domingo, abril 05, 2020

Fortalecendo o MDB, família Faro racha o PT e militantes deixam o partido

Ao lado do casal Dilvanda e Beto Faro, Helder Barbalho vai cooptando bases e lideranças petistas.

Por Diógenes Brandão

Que o atual presidente estadual do PT fechou um acordo político e eleitoral que vem enfraquecendo o próprio partido em reforço à estratégia do MDB, partido do governador Helder Barbalho, os petistas mais esperançosos já sabem há tempos. O que talvez eles não imaginassem era que mesmo na condição de presidente do PT, Beto Faro iria deixar a estratégia eleitoral do partido em segundo plano, em nome de uma aliança fiel com a família Barbalho.

Nos últimos 15 dias, o PT perdeu vereadores e diversas lideranças municipais. 

O caso mais grave de esvaziamento do partido é em Cametá, município onde o PT já governou por duas vezes e onde pelo menos metade do partido, incluindo parte do grupo de Beto Faro, deixou o PT, em protesto e decepção com os rumos que foram levados pela força de cima pra baixo, de forma anti-democrática e unilateral do que a família Faro quis e implantou na marra.

O motivo da debandada geral, segundo fontes do blog, é a insistência de Beto Faro e sua esposa, a deputada estadual por ele eleita, Dilvanda Faro, em tentarem impor goela a baixo quem será o candidato da legenda no município. 

Não respeitando os chamados “ritos petistas", que incluem debates democráticos e prévias partidárias para escolha dos candidatos majoritários, o casal vem dizimando a estrutura do Partido dos Trabalhadores no Pará. Por isso, alguns dirigentes e lideranças começam a se manifestar. É o caso de Paulo Gaya, que disputou a presidência municipal do PT em Belém, nas últimas eleições internas do partido. 

Leia abaixo:



Um áudio que circula nos grupos de Whatssap é atribuído à liderança conhecida como Moreno, que foi candidato a presidente municipal do partido em Cametá e que também fazia parte da direção do PT estadual, indicado por Beto Faro.

Moreno se despede do partido e sem cerimônias expõe as vísceras autoritárias do grupo que hoje controla o PT.

Ouça o que o petista ligado ao grupo de Beto Faro, diz para a executiva estadual do partido:


Como se não bastasse perder o que tem, Beto Faro teria anunciado nos últimos dias, a entrada de diversas lideranças no PT, Wellinton Magalhães vereador de Belém e Jarbas Vasconcelos atual secretário do governo estadual, seriam algumas das novas aquisições do PT de Faro. 

Ao lado do deputado federal José Priante, presidente do MDB Belém e de Jader Barbalho Filho, presidente estadual do MDB, Jarbas Vasconcelos foi filiado ao partido, depois de muitas promessas de que seria filiado ao PT.

Vasconcelos chegou a ser anunciado em fóruns internos do partido como mais novo filiado. Mas na tarde de ontem, tanto Wellington, quanto Jarbas filiaram-se no MDB, com as bênçãos de Beto Faro, que também entregou o PT do Acará (cidade em que sua esposa, a deputada estadual Dilvanda Faro, foi candidata nas duas últimas eleições municipais e foi derrotada), para o MDB.


Para muitos petistas ouvidos pelo blog, causa decepção e surpresa o fato de que assim como Jarbas Vasconcelos, até às vésperas do prazo final para filiações partidárias de futuros candidatos, o tal do Pedrinho da Balsa, candidato de Beto Faro a prefeito do município do Acará, era anunciado como futuro candidato do PT e no fim foi filiado ao MDB.

Embora o esvaziamento do PT tenha um custo muito alto à organização partidária, há quem diga que Beto Faro negociou o partido em diversos municípios, com a promessa de que terá o apoio político, comunicacional e financeiro do MDB e de toda a estrutura do governo de Helder Barbalho e de suas empresas, para a disputa da única vaga ao senado, nas eleições de 2022, quando o senador Paulo Rocha deverá deixar o cargo e se aposentar da política, por motivos ainda não revelados.

Rocha há 6 anos é senador e nem a militância petista, muito menos a sociedade paraense, conseguem perceber algum resultado de seu mandato, o qual é considerado como um peso morto em Brasília e inútil para o país, embora caro e dispendioso.


Assista o vídeo de Beto Faro:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O cemitério hospitalar de Helder Barbalho

Depósito da SESPA está mais para um cemitério de equipamentos hospitalares, denuncia populares. Por Diógenes Brandão O escândalo ...