Pesquisar por palavra-chave

quinta-feira, janeiro 03, 2019

Ananindeua completa 75 anos e Manoel Pioneiro 14 anos como prefeito. Nada a comemorar



Por Diógenes Brandão

Completando 75 anos, Ananindeua não tem nada a comemorar. 

Com apenas 0,75% do município contando com a cobertura de esgoto, apenas 20 mil pessoas são atendidas com o mínimo de saneamento. 


O prefeito Manoel Pioneiro (PSDB) culpa a COSANPA e a falta de dinheiro para oferecer qualidade de vida ao povo que o elegeu 4 vezes. Mesmo assim, em entrevista à TV Liberal, o prefeito prometeu quatro novas UPAS - sem nem ao menos saber se Jair Bolsonaro manterá essa política pública - creches e obras para amenizar o triste quadro em que a cidade se encontra: Umas das piores do país para se viver, segundo diversos institutos nacionais.


Depois de 14 anos no poder, o prefeito Manoel Pioneiro sabe que apenas 29% da população tem direito à água tratada, mas mandou montar um palco na Av. Arterial, na Cidade Nova, para oferecer shows e distribuir brindes para o povão, como manda a boa e velha política do pão e circo.

Amanhã saberemos quantas pessoas foram vítimas de assaltos e outros crimes. 

Infelizmente é assim e os anos passam e nada muda. Exemplo disso é que ano passado, este blog fez uma matéria muito mais ampla, mostrando a realidade nua e crua em que a população de Ananindeua passa, nas mãos de uma classe política cada vez mais rica e poderosa. 

De lá pra cá, a única coisa que temos de novo é um terminal rodoviário meia-boca, inaugurado sem estar terminado.

Os vereadores, que deveriam fiscalizar e cobrar do prefeito o bom uso do dinheiro público, disputam todas semanas, as cadeiras em sua luxuosa mesa de jantar, em um condomínio da BR 316, onde traçam planos para manterem-se no poder e e aproveitando do que é servido.