Pesquisar por palavra-chave

quarta-feira, julho 18, 2012

TRE e Justiça paraense suspeitas de ajudar Jatene nas eleições 2012

Perereca vai pedir ao TSE o afastamento do presidente do Tribunal Eleitoral do Pará, Ricardo Nunes, e do juiz federal Antonio Carlos Campelo. E vai requerer ao CNJ e CNMP abertura de investigação para determinar a quantidade de magistrados que possuem parentes como assessores especiais do Governador do Pará, Simão Jatene. Denúncia afirma que essa prática ofende a Magistratura e a própria República.



Esta jornalista e blogueira que vos escreve já decidiu: vai pedir ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o afastamento do presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Pará, Ricardo Nunes, e do juiz federal Antonio Carlos Campelo, já que ambos possuem parentes diretos empregados como assessores especiais do governador Simão Jatene.
 
Também pedirei ao Conselho Nacional de Justiça(CNJ) e ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) que instaurem as necessárias investigações, ou acompanhem as necessárias investigações, para determinar a quantidade de magistrados que possuem parentes em cargos comissionados no Executivo.

Penso que é dever dos cidadãos denunciar fatos tão graves, que ofendem a Magistratura e a própria República.

Peço apenas que os leitores me ajudem, se possível, quanto à consistência legal desse requerimento e, também, para a eventual remessa de documentos ao TSE, CNJ e CNMP, já que não possuo dinheiro para isso.

Se algum advogado quiser ajudar, pode entrar em contato através dos emails anaceliapinheiro@hotmail.com e anacelia1960@gmail.com

O blog garante o sigilo, caso assim o desejem.
 
Leia+ e ajude o jornalismo investigativo e independente sobreviver no Império da tucanolândia paraense.

PCdoB com PSDB, pode isso Arnaldo?

2012. O fim do mundo para a DEMotucanalha

No Blog do Cadu.



Parece que os Maias acertaram que o mundo acaba em 2012. Pelo menos para o PSDB e, por conseguinte, o DEM e o PPS. Todo dia sai coisa nova sobre as relações com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. Seja relação com a grande imprensa (clique aqui e veja a transcrição de 73 telefonemas entre Demóstenes e o bicheiro onde tratam sobre Policarpo, editor da Veja em Brasília e onde até o Álvaro Dias aparece), seja na relação direta com o tucanato e com os DEMos.

A agonia toma conta da direita brasileira. A reportagem “bomba” da Rosane Collor (ou Malta, tanto faz) no Fantástico é prova disso. As capas sobre o vento de Veja também.

E ontem, após novas denúncias sobre Marconi Perillo, governador tucano de Goiás, a direção nacional do PSDB concedeu uma entrevista coletiva.

Afirmou confiar em Perillo e acusou que as acusações contra ele são infundadas.

Bom, o fundamento das acusações são as operações da Polícia Federal. Ao contrário como faz a direita onde se acusa por conta de matérias do PIG, cujo pauteiro é o bicheiro Carlinhos Cachoeira.