Pesquisar por palavra-chave

terça-feira, maio 23, 2017

Aécio quebra o silêncio e diz que ele e seus familiares presos são vítimas



Diógenes Brandão, com informações da fanpage do senador Aécio Neves e do jornal Folha de São Paulo.

"Não fiz dinheiro na vida pública. Esse cidadão armou uma encenação e ofereceu outro caminho. Um empréstimo de R$ 2 milhões. Esse dinheiro, é claro, seria regularizado por meio de contrato de mútuo. O criminoso queria era criar uma falsa situação que transformasse uma operação entre privados, que não envolveu dinheiro público, que não envolveu qualquer contrapartida, em um ato de aparência ilegal. Esses são os fatos. Esta é a única verdade. E reafirmo aqui de forma definitiva: não cometi qualquer crime", diz o senador Aécio Neves, em vídeo gravado nesta terça-feira (23/05).

Executivos da JBS disseram ao Ministério Público que pagaram pelo menos R$ 60 milhões em propina para o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) em 2014.

Segundo a delação premiada, em troca do dinheiro desembolsado, o tucano usou o mandato para "beneficiar diretamente interesses do grupo".

Leia aqui a matéria.