Pesquisar por palavra-chave

sexta-feira, junho 07, 2019

Helder Barbalho: Tarado por placas de reinauguração de obras já inauguradas

Helder Barbalho mandou retirarem a placa de inauguração de uma escola e colocarem outra, com seu nome no lugar, para se presentear no dia do seu aniversário.

Por Diógenes Brandão

Ontem, a propaganda do governo do Estado anunciou a entrega de 10 escolas reformadas e hoje, através de suas redes sociais, o governador Helder Barbalho (MDB) mostrou imagens da inauguração da 11ª escola, em seu governo. 

É certo que para além da disputa político-partidária, os governantes deveriam agir sempre baseados nos princípios da impessoalidade no trato da administração pública, e as obras que não são propriedades particulares deste ou daquele administrador, não devem ser abandonadas só porque não foram iniciadas por quem o sucedeu no poder. Se não ficaram prontas a tempo da saída de um, devem ser concluídas e inauguradas pelo sucessor daquele governante, que por algum motivo não conseguiu entregá-las. 

Leia também: Leitor: Helder Barbalho só inaugura obras de Simão Jatene

Acontece, que leitores do blog sempre nos trazem, de forma quase que instantânea, contrapontos, com relatos, fotos e vídeos, que nos revelam, que na verdade o que o governador Helder Barbalho (MDB) está fazendo é inaugurar obras inauguradas pelo ex-governador Simão Jatene (PSDB), alegando para isso que ainda havia algo a ser feito, gastando uma mini-fortuna com toda uma encenação midiática, quando poderia simplesmente resolver o que falta e governar sem tanta pirotecnia e a necessidade infanto-juvenil de se autopromover o tempo todo.

Leia também: Helder e a obra eleitoreira que ficou pro futuro

Em 2006, Simão Jatene terminava seu primeiro mandato de governador e após a vitória de Ana Júlia (PT), o governo não conseguiu finalizar umas das suas principais obras na capital do Estado, o Centro de Convenções da Amazônia - Hangar, que ficou com 90% construído, mas só foi finalizado meses depois que Ana Júlia assumiu o poder. 

Depois disso, Ana Júlia governou por 04 anos e deixou uma de suas principais obras inacabadas: A reforma e ampliação da Santa Casa de Misericórdia do Pará, que ganhou 07 andares e diversos leitos, equipamentos e áreas para atender a população do Estado, mas que só foi entregue por Simão Jatene, que fez questão de chamar a antecessora para inaugurar a obra que ela havia iniciado e levado quase ao fim.

Exemplos recentes nos mostraram que isso é normal e em alguns casos nos revelam a grandeza de quem deveria fazer disso uma regra e não uma exceção.

Agora não. Helder vem reinaugurando diversas obras já inauguradas pelo governo anterior e determina que se retire a placa de inauguração deixada pelo seu antecessor e coloca uma nova, com o seu nome e gasta mais recursos públicos em uma segunda festa, levando as imagens para suas redes sociais e para a imprensa paraense*.

O caso mais emblemático foi da reforma e ampliação da Escola Marilda Nunes, situada no bairro do Bengui, que recebia 500 alunos, mas que após da cobertura desabar em 2016, teve obras em toda sua estrutura física, passando a atender 840 estudantes com nova estrutura, incluindo uma quadra de esportes coberta, muro, praça, biblioteca, sala de recursos multifuncionais, sala de professores, sala de informática, sala de mídia, banheiros, copa/cozinha e outras dependências, com o investimento de R$ 2.965.588,88, recursos do Tesouro do Estado. A obra foi entregue pela ex-secretária de educação, conforme informado no site de notícias do governo do Estado. 

Veja as fotos da inauguração da Escola Marilda Nunes, realizada pela equipe do governo Simão Jatene, no dia 28 de Dezembro de 2019, onde a homenageada com o nome da escola, esteve presente.






Agora veja o vídeo com as imagens da reinauguração da mesma escola, dia 30 de Maio passado, já no governo de Helder Barbalho, que aproveitou para comemorar seu aniversário e se auto-presenteou mandando retirar a placa de inauguração anterior e colocar uma nova, com seu nome e re-convidou a homenageada, para novamente participar de um novo evento, já realizado 04 meses antes.



Hoje, 07, Helder inaugurou outra escola em Belém, que também já estava semi-pronta, mas essa ele tá certo em colocar a placa de inauguração com o nome dele.


*A imprensa paraense está praticamente toda alinhada aos ditames do governo Helder Barbalho, que através de uma fortuna gasta com anúncios em jornais, revistas, emissoras de rádio e tv, além de blogs e portais de notícias, tentar impor uma verdade absoluta sobre os acontecimentos políticos do Pará, desde que assumiu o poder.

Helder quer Reforma da Previdência atingindo servidores públicos estaduais e municipais

Helder Barbalho (MDB) reforça apoio à proposta de Jair Bolsonaro e pede que Reforma da Previdência atinja servidores públicos estaduais e municipais. Movimentos Sociais ligados ao PT, PCdoB e PSOL silenciam em troca de cargos e apoio financeiro.

Por Diógenes Brandão


No momento em que as Centrais Sindicais e demais movimentos sociais brasileiros estão em uma ampla campanha contra a Reforma da Previdência, elaborada pela equipe do governo Jair Bolsonaro, Helder Barbalho (MDB) esteve em Brasília, nesta quinta-feira, 06, onde foi reforçar o apoio a proposta do governo federal e junto com mais 24 governadores pediram que a Reforma da Previdência também atinja os servidores públicos estaduais.

No Pará, estado onde Helder governa com apoio do PT, PCdoB e PSOL, nenhum parlamentar ou liderança destes partidos, que se dizem contra a reforma, se manifestou em relação ao apoio do governador ao presidente, que faz da Reforma da Previdência a sua principal meta, neste primeiro ano de governo. 

Já o governador da Bahia, Rui Costa (PT), e do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), não assinaram a carta, que os demais 25 governadores assinaram, em ato simbólico de apoio político à proposta do governo federal em aprovar a Reforma da Previdência no Congresso e ampliar seus efeitos para Estados e municípios. 

Leitor: Helder Barbalho só inaugura obras de Simão Jatene

Propaganda do governo é criticada por leitor do blog.

Por Diógenes Brandão

Atento leitor do blog enviou sua opinião sobre a nova peça publicitária do governo do Estado do Pará, que anuncia a inauguração de 10 novas escolas.

"O Helder Barbalho só está colocando a placa nas escolas deixadas prontas ou quase prontas pelo Jatene. O verdadeiro Japiim, surfando no que o outro fez.

Em 5 meses, Helder ainda não começou, sequer, a recuperação de nenhuma escola, quanto mais o início de uma obra nova. 

Aliás, vamos festejar o dia em que for publicado um edital com a primeira obra pra ele chamar de sua. Porque de obras mesmo, tão somente a ponte do Moju. E essa está sendo feita com dispensa de licitação e com o dinheiro da Vale.  

Do Estado mesmo, o que está sendo tocado é exatamente o que o governo anterior deixou, inclusive o BRT Metropolitano."