Pesquisar por palavra-chave

sexta-feira, setembro 20, 2019

Delegada é presa por vazar informações e ajudar milícias e na fuga de vereador de Ananindeua



Via Polícia Civil do Pará


Força Tarefa de Combate a Milícias e Grupos de Extermínio cumpre mandados judiciais em desfavor de Delegada que vazou sigilo da operação.



Na data de 20/09/19, a Polícia Civil do Estado do Pará cumpriu mandados  de prisão preventiva e busca e apreensão em desfavor da Delegada Eliete Cristina Alves Borges, tendo em vista seu envolvimento com integrantes de  milícias.




Na noite que antecedeu a Operação Anonymous II, a Delegada teria ido avisar o vereador Hugo Athayde sobre os mandados de prisão e busca deferidos contra ele, razão pela qual o indiciado empreendeu fuga na mesma noite e desde então se encontra  foragido da Justiça. 




Além da prática de favorecimento pessoal, a Delegada também teria envolvimento em diversas apresentações que antecederam a ocorrência de homicídios na Região Metropolitana de Belém.




Indícios confirmam que em uma dessas ocasiões teria ela recebido a quantia de 3 mil reais para auxiliar membros do grupo de extermínio na construção fictícia de um álibi.




A ação demonstra a total  imparcialidade da Polícia Civil do Estado do Pará, que busca desempenhar o seu papel de defesa e sentinela da sociedade de forma independente e destemida, estando disposta por todos os meios legais, de agir contra quem quer que seja que insista no caminho do crime, mesmo que tenha que prender um dos seus pelo envolvimento em condutas ilícitas.




Nosso compromisso é com a Lei, com a verdade  e com a honestidade. 



A Polícia Civil concede Coletiva de Imprensa para explicar o caso.

COLETIVA DE IMPRENSA

Data: 20/09/2019 (HOJE)
Hora: 11h.  L
Local: Sala de reuniões da sede da Delegacia-Geral
Endereço: Avenida Governador Magalhães Barata, 209. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário