Pesquisar por palavra-chave

quarta-feira, dezembro 31, 2008

Retrospectiva 2008 I

Belém está próxima de um ano novo repleto de agito.
Agito na Política. Duciomar reeleito, terá que enfrentar uma oposição que se prepara para ser menos pateta, afinal o falso médico assumiu, detonou os carros que seriam para amenizar a SESMA e desviou para a guarda municipal, deixou morrer inúmeros cidadãos nos postos de saúde, desviou os maquinários da Macrodrenagem para empresas privadas de "colaboradores" e por fim, extinguiu com uma só canetada todos os programa socias oriundos da gestão petista, quando à frente da prefeitura.
Ana Júlia, numa indecifrável relação com o PMDB de Jáder Barbalho vê-se agora que precisa suar muito a camisa para arregimentar forças e manter-se por até 2014 no palácio. Depois de um ano cheio de contradições o governo guarda  a sete chaves os resultados das pesquisas quali que realiza para analisar onde estão os pontos forte e fracos da gestão.
Um deles, a segurança, com certeza mesmo com o investimento pesado realizado com equipamentos e contratação via concursos de mais de 1200 PM´s, ainda é a área que mais recebe críticas da sociedade como um todo.
Na educação, depois da greve, dos spray´s de pimenta, cacetes e bombas de efeito moral, a UEPA foi a maior contradição do governo Ana Júlia.
Arrastando-se para quase um ano, o final da gestão Palácio e o início da gestão biônica que perdura até hoje, carrega um farto arsenal que fere a história petista e mancha por vez a de muitos que estiveram e estão até hoje envovidos com o não-desfecho.
Sem reitor eleito passado mais de um ano da última eleição, a UEPA teve nesse interim, a nomeação de uma pro tempore (biônica) indicada para tampar o buraco criado por uma indefinição da casa civil sobre a nomeação do reitor eleito, Silvio Gusmão por contestação de quem queria que o segundo mais votado, Bira Rodrigues viesse a consumar a utopica de ter um reitor.