Pesquisar por palavra-chave

sexta-feira, agosto 02, 2019

Apologia à tortura e pena de morte por tropa da PM paraense é destaque na mídia nacional



Por Diógenes Brandão

No dia em que o país assistia o maior massacre já ocorrido neste século, no sistema prisional brasileiro, em um evento da Polícia Militar paraense Pl, os policiais da ROTAM fizeram apologia à tortura e à pena de morte, com a presença do governador do Pará, Helder Barbalho.

Replicada pelo portal AmazonLive, a notícia ganhou repercussão nacional através do site Antagonista, um dos mais acessados no país e depois pelo jornal Folha de São Paulo, o veículo de imprensa mais acessado.


Ao lançar o programa "Territórios pela Paz", há quase dois meses atrás, Helder Barbalho disse que o combate à violência devem reunir ações sociais, garantindo a proteção social, os Direitos Humanos e a ação policial.

Procurado por jornalistas da Folha, Helder Barbalho se negou a comentar ou prestar esclarecimentos sobre o comportamento da tropa da Polícia Militar, que hoje está sob seu comando e segundo estudos da FVG é uma das que mais mata e morre no Brasil.