Pesquisar por palavra-chave

terça-feira, março 31, 2009

Falas Contra a Ditadura

Memórias..., vinhetas com experimentações sonoras da rede [aparelho]-: circulando em bike-som. Belém, bairros do Guamá e São Brás. 31 de março e 1 de abril.
SINOPSE: A rede [aparelho]-: faz circular conteúdos sonoros que relembram a violência praticada contra a juventude nos anos de chumbo, alertando para a necessidade de também denunciar situações similares vividas atualmente pelos jovens de periferia. Trajeto: entre o Mercado do Guamá e a Feira da 25, passando pelo terminal rodoviário.
Pra trás Brasil - 45 anos pós-golpe, série de entrevistas. Belém: Praça da Bandeira, dia 31 de março as 10h.

Colocar na ordem do dia o regime militar brasileiro – que durou quase 40 anos - significa assumir um compromisso com o presente deste país, que não pode apagar o seu passado, sob pena de não compreender o seu futuro, porque, afinal de contas, ainda há uma nova HISTÓRIA para ser escrita pelas mãos das gerações que lutaram e lutam por um mundo dignamente mais humano. PRA TRÁS, BRASIL referencia um simbolismo espacial, na medida em que todas as suas imagens (entrevistas) são captadas na Praça da Bandeira, em frente ao Quartel do Exército, centro de Belém, Pará, portanto, é um documentário contra a ditadura, que se caracteriza, dessa forma, como um ato de rebeldia e de protesto contra o silêncio e todas as formas de omissão, opressão, repressão e preconceito político.No documentário, o engenheiro agrônomo Humberto Cunha, ele próprio torturado pela ditadura na década de 60 – e, apesar disso, um grande construtor das lutas populares amazônidas, fundador da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos, sendo também responsável pela formação política e cultural de várias gerações paraoaras -, responderá perguntas por mim formuladas. É com este espírito que produzo, realizo, monto e projeto, nesta terça, dia 31 de março de 2009, 45 anos depois do golpe militar, este filme. Se você quer fazer parte deste processo, vá até a Praça da Bandeira e faça uma pergunta para o Humberto Cunha, ou então envia uma pergunta, mas se você não pode nem ir até a Praça e nem mandar perguntas, aparece no Corredor Polonês Atelier Cultural (General Gurjão, 273, Campina), 20 horas, quando projeto este filme, no âmbito do Projeto Cinema de Rua (http://cinemaderua.blogspot.com).  A História do Brasil agradece. Francisco Weyl

VIDADURA $, DITADURA SS, DITABRANDA ¿?,  Xilogravura/Cartaz de Karlo Rômulo. Belém: postes da área comercial e Praça da Bandeira.

Gritos para SuRrdos e Silêncio para ouvintes, de DJ BIZARRO E MERRECA. Belém: Corredor Polonês Atelier Cultural. Rua General Gurjão 253 – Campina.

