regular soma 31,9%. Ainda aparecem 13,2% que não  quiseram avaliar o governo de Helder. 



AVALIAÇÃO DO GOVERNO BOLSONARO: O Governo de Jair Bolsonaro está sendo  reprovado por 25,8% dos eleitores de Porto de Moz. A aprovação do presidente chega a  31,7%. A avaliação Regular soma 35,2%. Aqueles que não quiseram avaliar são 7,2%.



FICHA TÉCNICA DA PESQUISA
   

Nome da pesquisa: Contexto eleitoral em Porto de Moz-Pa 

Margem de erro: A margem de erro estimada é de 3,0 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.  

Tema: Administração Pública/Eleições/Opinião Pública. 

Execução: Doxa Pesquisa 

Período: 19 A 22/09/2019 

Local: Porto de Moz - PA 

Amostra: Foram entrevistados 800 eleitores.

Nível de Confiança: O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% dos resultados retratarem o atual momento eleitoral.

As primeiras obras de Helder Barbalho já estão no papel

Helder reúne com lideranças de Ananindeua para anunciar obras que talvez sejam inauguradas no ano eleitoral de 2022. 

Por Diógenes Brandão

Em duas notas - devidamente pagas - nos jornais Diário do Pará e O Liberal, o governador Helder Barbalho anunciou as primeiras obras que pretende realizar em seu governo: A construção de um hospital Infantil, o término da infindável construção do Estádio Municipal de Ananindeua - que atravessou os 4 mandatos de Manoel Pioneiro e os 02 de Helder Barbalho, enquanto prefeito - e finalmente a também lendária instalação de um campus da UEPA.


Sem prever a data da inauguração de nenhuma dessas obras anunciadas nesta segunda-feira, 24, abrem-se brechas para todo tipo de especulação, entre elas a de que deverão ser inauguradas no fim deste mandato, ou seja, no ano de 2022, quando Helder tentará sua reeleição e finalmente poderá ter placas de inaugurações em seu nome, de verdade.


Ao completar 75 anos, Ananindeua não tem sequer um terminal rodoviário que preste. E olha que o município é dividido pela BR 316, e é o segundo maior município do Pará em população, arrecadação de impostos, eleitores e problemas de todas as espécies.

Há 23 anos sendo governado pela dobradinha  PSDB-PMDB, Ananindeua acumula os piores índices sociais, sendo uma das cidades mais violentas do Brasil e a primeira em falta quase que absoluta de Saneamento.

As mazelas só não são maiores que as promessas de desenvolvimento feitas no decorrer de 06 campanhas eleitorais da dupla Helder-Pioneiro.