Pesquisar por palavra-chave

quarta-feira, julho 08, 2015

"Baldaço" é utilizado como protesto pela falta d'água em Belém

Repórter da TV Record coloca um balde na cabeça para a reportagem ao vivo sobre o "Baldaço".

Os três dias em que Belém conviveu sem abastecimento d'água, não passou em branco, pelo menos para os manifestantes que protestaram por dois dias consecutivos, em frente à COSANPA, no bairro de São Brás. A manifestação apelidada de "Baldaço", foi mobilizada por um grupo de ativistas digitais no WhatsApp e contagiou as demais mídias sociais, como uma forte reação à falta de zelo do governo estadual e a prefeitura de Belém, com o patrimônio público e com a qualidade de vida da população da capital paraense.

O primeiro dia de protestos foi registrado pela equipe de reportagem do jornal Diário do Pará, um dos poucos jornais existentes no Estado e talvez o único que tenha noticiado a manifestação.


No segundo dia de protesto do "baldaço" pela falta d'água em Belém, a TV Record também esteve presente e com uma lata d'água na cabeça, a repórter Priscilla Amaral fez uma matéria ao vivo, com os manifestantes cantando palavras de ordem, como "A nossa luta é todo dia, a nossa água não é mercadoria!" e "O povo tá na rua, Jatene a culpa é tua!", em referência à gestão do governador Simão Jatene.



Outra matéria foi publicada pelo jornal Diário do Pará, agora com chamada e foto do protesto na capa da edição desta quarta-feira (08).




Embora tenha tido a presença de dirigentes partidários do PT, PCdoB e do PSOL, além de lideranças sindicais, os manifestantes comentavam entre si, a inovação na mobilização do ato em protesto pela falta d'água em Belém, por ter sido idealizado e articulado por ativistas digitais.

Ronaldo Romeiro, presidente do Sindicato dos Urbanitários do Pará esteve presente no ato e foi o idealizador da organização de um Fórum Multisetorial, para debater os problemas que afligem o povo paraense e convocou a sociedade para uma reação, diante tanto descaso com os serviços públicos, em prol da privatização.


José Marcos Araujo Araujo, presidente estadual da Central dos Trabalhadores do Brasil, também esteve presente no ato em protesto pela falta d'água em Belém e convocou todos para reagir.


Belém é administrada pelo prefeito Zenaldo Coutinho, que se elegeu enfatizando que a parceria com o governador Simão Jatene seria benéfica para a cidade, pelo fato de serem do mesmo partido, o PSDB.