SINOPSE: AS MANIFESTAÇÕES SONORAS MUSICAIS NA DITADURA SÃO OS ECOS DOS GRITOS TORTURANTES VINDOS DE DENTRO DOS PÓRÕES E SE TORNARAM HINOS DE RESISTENCIA CAN TADAS PELO POVO NAS RUAS. NOS DIAS 31 DE MARÇO E PRIMEIRO DE ABRIL O CORREDOR POLONES AMPLIFICA ESTES ECOS; DJ BIZARRO E MERRECA: MUSICA E POESIA NO ASFALTO. Atrações bizarras; o aborto da musica. 1- Sinopse: a musica esta dentro da escultura muda, coisificada dentro de si mesma. Seu nascimento é ao mesmo tempo o seu aborto é nominação da forma esculpida. 2 – Sinopse: Os ecos,as musicas, seus atores. A palavra muda. A palavra cantada. O som e o silencio da lembrança que resistiu ao esquecimento. 3- Sinopse: escultura muda e surda. fala ao meu ouvido/ musica feito silencio/ sobrevivente e vencido/ cores sem tom ou intensidade/ Suspiro um grito, descubro finito/ Criança sorrindo historia cantada/ Na beira da calçada tem uma menina cheirando cola/ Dentro do bar outra toma coca–cola/ gritos para surdos e silêncio para ouvintes.
Demarcação [mapeamento] dos locais usados pela ditadura militar para a prática da tortura em Belém do Grão Pará, rede [aparelho]-: + Corredor Polonês Atelier Cultural + quem se juntar a nós. Dia 31 de março, a qualquer momento.
-A-gentes, Coletivo Marginália e Palhaço Carne Seca. Belém, Av. Perimetral entre a UFRA e a UFPA - Terra-Firme. 16h.
É um boneco produzido pela galera do Marginália. Um boneco tamanho natural feito de garrafa pet. Vamos fazer radios livres nos pontos de onibus da avenida perimetral no bairro da terra firme. As paradas em frente a UFRA e UFPA. Coisa de meia hora em cada parada
Cinema de rua - General Gurjão esquina da Bailique, Belém. início 19h com ou sem chuva. 
Sessões precedidas do documentário "Pra trás Brasil", de Francisco Weyl, 2009.
Sinopse: depoimentos audiovisuais de cidadãos que sofreram torturas nos anos de chumbo.
Dia 31 de março - Pra Frente Brasil, de Roberto Farias, 1982.
SINOPSE: Em 1970, em plena euforia do milagre econômico e da vitória da seleção brasileira na Copa de 70, um pacato cidadão da classe média, Jofre Godoi da Fonseca, é confundido com um ativista político, sendo então preso e torturado por um grupo que combate "subversivos", patrocinado por empresários. A mulher e o irmão de Jofre investigam seu desaparecimento, pois não conseguem o apoio da polícia.
Dia 1 de abril - Os Doces Bárbaros, de Jom Tob Azulay, 1976.
SINOPSE: Para comemorar seus dez anos de carreira, em 1976, Maria Bethânia, Gilberto Gil, Gal Costa e Caetano Veloso formaram um conjunto para se apresentar nas principais cidades brasileiras, com repertório especial de Gil e Caetano. Tudo ia bem quando, depois de apresentações em São Paulo, Campinas e Curitiba, sempre com o maior sucesso, Os Doces Bárbaros se viram envolvidos num incidente policial em Florianópolis. Gil e o baterista Chiquinho Azevedo foram presos e uma luta começou para que os dois fossem libertados. O reinício do espetáculo aconteceu no Rio de Janeiro, onde durante dois meses o grupo lotou o Canecão. O filme de Jom Tob Azulay narra todas essas peripécias que foram noticiadas com destaque pela imprensa. Além do show, o diretor mostra o processo criativo dos artistas, os ensaios, o relacionamento com os fãs e a intimidade dos camarins. A Justiça, a polícia e o tratamento dado aos Doces Bárbaros pela imprensa também estão no filme. Mas fascinante mesmo é a revelação das personalidades dos quatro artistas, talentos inesgotáveis e mágicos.

Exposição e Programação Cultural na loja Na Figueredo. Belém: AV. Gentil Binttencourt, 449 - Nazaré.

DIAS 31/03 e 1°/04, de 10:00 h ÀS 20:00 h:

Exposição  com os artistasArmando Queiroz, Bruno Cantuária, Carla Evanovitc, Flávio Araújo, João Cirilo, Margalho Açu, Murilo Rodrigues, Ricardo Macêdo, Telma Saraiva, Valzeli Sampaio  e Werley Oliveira. 

DIA 31/03: 

17h: Palestra “NUNCA MAIS DITADURAS”, com o historiador prof° Dr. Pere Petit (Faculdade de História da UFPA).

18h30: Show da banda Insolência Pública com exibição do vídeoclip de “Beirute Está Morta’, realizado por Valzeli Sampaio, Dênio Maués e Jorane Castro.

DIA 1°/04:

 17 h: Show da banda Insolência Pública. 

A partir de  18h30:  Apresentação de  performances e vídeo artes. Participação do DJ Eddie Pereira. 

FOTOVARAL. Fundação FOTOATIVA. Belém: Largo das Mercês. Centro.

Na terça-feira, 31 de março, a Associação Fotoativa se integra à mobilização “Ditadura Nunca Mais”, que acontece em vários pontos do país, resgatando a memória deste período da História brasileira recente. Para isso, convidamos todos a trazerem documentos ou fotografias (da época ou relacionadas ao assunto), para pendurar em um fotovaral que será montado na Praça das Mercês, a partir das 19h. Junte-se a nós nessa iniciativa! Mais informações em breve no http://www.fotoativa.blogger.com.br.

A Sala Clara da Tortura. Coletivo Curto-Circuito. Fortaleza/CE: espaços públicos urbanos. 31 de março e 1 de abril.

Situ-Ações Micropolíticas no Cotidiano partindo de Intervenções-Obras-Experiências pontuais e efêmeras. Natureza da Situ-Ação: Performance. Realização: Coletivo Curto-Circuito.  Descrição: Ações Performativas em ambientes urbano de intensa circulação de habitantes inspiradas na exposição  A Sala Escura  da Tortura, apresentada pela primeira vez  em Paris, em 1973. A mostra é formada por trabalhos de quatro artistas latino-americanos exilados em Paris na década de 1970 que pintaram seus quadros a partir de depoimentos do cearense Frei Tito. A idéia do Coletivo Curto-Circuito é tornar a sala escura em sala clara, isto é, desenvolver uma experiência na luz do dia criando interferências nos espaços públicos urbanos da cidade de Fortaleza. O Coletivo cria situações-realidade de forma imediata através de fragmentos de memórias e das imagens produzidas na instalação do Grupo Denúncia, explorando a ambigüidade entre arte-ação e a vida real. http://coletivocurto-circuito.blogspot.com/

Projeto José Carlos, de Eliane Velozo. Belo Horizonte/ MG.

Vou pegar o nome de um desaparecido politico de Minas Gerais, o José Carlos de Mata Machado, a polícia diz que o cara foi morto no Recife, numa 'troca de tiros' na avenida Caxangá.. LOCAL ONDE EU MOREI O TEMPO TODO, NAS IMEDIAÇÕES DA CAXANGA.. SEMPRE PEGUEI OS ONIBUS, TODOS OS QUE PASSAM NA CAXANGA NO RECIFE... Ligar a camera de video ... vou entrevistar algumas pessoas que tem o mesmo nome dele.. no caso José Carlos, pegar a lista telefonica e ligar pra pessoas que tem o nome desse dasaparecido politicfo.... e dizer.. alo.. to fazendo um video aqui.. posso te fazer uma pergunta sobre memoria do golpe de meia quatro.. dai eu fico gravando isso.. fazendo a pergunta e a voz das pessoas tambem sendo gravadas.. Depois publico no youtube. Eliane Velozo é pernambucana e reside em BH.

Criados-Mudos, nascidos na ditadura. Vários. Internet  http://criados-mudos.blogspot.com/ 
CRIADOS-MUDOS, NASCIDOS NA DITADURA... MANIFESTAÇÃO POÉTICA PROVOCATIVA DE UMA GERAÇÃO BRASILEIRA QUE CRESCEU SOB O REGIME DE VIOLÊNCIA DITATORIAL MILITAR, DE CENSURA E DE VIOLAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS.... Imprima e copie os cartazes do blog, cole nas ruas de seu bairro, na sua escola, na igreja, no clube e em todos os lugares que considerar importante manter viva a memória de tempos ditatoriais.... se quiser participar do projeto, envie uma foto sua amordaçado e o ano de nascimento [de 1964 a 1985] para etetuba@uol.com.br

segunda-feira, março 30, 2009

Um Certo Rapaz Almir e Jateniano com Dinheiro no Banco...

