Pesquisar por palavra-chave

sexta-feira, junho 20, 2008

Agenda Eleitoral

Para quem não viu/leu a agenda eleitoral oficial, onde diz o que pode e não pode, os prazos, etc.. Aqui de novo.

Quem Liga?


Priante e Dudu foram condenados à pagar multa por propaganda extemporânea. O primeiro a bagatela de R$ 53.205,00 e o atual prefeito falsário apenas R$ 106.410, ou seja, o doblo por ter sido condenado por duas inflações eleitorais.

Mas como diria uma amiga da Marambaia: Quem liga? Afinal os milhões acumulados e por vir, dos caixas 2, 3, 4 e 5 (se não houver outros!) fazem os valores acima serem ridículos e até mesmo servem como incentivo para que os candidatos que nadam em recursos públicos tomem as estratégias de marketing político que desejarem para emplacar seus nomes e promessas falidas às massas, o que não é possível para quem queira honestamente propôr sua plataforma e não tenha as patas sujas de lama. É por essa e por outros que o blog afirma: Diante desta democracia burguesa honestidade e mandato não são conciliáveis, na esmagadora maioria dos casos.

Hasta La Vista

O PSOL encabeça uma coligação com o PSTU e PCB, com grandes chances de Marinor na cabeça e a Abel (PSTU) - ex-coordenador geral do DCE-UFPA - como vice, para concorrerem à prefeitura de Belém. Seria bom ver a busca pela governabilidade da ala "esquerdista", diante da voracidade do plenário da Câmara Municipal de Belém, não?

Pretensão, Nada!

O PMDB mantém conversações políticas com a prefeita Maria do Carmo Martins, do PT, candidata à reeleição em Santarém. Até agora, nada está fechado ou descartado. O deputado Airton Faleiro, pré-candidato petista a prefeito de Altamira, condiciona a candidatura ao apoio de PMDB e PR, partidos que, segundo ele, são capazes de atrair legendas menores para a formação de frente ampla para disputar e ganhar a prefeitura. Em defesa do bloco para concorrer com a prefeita Odileida Soares (PSDB), Faleiro admite abrir mão de sua candidatura para que a aliança se viabilize com outro nome ao cargo majoritário, seja do PMDB, PR e do próprio PT. Fonte: Repórter 70 de O Diário do Jáder Barbalho.
Com as falas acima, fica notório os interesses de Jáder Barbalho - aquele que as ORM dizem dispensar apresentações - no mapa eleitoral do Estado. Jáder além de priorizar Ananindeua com seu feudo, abre asas para disputar com o PT prefeituras como Belém e Santarém. Nem em todas, vê possibilidade de emplacar seu partido, nem se quer passar para o segundo turno, mas joga e joga pesado, pensando em 2010, quando sairá candidato à senador. Tudo indica que o rapazinho saberá mexer as pedras e mexe bem, só que conta com a astúcia de outras lideranças que aprenderam à jogar, mas estão patinando no cheque-mate que o dono da RBA lançou: Ou reza em sua cartilha ou não tem apoio de suas empresas, como a que lança esses filigramas para acuar, promover e influenciar os mais tolos ou "aliados"