Mostrando postagens com marcador Fracasso. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Fracasso. Mostrar todas as postagens

terça-feira, janeiro 10, 2017

Petistas deixam o partido com fortes críticas à direção

O único vereador petista e o presidente municipal do partido, deixaram o PT com fortes críticas à direção.

Cley Alves era o único vereador que o PT mantinha até o final de 2016, na Câmara Municipal de Ananindeua, onde Beto Ribeiro era até semana passada, o presidente do partido. Ambos pediram desfiliação da legenda alegando contradições e problemas na direção partidária.


Por Diógenes Brandão

Ananindeua é o segundo maior e mais populoso município paraense, e, por consequência, o segundo maior colégio eleitoral do Pará. Com décadas de alternância de governos eleitos pelo PSDB e o PMDB, a cidade apresenta um dos piores índices de criminalidade e falta de saneamento, além de amargar altas taxas de desemprego e baixa expectativa de vida para os jovens, que morrem de forma avassaladora pela violência urbana.

Tal cenário não colabora para a afirmação e o empoderamento dos partidos de esquerda, que historicamente cresceram e tornaram-se fortes nestas cidades, onde a pobreza e o descaso dos governos de direita, que se revezam no poder, arrastam milhões de brasileiros para uma vida sem oportunidades e direitos sociais, como os prometidos nas campanhas eleitorais.

Declínio e desfiliação

Eleito vereador com 887 votos em 2012, nas eleições de 2016 Cley Alves obteve 886 votos, ou seja, um (01) a menos do que há quatro (04) anos atrás, mas não conseguiu manter-se como o único representante petista na Câmara de Vereadores de Ananindeua, devido o partido não alcançar o coeficiente eleitoral.  

Uma fonte do blog revelou que o ex-vereador alega que sua saída do partido no qual militou por 17 anos, "se dá pelo forte desgaste de sua identidade ideológica e pela renúncia deste na defesa de bandeiras no passado defendidas aguerridamente por sua militância, pois as mesmas foram retiras da linha programática de lutas pela cúpula partidária", que segundo Cley, hoje é vista de forma negativa pela sociedade. O ex-vereador também disse "que o PT sofre de uma decadência imensurável, tendo como prova o último resultado eleitoral".

Ainda segundo a fonte petista, o mesmo raciocínio moveu o presidente municipal a entregar o cargo e desfiliar-se do PT. Para Beto Ribeiro, "sair do PT depois de 22 anos como filiado não está sendo fácil, mas é necessário", pois assim como o ex-vereador, ele também é jovem e desejar continuar na vida política e participando de processos eleitorais. 

O blog procurou informações se ambos já possuem um partido em mente para se filiarem, mas não conseguiu contato com os ex-petistas e nem respostas precisas com outras fontes, mas há uma possibilidade muito forte deles dois ingressarem no PDT. 

O partido deve vir com Ciro Gomes, como candidato a presidente do Brasil em 2018 e hoje no Pará tem três deputados estaduais (Antônio Tonheiro, Junior HageMiro Sanova) e em Ananindeua três (03) vereadores (Diego Alves, Neto Vicente e Robson Barbosa), tendo como presidente estadual, o ex-deputado federal Giovanni Queiroz.

Dados do TRE confirmam o declínio petista no Pará

Nas eleições municipais de 2016 no Pará, o PT lançou candidatos a prefeitos em 35 municípios paraenses e elegeu tão somente 07 prefeitos. 

Comparando com a eleição anterior, onde o partido elegeu 23 prefeitos, foram 16 prefeituras perdidas de uma eleição para outra. Isso sem contar que nenhum prefeito em 2012, conseguiu a reeleição em 2016. 

Ao contrário de seu aliado favorito, o PMDB - que ganhou 27 municípios nas eleições de 2012, e em 2016 elegeu 42 prefeitos - comandado pelo ministro Helder Barbalho e o senador Jader Barbalho tornou-se o partido paraense que mais cresceu, enquanto que o PT foi o que mais diminuiu.

terça-feira, julho 06, 2010

DEM-PA em Crise.

A imagem pinçada do blog do Vic foi feita antes da explosão da "máquina" que de tanto roncar os motores no box, acabou nem saindo pra corrida eleitoral este ano no Pará.

Amig@ leitor(@) devo confessar que estou à beira de um sentimento de pena, isso mesmo, pena.

O pior é que este sentimento é nutrido por uma persona - no mínimo ingrata - do nosso Estado.

Este sentimento foi causado por causa da visita que fiz ao blog do Dep Vic Pires Franco, onde o tom do rapaz é deprimente. Justo este jovem, que um dia foi apresentador do Jornalismo da Tv Liberal e elegeu-se deputado e virou blogueiro, um dos mais abusados, diga-se de passagem.

A pena é por ele ter dado um tempo nas postagens e voltar sem implacar a candidatura de sua exposa (ex-governador e esposa) Valéria Pires Franco que um dia o Pará teve como vice-governadora do era tucana no Pará.

Nas última semanas, Valéria chegou a ser cotada como possível vice de Serra, assim como foi Clodovil, Enéas, e outros isso não acabou com o sonho de que o casal nutria de Valéria. De olho na vice de Jatene, Vic reuniu-se com o PMDB, PSBD e até com o PT e não conseguiu nada que não fosse a gentileza dos porta-vozes e líderes partidários no Pará.

Com um declínio fenomenal, o DEM de norte a sul do país, definha e padece com a oposição que faz ao governo Lula. Aqui no Pará, Vic diz-se ser fã de Lula. Jatene que disputa a eleição pelo partido que históricamente segue os passos dos tucanos, nem se quer pode fazer com que o casal fosse abraçado como deputados, mas há de se imaginar que o desgaste e as crises internas no DEM são tão fortes que Vic e Valéria que juntos são presidente e vice-presidente do partido no Pará, não tiveram mais tempo para costurar outra condição neste processo eleitoral que não seja a de meros coadjuvantes, haja vista que as candidaturas à deputados federais e estaduais já estavam convictas de que o casal iria implacar ou uma vice na chapa nacional/estadual ou se não o Senado, no mínimo o parlamento Estadual.

Não deu pra nada.

Vic e Valéria não são candidatos à nada nestas eleições.

Pode ser que Vic volte à ser o blogueiro bam-bam-bam.

Nunca na história deste país e deste Estado, a crise da direita foi tão grave e profunda!

O cemitério hospitalar de Helder Barbalho

Depósito da SESPA está mais para um cemitério de equipamentos hospitalares, denuncia populares. Por Diógenes Brandão O escândalo ...