Pesquisar por palavra-chave

sexta-feira, fevereiro 01, 2013

Internet pode furar bloqueio da grande imprensa à esquerda, diz Lula

Na Rede Brasil Atual 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que acredita que a interação permitida pelos novos meios de comunicação, em especial a internet, podem ajudar a furar o bloqueio que a grande mídia tradicional impõe aos governos de esquerda. A declaração foi feita na quarta-feira (30), durante o encerramento da 3ª Conferência Internacional pelo Equilíbrio do Mundo, patrocinada pela Unesco e realizada em Cuba.

Lula criticou a resistência dos grandes meios de comunicação aos governos progressistas. Em tom irônico ele afirmou: “Eu nem reclamo, porque no Brasil a imprensa só fala bem de mim. Mas nasci assim, cresci assim e vou morrer assim, ou seja, deixando eles muito nervosos”.


“Não pense que a imprensa não gosta do Chávez porque ele fala do socialismo do século 21. Não pensem que não simpatizam com Corrêa, Morales ou Cristina. A verdade nua e crua é que a elite política e econômica dos nossos países não gosta de nós, não pelos erros que tenhamos cometido, mas pelas coisas que fizemos bem.”


Lula também defendeu o fim do embargo econômico dos Estados Unidos a Cuba, que segundo ele não se justifica mais. “Espero que o presidente Obama, neste segundo mandato, tenha um olhar mais equitativo e mais justo para nossa querida América Latina e, principalmente, acabe com o bloqueio contra Cuba, porque não existe motivo nenhum para mantê-lo.”

Fraudes, Assédio e desvios de função na Polícia Civil do Pará

 

Entidades sindicais denunciam fraudes, assédio moral e desvio de função na Polícia Civil do Pará. 

Categoria ameaça entrar em greve.
O presidente da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (COBRAPOL), Jânio Bosco Gandra, e o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Polícia Civil do Estado do Pará (SINDPOL/PA), Rubens Lima Teixeira, apresentam nesta sexta-feira, dia 1º de fevereiro, às 15h, ao delegado-geral da Polícia Civil do Estado do Pará, Rilmar Firmino de Sousa, uma série de denúncias feitas pelos policiais civis do Estado e apuradas pelas entidades sindicais.
 
Segundo Gandra, as denúncias vão desde desvio de função, a fraudes em provas apresentadas pela Corregedoria contra policiais civis, e também casos de assédio moral no interior das Delegacias de Polícia. “Essas denúncias serão entregues ao delegado-geral para que sejam tomadas as devidas providências. Queremos resolver a questão no âmbito administrativo para evitar um embate pior, pois do jeito que a situação está, se nada for feito, uma greve dos policiais civis em Belém será inevitável”, alerta Gandra.
Logo após a reunião com o delegado-geral, o presidente da COBRAPOL, Jânio Bosco Gandra, estará à disposição da imprensa.

Com informações do grupo "Jornalistas de Belém" no Facebook.