Pesquisar por palavra-chave

quarta-feira, outubro 04, 2017

Condenado pela 4ª vez e sob protestos, Bolsonaro fará visita relâmpago a Belém

Convidado novamente por Eder Mauro, Jair Bolsonaro fará palestra em Belém e parte no mesmo dia.

Por Diógenes Brandão

Com o tema #BrasilemDebate, uma palestra com o Deputado Federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) será realizada na tarde desta quarta-feira (04), em um auditório de médio porte, na Computer Hall e segundo os organizadores, as inscrições estão esgotadas.

Jorge Lucas, presidente estadual da UJS - União da Juventude Socialista - ligada ao PCdoB, informou a um jornal local que um ato está sendo organizado por sua entidade, pela CUT e outros movimentos sociais, contra as ideias de Jair Bolsonaro.  


"Vamos fazer um ato cultural, sem enfrentamento, em repúdio as ideias que o Bolsonaro representa como essa onda de conservadorismo que assola o país. Nosso lema é Belém contra o Fascismo", justificou Lucas.

A chegada do pré-candidato a presidente em Belém, será às 14:30 e seus seguidores, entre eles, o deputado federal Eder Mauro (PSD-PA), prometem fazer uma festa em sua recepção, ainda no aeroporto. 

Com mais de 4.6 milhões de seguidores no Facebook, o evento que mobilizou a visita do deputado teve mais de 1.500 confirmações de participação. Além disso, um site de divulgação e cadastro dos interessados no evento alcançou em 3 semanas, 2.619 compartilhamentos. Um outro, fechado a quem realmente é seu seguidor, denominado Apoiadores do Bolsonaro - Belém PA, tem até hoje apenas 14 participantes, a maioria formada de jovens entre 17 e 24 anos.

Segundo a divulgação feita quase que exclusivamente pelas redes sociais, "Bolsonaro vai falar sobre a política nacional, desenvolvimento econômico e segurança pública". 

Na semana passada, um projeto apresentado por um vereador de Belém queria que a Câmara Municipal oferecesse o título de cidadão Belenense ao deputado carioca. Um abaixo-assinado foi feito e viralizou nas redes sociais e o Título de "Cidadão de Belém" a Bolsonaro foi rejeitado pelos vereadores.


A última vez em que esteve em Belém, assim como dessa vez, foi a convite do deputado federal Eder Mauro, com quem passou alguns dias que antecederam o Círio de Nazaré e acompanharam a procissão em um palanque na CDP, onde ambos levaram muitas vaias, entre algumas saudações. Dessa vez, Bolsonaro não ficará para a maior festa do povo paraense e assim que termine sua palestra, deixará Belém em um vôo comercial, já com passagem comprada.

04 condenações em 02 anos


Na véspera de seu desembarque em Belém, o deputado Jair Bolsonaro foi condenado a pagar R$ 50 mil em danos morais por declarações racistas que fez contra quilombolas em um evento no Clube Hebraica no Rio de Janeiro. 

A decisão é da 26ª Vara Federal do Rio de Janeiro, e responde a ação movida pelo Ministério Público Federal. O MPF tinha pedido indenização de R$ 300 mil.  Em sua defesa, Bolsonaro afirmou que, enquanto deputado, “estava expondo suas ideologias e críticas acerca da demarcação de terras produtivas e que não eram exploradas”.

“Como parlamentar, membro do Poder Legislativo, e sendo uma pessoa de altíssimo conhecimento público em âmbito nacional, o réu tem o dever de assumir uma postura mais respeitosa com relação aos cidadãos e grupos que representa”, concluiu a juíza que condenou Bolsonaro.

Em Agosto deste ano, o STJ manteve a decisão da primeira e da segunda instâncias contra o deputado, acusado de incitar o estupro contra a deputado Federal Maria do Rosário (PT-RS). Bolsonaro foi condenado a pagar R$ 10 mil à colega por dizer que ela não merece ser estuprada por ser 'muito feia'. Bolsonaro disse que recorreria ao STF, onde é réu.

Em dezembro de 2014, Bolsonaro falou publicamente a respeito da possibilidade de estuprar a parlamentar petista, sua rival política no parlamento, em três ocasiões diferentes. 

Leia também: