Pesquisar por palavra-chave

sábado, maio 10, 2008

Paz com Voz

O Encontro Estadual do PSB trará mais água pra debaixo da ponte que liga o partido ao governo. Recém vitorioso da queda de braço com opositores internos, Ademir Andrade pode ver seu indicado para a SEAD, cair junto com seu mandato de mais de 25 anos à frente do partido. Será mesmo? Abaixo uma matéria reproduzida do Diário do Pará no Portal Cultura, elucida o ocorrido entre as partes do PSB e o governo:
O advogado Nélson Marzullo, que concorre com uma chapa à direção estadual do PSB, disse ter reunido na última quarta-feira com Maria Aparecida para discutir a questão. “O Cláudio Puty está tentando conquistar deputados para a base aliada e, ao mesmo tempo, interferindo internamente em questões partidárias do PSB. É uma recomposição burra, já que conquista votos na AL, mas perde com a imensa maioria dos militantes do PSB que repudia o que Ademir Andrade representa. O governo cedeu à chantagem”, critica. Segundo ele, o ex-senador Ademir Andrade e o deputado Cássio Andrade querem apenas cargos e não ajudar o governo. “A governadora cometeu um imenso equívoco e colocou a raposa no galinheiro”, salienta Marzullo. A Camara Municipal de Belém será o palco desta, que promete ser a briga no mês, já se preparou para eventuais conflitos físicos. Colocou câmeras e a guarda municipal de prontidão. Orlando Bordalo, atual presidente estadual do PSB foi o indicado por Ademir Andrade para substituir Maria Aparecida na SEAD, cota do partido no "acordo" com o governo. As previsões não lhe são favoráveis: A maioria dos militantes em Belém e Ananindeua, acenam para uma mudança no comando da legenda. O Blog espera não ter que divulgar tristes relatos sobre o encontro e deseja paz à todos os militantes e dirigentes do PSB. Paz com Voz, pois sem Voz, não é Paz é Medo! Como diz a música do Rappa.