Pesquisar por palavra-chave

segunda-feira, junho 10, 2019

Como ficou a greve dos caminhoneiros no Pará?


Por Diógenes Brandão

A manifestação que deu início à Greve dos Caminhoneiros do Pará, durou por pouco tempo, já que o governador Helder Barbalho aceitou receber uma comissão dos manifestantes, que reivindicam a suspensão do convênio do Estado com as prefeituras de Belém e Ananindeua, que através da SEMOB e SEMUTRAN, andam "enfernizando a vida destes motoristas", segundo o líder dos caminhoneiros

Assista o vídeo e ouça o áudio do Sabá, líder dos caminhoneiros:








Violência nas Escolas do Pará: 03 casos por dia e governo e SINTEPP não fazem nada


Por Diógenes Brandão

Segundo matéria do site Rede Pará, o Estado registra, em média, três casos por dia de violência nas escolas De janeiro a abril deste ano houve 348 registros. Em maio, só na região metropolitana de Belém, foram cinco boletins de ocorrência. São ameaças, agressões, bullying, assaltos, estupros e homicídios, que se repetem por todo o País. Brasil lidera ranking dos colégios mais inseguros do mundo.

Nos primeiros quatro meses deste ano ocorreram, em média, a cada 30 dias, 87 casos de violências no interior dos colégios públicos e particulares do Pará. 

Leia aqui.