Pesquisar por palavra-chave

domingo, maio 25, 2008

O Privado se Aproveita

Hiroshi: A referencia de saúde no Sul do Pará na qual se transformou a Unimed pode ser atribuído falência do Sistema Único de Saúde –SUS? O guarda chuva social que a constituição Brasileira se propõe a oferecer pelo SUS é muito amplo, daí advêm às dificuldades de se colocar isso em prática, quando comparamos nosso SUS com a saúde pública de alguns países de primeiro mundo como os Estados Unidos vemos o quanto estamos adiantados, pode ser que alguns se surpreendam com minha declaração, mas é a realidade, naquele país ou você tem um seguro saúde ou tem muito dinheiro, não há uma terceira opção, a não ser para alguns pequenos grupos como os esquimós do Alasca, alguns índios e alguns veteranos de guerra. Em alguns pontos nosso SUS é referencia no mundo todo, como no caso dos transplantes e da AIDS, tirando inclusive este peso da saúde suplementar, porém acho que a maior deficiência se encontra na Atenção básica a saúde onde tratamos efeitos e não causas, é ai que perdemos feio para os países de primeiro mundo que tem água de qualidade para população e saneamento. A saúde suplementar cumpre hoje importante papel social quando vem oferecer ao mercado uma alternativa ao SUS, através disso aliviamos a demanda pública e ao mesmo tempo oferecemos uma qualidade, tempo de reposta e uma ampla rede que hoje o poder público esta longe de atingir. Leia aqui na íntegra, a entrevista feita pelo blog do Hiroshi com o Eugênio Alegretti, Gerente Geral da Unimed Sul do Pará o qual demostra conhecer o SUS, mas não abre mão de lucrar com a grande demanda repremida e não atendida pelo Estado, que parecer favorecer o acesso da classe média - e outras nem tanto - aos planos privados.

Só com o Tio e Olhe Lá

Do Reporter 70 do Sábado (24/05)

ELEIÇÕES

Bolo

A governadora Ana Júlia tirou um tempo da sua concorrida agenda para participar do aniversário do prefeito de Ananindeua, Helder Barbalho. Foi, cantou parabéns para ele, mas, depois dos salamaleques, ao lado de Jader Barbalho, aquele que dispensa apresentações, aproveitou para lembrar da aliança PT-PMDB.

Apoio

Peemedebista que estava na platéia e jura que não comeu pedaço do bolo dividido entre a governadora e o deputado ficou intrigado ao ouvir da própria Ana Júlia que o ex-deputado José Priante jamais será apoiado por ela na disputa pela Prefeitura de Belém. Jader parecia não estar nem aí para a inconfidência. Priante, claro, nem foi convidado para o regabofe.