domingo, março 15, 2015

Mais um site apócrifo é desmascarado


A dúvida é o princípio da sabedoria.
Aristóteles.

www.folhapolitica.org é um site que afirma fazer jornalismo independente, mas é explicitamente uma daquelas artimanhas utilizadas pelo sub-mundo da política para fazer o trabalho sujo, o chamado jornalismo marrom, que calunia e difama alguns políticos e partidos em favor de outros. Com o nome de um grande jornal para dar um ar de credibilidade, a "Folha Política" não passa de mais um, entre os vários instrumentos que não fazem jornalismo e sim propaganda contra a Dilma, o Lula, o PT, os partidos aliados, o governo e a esquerda e faz isso todo santo dia, publicando e replicando matérias e artigos que  buscam"queimar" seus parlamentares e seus governos.

Na sexta-feira, como era de se esperar, o site publicou outra de suas matérias sem fundamentação alguma. Na foto que ilustra a publicação, a presidenta Dilma aparece rodeada de duas mulheres e um homem, com camisas da CUT e o confuso texto, induz o eleitor a entender (?) que essas pessoas receberam R$35,00 para participarem da manifestação que percorreu a Avenida Paulista e todas as principais avenidas das capitais brasileiras. 


O texto – por sinal, muito mal redigido – insinua que pessoas de outros países e da periferia de São Paulo teriam sido recrutadas para participar do ato e que ônibus teriam lhes levado até a Avenida Paulista, onde a possibilidade de confronto com “grupos contra o governo”, que segundo a matéria, deveriam ir ao ato e por isso as chances de ter confusão eram enormes. 

Acontece que tudo não passou de mais uma mentira deslavada. Como se sabe, o ato organizado por centrais sindicais e movimentos sociais, superou a expectativa até daqueles que achavam que o pouco tempo e a falta de uma mobilização mais articulada, poderia fazer com que a manifestação fosse um fiasco. E não foi.

Voltando ao ponto central e à verdade dos fatos, a foto usada pela matéria é de Fevereiro de 2013, ou seja, tem mais de 02 anos e as 03 pessoas que estão com a presidenta Dilma, são na verdade sindicalistas no Pará. 

O homem é presidente da CUT e se chama Martinho Souza. As duas mulheres se chamam Vera Paoloni e Rosalina Amorim, ambas são bancárias e sindicalistas ligadas à CUT. Os três estavam entregando um documento à Dilma, na cidade de Castanhal, no Estado do Pará, durante sua visita para entrega de um conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida, conforme você pode confirmar no vídeo do portal G1 Pará.

Casos como esse são cada dia estão se tornando mais comuns e frequentes na internet, sobretudo nas redes sociais, onde muitas pessoas acabam compartilhando matérias caluniosas, difamatórias e mentirosas, apenas por acharem que são sérias, sem se darem o mínimo trabalho de averiguar as informações que são jogadas sem o mínimo de compromisso com a verdade. 

Para evitar pagar mico e ter complicações com isso, leia Como identificar notícias falsas