sexta-feira, abril 25, 2014

Padilha defende-se em rede social sobre acusações da Veja

Candidato ao governo de SP, Padilha ameaça a por fim aos 20 anos de governo do PSDB no Estado.

"Pessoal, venho aqui para dizer que repudio o envolvimento do meu nome e esclarecer que NÃO INDIQUEI nenhuma pessoa para a Labogen. Se como diz a Polícia Federal, os envolvidos tinham preocupação com as autoridades fiscalizadoras, eles só poderiam se referir aos filtros e mecanismos de CONTROLE CRIADOS POR MIM no Ministério da Saúde justamente para evitar ações deste tipo. A prova maior disso é que NUNCA EXISTIU CONTRATO com a Labogen e NUNCA HOUVE DESEMBOLSO por parte do Ministério da Saúde".

Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde e pré-candidato do PT ao governo de SP, usou seu perfil em uma rede social para defender-se das acusações da revista VEJA que diz que ele teria indicado o diretor de laboratório fantasma, após ter sido citado em mensagens trocadas entre o doleiro Alberto Youssef e o deputado André Vargas (PT-SP).