Pesquisar por palavra-chave

quinta-feira, maio 19, 2011

As Falas do Sim e do Não à Divisão do Estado

"Só quem mora no SUL, OESTE E SUDESTE do interior deste imenso Estado, sabe as dificuldades da Capital ser em Belém.Falta de recursos públicos, serviços básicos deficitários, falta da presença do Poder Público Estadual e etc.

Eu só votaria não, se a capital fosse transferida  ou para Marabá ou para Santarém.
VOTO SIM Pelo Estado do Tapajós e Carajás e faço campanha a favor.
Pra quem mora em Belém como vocês é muito fácil defender o que está perto de vocês.

Pra nós aqui no interior que só pega as migalhas que nos jogam é que é a situação.

Pra vocês terem uma ideia. Estou Coordenador da ETEC do IFPA em Itaituba e sempre tive dificuldades com professores que não querem vir de Belém pra ministrar aula em Itaituba ou quando vem acham que aqui é o fim do mundo. Pelo acesso, pela qualidade dos serviços oferecidos e etc."

QUERO O ESTADO DO TAPAJÓS E SOU A FAVOR DE CARAJÁS.

Belém terá apenas o que é seu pra sobreviver. O que é nosso deixa pra nós!

TAPAJÓS SIM!!!
 Jonilson Oliveira, em defesa da Divisão do Estado, nos grupos de discussão do tema.

"...e quem disse que eu concordo com essa idéia de fim de mundo? Eu sou professor, tenho graduaçnao em arquitetura e urbanismo e mestrado em história da arte, se tiveres disciplinas que eu possa ministrar me chama que eu vou.

mas não é a divisão territorial que vai superar os problemas causados por esse mesmo pensamento desenvolvimentista que expressas no teu texto, pensamento que é atrelado a devastação da natureza, e que foi implantado no Grão-Pará quando este se tornou a Amazônia Brasileira. A separação não vai transformar Itaituba num paraíso do centro financeiro mundial em 5, 10 ou 50 anos...


Por falar nisso, vamos falar dos territórios que conseguiram a separação... por acaso são ilhas de primeiro mundo de desenvolvimento higth-tec cercados de florestas por todos os lados, ou padecem dos mesmos problemas que nós? Isso é sonho, camarada... e quando acordamos poderemos ter o poder econômico do agrocomércio e da mineração ocupando cargos do pdoer político em dois territórios amazônidas...
Nosso problemas nós devemos resolver juntos."

Arthur Leandro, declarando contrariedade ao Movimento Sim à Divisão do Estado nos grupos de discussão via emails.