De uma das caixinhas de comentários do Quinta Emenda, que vire e mexe tem visita de pessoas que às vezes admitem responsáveis pela falta de tanta coisa em nosso Estado.
Dava pra um tecno-brega arretado, não dava?
O cidadão que o anônimo das 8:40 chama jocosamente de rapaz, é o mesmo que trabalhou incansavelmente pela vitória de Simão Jatene, do PSDB, para o governo em 2002.
Esse rapaz é o mesmo que lutou ao lado de companheiros do PSDB para dar a vitória ao ex governador Almir Gabriel, em 2006 e foi com ele até o fim, a até hoje é seu grande amigo.
Esse rapaz, é o mesmo que tentou de tudo para reaproximar os ex governadores Almir Gabriel e Simão Jatene, depois das eleições de 2006 quando Almir rompeu com Jatene pelos motivos que todos sabem.
Esse rapaz, é casado com uma mulher que honrou o nome do ex governador Simão Jatene, trabalhando com muita dedicação e lealdade até o último dia do seu governo.
Essa mesma mulher que até hoje honra também o nome do ex governador Almir Gabriel, e é considerada por ele como uma filha.
Esse rapaz, é o mesmo que foi visitado em sua casa em Benfica, num domingo do ano de 2002, pelo então pré candidato ao governo Simão Jatene e seu amigo, o publicitário Orly Bezerra, que foi pedir o seu apoio quando ainda aparecia com 3% nas pesquisas. 
Esse rapaz, é o mesmo que a pedido do seu amigo Orly Bezerra foi prestigiar o jantar de adesão do então pré candidato ao governo do estado Simão Jatene em abril de 2002, ainda com 3% nas pesquisas.
Esse rapaz, foi o mesmo que cuidou com muita lealdade, dos problemas do ex governador Simão Jatene, em Brasília, durante o seu governo e principalmente depois que deixou o poder.
Esse rapaz, é casado com a mulher que saiu aos prantos do gabinete do então governador Simão Jatene, na granja do Icuí num domingo, nos últimos dias do seu governo.
Esse rapaz, é o mesmo que lembra de ligar semana sim, semana não para o maior de todos os líderes do PSDB, Almir Gabriel.
Esse rapaz, foi o único que defendeu publicamente o ex governador Almir Gabriel, a respeito de suas despesas hospitalares, em matéria publicada em diversos jornais na semana passada.
Esse rapaz, é o mesmo que nunca faltou aos seus amigos, nos momentos mais difíceis, entre eles, o dono da Griffo, Orly Bezerra.
É uma pena que o PSDB. segundo esse anônimo das 8:40, não queira mais esse rapaz como seu aliado de todas as horas.
Esse rapaz, tem nome e se chama Vic Pires Franco, presidente do DEM no Pará.
VPF.

UFPA e Seu Novo Reitor

O Consun da UFPA acaba de afirmar: Carlos Manesky é o reitor daquela universidade. 
Um dos lados da história, aqui.
O outro?
Ainda não foi lido ou escutado.

quarta-feira, março 25, 2009

Comunismo no Berço

1922 - Dia do Partido Comunista do Brasil. 
 Congresso de fundação do Partido Comunista do Brasil (sigla PCB), no Rio e a seguir em Niterói. Reúne 9 delegados, eleitos por 73 militantes. É o início de uma saga sem paralelo na história dos partidos políticos brasileiros.

O Partido Comunista Brasileiro foi fundado na cidade de Niterói a 25 de março de 1922 por nove delegados representando cerca de 73 militantes de diferentes regiões do Brasil. Eram eles, Abílio de Nequete (barbeiro de origem libanesa), Astrojildo Pereira (jornalista do Rio de Janeiro), Cristiano Cordeiro (contador do Recife), Hermogênio da Silva Fernandes (eletricista da cidade de Cruzeiro), João da Costa Pimenta (gráfico paulista), Joaquim Barbosa (alfaiate do Rio de Janeiro), José Elias da Silva(sapateiro do Rio de Janeiro), Luís Peres (vassoureiro do Rio de Janeiro) e Manuel Cendón (alfaiate espanhol). O nome de fundação do partido é "Partido Comunista do Brasil".

Esta reunião de fundação foi o I Congresso do partido, durante o qual foi escolhida a primeira Comissão Central Executiva (CCE) composta de dez membros (cinco titulares e cinco suplentes), assim constituída: os efetivos Abílio de Nequete (secretário-geral), Astrojildo Pereira (imprensa e propaganda), Antônio Canellas (secretário internacional), Luís Peres (frações sindicais) e Cruz Júnior (tesoureiros); e os suplentes, Cristiano Cordeiro, Rodolfo Coutinho, Antônio de Carvalho, Joaquim Barbosa e Manuel Cendón. Segundo também seus estatutos, tem sua origem com a fundação doPartido Comunista do Brasil (PCB), em 25 de março de 1922. Porém, seguindo a tendência mundial entre os Partidos Comunistas em 4 de abril do mesmo ano, é publicado no Diário Oficial da União sua fundação, porém com o nome de Partido Comunista - Seção Brasileira da Internacional Comunista (PC-SBIC). Dessa matriz emergiram uma série de partidos importantes na dinâmica política brasileira: o Partido Popular Socialista (PPS), o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), o Movimento Revolucionário Oito de Outubro (MR8) e o próprio PCB atual além de todos os grupos de matriz trotskista eestalinista que surgiram e desapareceram desde então. 

