segunda-feira, março 14, 2016

Belém, 14 de Março. E até agora, nada do PSM da 14 de Março


Por Diógenes Brandão

O chargista paraense A.Torres conseguiu expressar com uma ilustração, a manipulação do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, naquilo que chamou de reinauguração do hospital de Pronto-Socorro Municipal de Belém "Mário Pinotti", mas conhecido como PSM da 14 de Março, o qual a repetidora da TV Globo no Pará, foi com seu aparato midiático registrar como se estivesse servindo como produtora de vídeo da prefeitura, o que na verdade o Orly Bezerra, marqueteiro do PSDB no Pará, acaba fazendo na interseção lobista, entre o poder público e empresários de comunicação, assim como outras áreas.

Como o PSM da 14 está há nove (09) meses desativado para uma reforma, após o incêndio premeditado, segundo informou o Sindicato dos Médicos do Pará, o único pronto socorro de Belém em funcionamento é o do Guamá, o qual mais parece um hospital de guerra, devido a eterna super-lotação e falta de equipamentos, médicos e equipes de enfermagem, como este blog já vem denunciando em diversas publicações.

Há cerca de uma semana, um médico entrevistado por equipe de reportagem das duas principais emissoras de tv do estado, fez uma denúncia gravíssima, mas que parece não ter surtido nenhum efeito nas autoridades públicas locais: O profissional da medicina estava se especializando em preencher atestado de óbitos, por não ter equipamentos e locais para proceder com os pacientes que chegavam ao hospital. A realidade até agora permanece desesperadora para os familiares de quem é levado para aquele local.

Na publicação "Protestos e uma morte marcam a entrega do PSM da 14, que completou 8 meses fechado para a população de Belém", já havíamos previsto que poderia chegar neste dia 14 de Março e um dos dois únicos equipamentos para atender a saúde pública do povo da capital paraense, não estaria aberto. E de fato, não está.

Internauta ironizando a data como o apelido do PSM de Mário Pinotti não imaginava que a demora para o atendimento no local seria tão longo e injustificável. 

Sem explicações aceitáveis, o prazo de uma semana para volta à normalidade - se é que isso existe - que o prefeito anunciou dia 25 do mês passado, já foi extrapolado para mais de 20 dias e pessoas continuam morrendo por falta de atendimento digno.

Resta saber se a volta à normalidade do PSM da 14 de março só será retomada no dia 14 de Março de 2017, quando Belém já poderá ter outro prefeito menos irresponsável do que este que aí está.