Pesquisar por palavra-chave

sábado, setembro 01, 2012

Pesquisa IBOPE: De manipulador da burguesia à oráculo revolucionário


PSOL cortou os cabelos "pra mudar Belém". Paz com todos!
Aquele que até outro dia era chamado de “fiel representante dos interesses da burguesia” com a acusação de “produzir resultados de suas pesquisas de acordo com a vontade de quem o pagasse”, o IBOPE, acaba de ter divulgada pela Rede Globo (quem encomendou) sua 2ª pesquisa eleitoral, realizada com 602 pessoas entrevistadas em Belém, durante os dias 28 à 30 de Agosto.

A pesquisa, agora tida pelo PSOL como o oráculo da verdade revolucionária, demonstra que se as eleições fossem hoje, o candidato do partido, Edmilson Rodrigues estaria com 47% dos votos; José Priante, 22%; Zenaldo Coutinho, 12%; Arnaldo Jordy, 7%; Jefferson Lima, 5%; Anivaldo Vale, 2%; Alfredo Costa, 1%; Marcos Rego não alcançou 1%; Sérgio Pimentel e Leny Campelo não foram citados.

No cenário de um possível e muito provável segundo turno entre Edmilson Rodrigues e José Priante ou Edmilson Rodrigues contra Zenaldo Coutinho, Edmilson do PSOL ficaria em primeiro nas duas hipóteses com 61% dos votos. Concorrendo contra José Priante, este ficaria com 28% dos votos, enquanto Zenaldo Coutinho apareceria com 30%.

Jordy por sua vez continua liderando a pesquisa, só que na rejeição, pois pelos eleitores entrevistados, a pergunta feita sobre aqueles em quem não votariam de jeito nenhum, Arnaldo Jordy aparece com 27%, Anivaldo Vale, com 24%, Alfredo Costa e Jefferson Lima, com 23% cada um, José Priante, com 20%,  Edmilson Rodrigues, Leny Campelo, Marcos Rego e Sérgio Pimentel com 19% cada um, e Zenaldo Coutinho, com 14%.

Os eleitores que declaram que poderiam votar em todos os candidatos representam 6% do eleitorado. Outros 4% não sabem ou preferem não responder a respeito.