Pesquisar por palavra-chave

segunda-feira, setembro 02, 2019

Maus-tratos: Égua grávida é abandonada após passar mal em cavalgada



Por Diógenes Brandão


A APAMA - Associação dos Amigos e Protetores de Animais e do Meio Ambiente de Parauapebas, veio a público através de uma publicação em sua fanpage, denunciar os maus-tratos contra animais, na  Cavalgada 2018 da 14ª Feira de Agronegócios de Parauapebas, promovida anualmente pelo Sindicato dos Produtores de Parauapebas (Siproduz).

"Dentro de cada cavalgada há a tradição dos maus tratos, da tortura, da judiação e da humilhação, e que muitas vezes resulta em abandono e morte do animal. Eles são retirados das fazendas na noite anterior ao evento. A maioria fica sem água e sem comida até voltar à fazenda após um dia inteiro satisfazendo as vontades dos participantes, andando por um trajeto de mais de 10 km. Os animais ficam estressados com a música alta, com as buzinas dos carros, com os foguetes, com as centenas de tapas, esporadas e chicotadas que levam do início ao fim do evento", informa a entidade que se esforça para evitar o sofrimento de todos os tipos de animais, que sofrem maus-tratos.

Nessas horas, os políticos que se dizem lutar pela causa animal somem, com receio de peitar interesses políticos e comerciais.

Leia a Nota de Repúdio que apela para que a Câmara Municipal e a Prefeitura de Parauapebas, assim como a Justiça, o Ministério Público, a OAB, a Polícia Civil e a sociedade de modo geral tomem providências para coibir os maus-tratos contra animais que são usados nesse tipo de evento:


Tendo início no último sábado, 31, com a 15ª versão da cavalgada, a programação da Feira se estende durante o mês de Setembro, com shows de artistas nacionais, como Marília Mendonça, dia 4; show gospel com Anderson Freire, dia 5; Calcinha Preta, dia 07; e Naiara Azevedo, dia 8.

Haverá ainda o Encontro do Agronegócio do Sul do Pará (Enagro), de 2 a 3 de setembro, e ao longo da FAP o Serviço de Aprendizado Rural (Senar), em parceria com o Siproduz e com a Sempror, oferecerá cursos de capacitação para as pessoas interessadas, especialmente produtores rurais e seus familiares. 

De acordo com o presidente do Siproduz, “a FAP 2019 mais uma vez, conta com o total apoio da prefeitura de Parauapebas e da Secretaria de Produção Rural e outras secretarias e órgãos públicos”. 

Resta saber se dessa vez, o evento cuidará bem dos animais e se algum órgão tomou as medidas para evitar problemas como sempre acontecem.