Pesquisar por palavra-chave

terça-feira, março 19, 2013

Primeiro Dicionário de Políticas Públicas no Brasil pode ser acessado pela internet



No Site da EBC.

Capital social, Estado de Direito, Gestor Público,  Esfera Pública...Como reunir os principais conceitos de políticas públicas em um só lugar? A partir desse mote, a Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) divulgou, no final de 2012, o primeiro dicionário de Políticas Públicas do Brasil.

De acordo com nota publicada no site da UEMG, diferentes autores trazem no documento "reflexões significativas  nas diversas áreas em que atuam, sejam elas sociais, políticas e econômicas". O material pode ser útil tanto para estudantes, pesquisadores, quanto para qualquer pessoa interessada na "gestão pública contemporânea e suas relações internas e externas".

A obra foi organizada pelos professores Carmem Lúcia Freitas de Castro, Cynthia Rúbia Braga Gontijo e Antônio Eduardo de Noronha Amabile da Faculdade de Políticas Públicas Tancredo Neves.

O dicionário reúne conceitos teóricos e exemplos práticos. Para consultá-lo online, acesse aqui.
 

*com informações da UEMG

Petista afirma que Comissão da Verdade investigará imprensa



No Blog da Cidadania - De Eduardo Guimarães.

Nas últimas semanas, a imprensa tem veiculado que a Comissão da Verdade, que apura o colaboracionismo de agente públicos e privados com a ditadura militar que vigeu no Brasil entre 1964 e 1985 a fim de produzir um relatório histórico, está investigando a participação de empresários e até de entidades dirigentes do futebol com aquele regime.

Todavia, até o momento a Comissão da Verdade não divulgou se irá apurar a atuação de certos agentes privados que tiveram participação preponderante para a efetivação do golpe de 1964 e para sua sustentação nos anos seguintes, até que a repressão aumentasse ao ponto de que aqueles que pediram e sustentaram a ditadura entendessem que em ditaduras só quem ganha é o ditador.

Para entender como é possível que uma Comissão que pretende apurar a verdade esteja, aparentemente, deixando de fora justamente o setor da sociedade que trabalhou com maior êxito e mais ostensivamente para a implantação do regime autoritário no Brasil dos anos 1960, o Blog da Cidadania recorreu ao presidente da Comissão Estadual da Verdade do Estado de São Paulo e da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa paulista, o deputado Adriano Diogo (PT-SP).

Leia abaixo, portanto, a entrevista que o deputado estadual em questão deu ao Blog da Cidadania nesta terça-feira, 19 de março de 2013.
—–
BLOG DA CIDADANIA – Deputado Adriano Diogo, bom dia. O senhor preside a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de São Paulo e a Comissão Estadual da Verdade que funciona naquela Casa, correto?

ADRIANO DIOGO – Sim, mas tenho que explicar que a Comissão Estadual da Verdade não é uma Comissão de Estado, é uma Comissão criada no âmbito da Assembleia Legislativa. Então, a partir da Assembleia Legislativa nós criamos a Comissão da Verdade do Estado de São Paulo.

Não é um projeto de lei, é um projeto de resolução. É que a Comissão adquiriu tal dimensão que as pessoas acham que é do Estado de São Paulo, mas ela não teve apoio nenhum do governo do Estado. Nós trabalhamos, só os deputados, no âmbito da Assembleia Legislativa.


Incêndio na Santa Casa: Morte de bebê expõe "operação abafa"

A mentira do governo do Estado sobre o incêndio na Santa Casa caiu.

A mentira: "Todos os bebês estão 100% bem."

A verdade: Confirmada a morte de um bebê e a família deste denuncia que podem haver outras vítimas fatais após o incêndio que atingiu o prédio cheio de problemas apontados pelos servidores e ignorados pelo governo do Estado.
A TV RBA acabou de noticiar a morte de um bebê que estava na UTI neo-natal da Santa Casa de Misericórida do Pará. 
A mãe do bebê, morto após o incêndio, denunciou a existência de outras vítimas fatais. 
A "operação abafa".
A negligência e a mentira teriam sido planejadas como uma "operação abafa" da Secretaria de Comunicação do governo do Estado do Pará, que esteve no local, logo após a notícia do incêndio, acompanhando o governador em exercício, Helenílson Pontes e a secretária adjunta de saúde do Estado, Heloísa Guimarães. 
Mãe do bebê morto denuncia a existência de outras vítimas fatais.
A cumplicidade da imprensa.
 
Porque que determinados profissionais da imprensa negligenciaram que um recém-nascido sofreu queimaduras e funcionários estavam passando mal até agora por conta do incêndio na UTI Neo-natal da Santa Casa? 
Ainda segundo eles, os funcionários, o incêndio poderia ter tido proporções maiores se tivesse sido no horário da troca de turno dos funcionários ou mesmo no horário de descanso.  

Familiares dos funcionários desmentiram a versão do governo nas redes sociais.
No mínimo, a afirmação dos integrantes do governo Simão Jatene deveria ser confrontada com relatos e coleta de depoimento dos funcionários que utilizaram as redes sociais para denunciar a situação do local, as internações e o estado das vítimas.
Nada disso foi feito. Prevaleceu a "versão oficiosa" do governo e de que todos estavam 100% bem e hoje soubemos pelo programa "Cidade Contra o Crime", da TV RBA, que um dos bebês que estava no local do incêndio, faleceu.
A mãe da criança afirma que há outras vítimas fatais e que exige que o laudo do IML aponte a causa da perde de seu bebê.
No site da Santa Casa: Tanto o Vice-governador, Helenilson Pontes, quanto a secretária Adjunta de Saúde, Heloísa Guimarães mentiram em entrevista, ao dizer que todos estavam bem.

Cabe aqui neste caso, indagar até onde vai a cumplicidade da imprensa que não apurou todos os fatos deste triste epsódio que poderia ter sido pior, se não fosse a coragem e ousadia dos servidores que conseguiram apagar o fogo e assim evitaram uma catástrofe? 


Siga-me no twitter: @JimmyNight

Atualização às 20:08.

Nunca conversa inbox com uma pessoa neste facebook velho de guerra...

"estão ao vivo na santa casa...
materia dizendo que o bebe morreu de peneumunia e que não teve nada haver com o incendio
cagada....
estão mostrando ao vivo
reunião .. deputados e direção da santa casa..
edmilson ..megale alfredo costa
deve ser uma comissão da ALEPA e direção da santa casa
a diretora da santa casa jogando a bola para o padilha"

Visualizada às 18:37