Mais e Fonte na Wikipédia.

terça-feira, março 24, 2009

Arbage, a luta pelo caos continua!

O Diário do Pará em sua manchete destaca a baixaria promovida pela banda podre da Câmara de Vereadores de Belém, coordenada pelo vereador Walter Arbage (PTB)  - colega de partido do prefeito mais nefasto que Belém já teve, em sua tentativa de abafar a CPI da sáude.  

domingo, março 22, 2009

Fórum Belém, mas fórum do que mesmo?

O debate esquentou e não se sabe onde pára, ou se continua, o certo é que o buxixo não deverá fazer sugir um novo Movimento Social no Estado, principalmente em Bel´ém, onde o controle social foi sufocado pelo atual gestor (Vide a atual gestão do Conselho Municipal de Saúde) e por causa da caixinha do quinta, por esta postagem, lanço minha opinião. 
Não sei se todos os paraenses que aqui postam suas críticas sobre a frase do programa Pará Terra de Direitos foi lançado pretende alterar este quadro crônico de insuficiência e que não precisamos pensar muito para de forma imparcial e honesta, admitir que não é de hoje que convivemos em pleno caos generalizado, justamente porque a falta de oportunidades aos milhares de jovens da "baixada", a falta de saneamento, o nefasto quadro da saúde pública, o descaso com a qualidade da educação, entre outras mazelas, realidades vivas não vividas pela classe média - ou a pequena burguesia, porque não assim dizer? - sempre esteve se lixando para isso, relegando apelidos de agitadores e desordeiros a quem viesse lutar e defender bandeiras em prol das transformações sociais favoráveis às camadas excluídas de nosso Estado e país.

Imagino que muitos dos que hoje poderiam transformar o Fórum Belém em algo realmente propositivo, apartidário, múltiplo em opiniões e idéias concretas para enfrentar não estejam mobilizados e podem agora estarem fora da pseudo-organização que tenta aglomerar-se, numa suposta resposta à violência em nossa cidade.

Estaríamos mesmo dispostos a criarem ações culturais, programações esportivas, ações de recreação nas áreas vermelhas de Belém, oportunizando o potencial de milhares de jovens e adolescentes, hoje, na linha tênue entre serem cidadãos ou criminosos, dependendo de uma ação de todos: poder público, privado e o esforço de cada cidadão consciente e verdadeiramente responsável com nosso desenvolvimento social.

Que todos tenham e mantenham o direito constitucional, conquistado com sangue, torturas e discriminações daqueles que sempre foram MOVIMENTO SOCIAL LEGÍTIMO em nosso País.

sexta-feira, março 20, 2009

Deu no UOL mas não é bem assim...

Após adiamento da escolha das sedes para 2014, cidades reclamam 'caladas'

