Pesquisar por palavra-chave

sexta-feira, dezembro 06, 2019

Deputado que relatou a reprovação das contas de Jatene é investigado pelo Ministério Público

Wanderlan Quaresma (MDB) é um dos pré-candidatos do governador Helder Barbalho para prefeitura de Belém.

Por Diógenes Brandão


Aliado e membro do MDB, partido do governador Helder Barbalho e responsável pelo relatório apresentado na Comissão de Fiscalização, Finanças e Orçamento da ALEPA, que acabou sendo aprovada a recomendação de rejeição das contas do último ano do mandato do ex-governador Simão Jatene, o deputado estadual Wanderlan Quaresma (MDB) está sendo investigado pelo Ministério Público do Estado do Pará por “possíveis irregularidades” que teriam sido cometidas pelo deputado quando ele ainda exercia o mandato de vereador de Belém.

É que antes de chegar à ALEPA, Wanderlan Quaresma exerceu diversos mandatos como vereador de Belém e por conta disso, está sendo investigado pelo Ministério Público do Estado, após o promotor Daniel Henrique Queiroz de Azevedo instaurar inquérito civil público para apurar  denúncias de que ele, Wanderlan, teria utilizado funcionários das secretarias municipais para trabalharem em sua clínica  La Fertile, “sendo pagos com dinheiro público”.

A informação publicada no blog do jornalista Lúcio Flávio Pinto, informa que o vereador também estaria usando acadêmicos de medicina “que ainda não terminaram seus cursos de formação superior”, preenchendo guias do SUS e usando cartões de desconto em troca de votos.

O inquérito civil foi determinado pelo promotor Daniel Henrique Queiroz de Azevedo, da 1ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa. 

O blog tenta descobrir como está o trâmite do processo e voltará para informar as leitoras e leitores sobre esse assunto.

PSDB defende legado de Jatene e ameaça expulsar deputados "traíras"

Contas de Jatene: Aprovadas pelo TCE e reprovadas por Comissão de Finanças da ALEPA.

Por Diógenes Brandão


Depois das publicações do blog AS FALAS DA PÓLIS trazerem as informações e provas sobre a apreciação e votação do relatório do deputado Wanderlan Quaresma (MDB), aprovado pelos  demais deputados da Comissão de Orçamento e Finanças da ALEPA, que indicou  a reprovação das contas de Simão Jatene, o PSDB acaba de publicar uma nota de esclarecimento, assinada pelo presidente estadual da legenda, o deputado federal Nilson Pinto.

Leia também: ALEPA: O voto de Cilene Couto pela reprovação das contas de Jatene

Nela, o partido do ex-governador sai em sua defesa e de seu governo, assim como sinaliza a possibilidade de expulsar dos seus quadros, aqueles que votaram a favor da rejeição das contas do último ano do exercício do mandado de Simão Jatene.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A presidência do PSDB-PA considera inaceitável a decisão da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária da Assembleia Legislativa do Pará de rejeitar as contas do governador Simão Jatene referentes ao exercício de 2018, em total desrespeito à orientação dada pelo Tribunal de Contas do Estado, que em setembro passado aprovou por unanimidade referidas contas. 

A postura assumida por deputados do PSDB no episódio contraria frontalmente a posição do Partido sobre o assunto.

O PSDB compartilha da opinião do TCE sobre a correção das contas do governador Jatene, elogia a seriedade e a competência de sua gestão e tem orgulho do legado por ela deixado. 

Ao tempo em que se solidariza com o governador Jatene, esta presidência informa que submeterá o caso ao Conselho de Ética do Partido, para a avaliação da conduta adotada pelos deputados do PSDB e a definição das punições cabíveis. 

Belém, 6 de dezembro de 2019
                 
Nilson Pinto