Pesquisar por palavra-chave

segunda-feira, dezembro 06, 2010

El imperador!

 
  Jatene e seu parceiro Wladimir Costa (PMDB-PA) - aquele que iria fazer maior onda em Brasília - nas eleições em que Almir Gabriel perdeu pra Ana Júlia e acusou seu ex-secretário de Produção pela derrota e má gestão.

Você ao certo, por estar aqui, não esqueceu o nome do deputado estadual que elegeu no último dia 03 de outubro passado, não é?

Pois é bom que procure monitorar pelos meios que dispõe para saber se ele irá sucumbir à proposta indecente que o governador eleito do Pará anuncia nos porões da ALEPA.

Sem Serra na presidência, o governador eleito não sabe se comemora ou chora por ter sido eleito e conta com o apoio dos deputados federais e estaduais eleitos do PSDB e parte do PMDB para iniciar uma coalisão que tentará calar de forma  opressora a oposição ao seu governo e para isso aproveita a recém-vitória sobre Ana Júlia para deferir-lhe acusações de orçar mal os investimentos e despesas públicas em sua previsão para 2011.
 
Como se o povo fosse besta, os arautos tucanos do Pará mantém a trincheira e a artilharia apontada para o governo petista que termina e já conta com uma ofensiva rasteira afim de tirar o foco de sua inegibilidade que tramita na morosidade judicial e critica sem saber o que fazer com o governo que receberá em Janeiro de 2011.  

Antenado nos movimentos astutos dos novos ocupantes do Palácio do Governo, o presidente do PV no Pará, Zé Carlos, seu ex-chefe da casa civil, afirma que Jatene não sabe se cortará serviços públicos ou buscará novos investimentos.


Como ele mesmo diz, é gravíssimo!