Pesquisar por palavra-chave

terça-feira, outubro 15, 2019

Barbalhos na ALEPA recebem mais de 29 mil, quase o mesmo que o governador

Lista de parentes do governador com cargos públicos aumenta. Nepotismo cruzado e a velha política dos privilégios aos amigos e familiares dos poderosos, mantém o coronelismo político no Pará.


Por Diógenes Brandão


Em Maio deste ano, o blog AS FALAS DA PÓLIS trouxe com exclusividade, a lista de parentes do governador Helder Barbalho, nomeados no governo do Estado, em cargos temporários, aqueles em que osortudos não precisam fazer concursopara tornarem-se servidorepúblicos. Ou seja, entram pela janela da imoralidade e do nepostismo cruzado, tão comum na velha política coronelista ainda presente no Brasil e sobretudo no Pará.



Hoje o blog recebe outra lista com mais parentes do governador, agora nomeados em diversos espaços da ALEPA. 

Clique na imagem abaixo para ampliar:


Como você pode ver, há parentes do governador nomeados em diversos espaços da ALEPA, inclusive lotados em gabinetes de deputados, como o Chicão (MDB), Ozório Juvenil (MDB) e Fábio Figueiras (PSB). 

Entre os parentes do governador Helder Barbalho, há quem chame atenção pelo valor do salário recebido. É o caso de Luiz Guilherme Fontenele Barbalho, que tem como valor bruto em seu contra-cheque, a bagatela de R$ 44.486,49, mas que devido o redutor constitucional, recebe R$ 29.733, 42 reais por mês. Fora o Ticket Alimentação, Auxílio Gasolina, Diárias para viagens, com hospedagem em hotéis, alimentação, passagens de avião, ônibus e barcos (quando necessário) pagas com o dinheiro do contribuinte. 

Outra Barbalho abençoada com um super-salário da ALEPA é a Júlia Cristina de Oliveira Barbalho, que embolsa todo mês o valor líquido de R$ 26.477,93 reais, fora os demais benefícios já mencionados acima.