Thales Calipo Em São Paulo
Nesta sexta-feira, 12 cidades brasileiras ganhariam o título de sedes para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Na última semana, no entanto, a Fifa decidiu adiar a definição para 30 de maio, irritando boa parte das postulantes. Mesmo revoltados, os representantes preferem omitir suas críticas, com medo de possíveis represálias aos seus projetos.
A Fifa decidiu adiar a definição para 30 de maio e irritou grande parte dos postulantes
ESTADOS DISPUTAM ATENÇÃO
LEIA MAIS SOBRE A COPA DE 2014
Pelo menos cinco representantes, entre as 17 candidatas à sede para a Copa, confirmaram ao UOL Esporte que o adiamento é prejudicial às cidades. Entre os problemas apontados estão a óbvia diminuição no prazo para a realização de obras, além dos custos extras dos contratos com prestadores de serviço ou assessorias que cuidariam somente da candidatura. Outras candidatas aguardavam apenas ver seus nomes entre as sedes para iniciar os trabalhos em seus próprios comitês, secretarias especiais ou mesmo grupos que serão criados especificamente para cuidar da Copa do Mundo de 2014. Muitas cidades, no entanto, já contam com esse canal. No grupo dos discordantes, o único que concordou em fazer uma crítica pública ao adiamento foi o secretário de Esportes do Pará, Carlos Alberto da Silva Leão. Para o político, que foi duro nas suas palavras, a decisão tomada pela entidade máxima do futebol acaba arranhando a imagem da própria Fifa. "Como eles são muito exigentes com o cumprimento dos prazos, ficou muito ruim [esse adiamento], pois acabam acontecendo especulações e pressões políticas. Não ficou bom e, de certa forma, a credibilidade da Fifa ficou um pouco abalada", atacou o secretário do Pará. Se poucos têm coragem de bater de frente com a Fifa neste momento decisivo para a escolha das sedes para a Copa de 2014, outros preferem minimizar os possíveis problemas e, de quebra, exaltar os pontos positivos.
BRASÍLIA QUER ABERTURA E ENCERRAMENTO DO MUNDIAL
Se Brasília disputava com São Paulo para ter a abertura da Copa de 2014, agora quer duelar com o Rio também pela final. "O governo do DF tem feito fortes investimentos no futebol. Aqui estão as embaixadas, o centro do poder. Queremos a abertura da Copa e a final", falou Aguinaldo Silva de Oliveira, secretário de Esporte de Brasília, durante fórum da Soccerex, em que alfinetou as concorrentes.
LEIA MAIS
"Claro que o quanto antes pudermos começar a preparar as ações e projetos que devem ser implantados, será melhor, mas não tenho preocupação sobre esses 60 dias. Para os outros pode até influenciar nos trabalhos ou causar prejuízos, mas estamos confiantes, já que não imaginamos a Copa do Mundo sem Curitiba", discursou Luiz de Carvalho, coordenador no âmbito municipal da comissão criada na capital paranaense para o Mundial. Oficialmente, a Fifa justificou o adiamento sob a alegação do aumento no número de sedes que serão escolhidos, pulando de dez para 12. Com isso, o trabalho para análise de todos os cadernos de encargo será mais demorado que o esperado. Atualmente, estão na disputa as cidades de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Brasília (DF), Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS), Manaus (AM), Belém (PA), Rio Branco (AC), Salvador (BA), Natal (RN), Recife (PE) e Fortaleza (CE).

quarta-feira, março 18, 2009

Todos os Médicos do Falsário

Com o título acima o jornalista Juvêncio Arruda, que assina o Blog Quinta Emenda numa parcial memória dos personas que negligênciam Saúde Pública na cidade que foram eleitos para legislar e fiscalizar o executivo, esbarram no compromisso em serem submissos aos interesses do Nefasto Prefeito de Belém.
Fiscalizar os atos do executivo, ao lado da elaboração de leis, é a mais importante função do legislativo. É claro que a degradação da atividade política, em todo o país, relegou a representação parlamentar, em grande medida, a mero apêndice do executivo.
A subserviência aos acordos políticos para formação de maiorias, não raro contra os interesses coletivos, tomou conta da ação dos edis brasileiros, que cumprem mandatos de costas para a população.
No caso da CPI da Saúde em Nova Déli, um acréscimo deixa mais revoltada ainda a sociedade: médicos que se elegeram vereadores conspiram contra a profissão, a categoria e a cidade ao envidarem esforços para impedir as investigações no setor de saúde da capital, absolutamente desmontado e com fortíssimos indícios de corrupção e inépcia adminsitrativa.
Em outras palavras, além de negarem a representação, e recusarem o cumprimento da missão, acabam por assinar embaixo da ação assassina da prefeitura na saúde.
Vamos conhecer esses nacionais, por ordem alfabética.
Abel Loureiro (DEM)
Em primeiro mandato - e espera-se que seja o último - seu lema é "Saúde e Meio Ambiente são os objetivos de nossa gestão". É presidente da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva, capítulo do Pará. Temente a Deus, embora não ao julgamento dos homens, é colaborador da Diretoria da Festa do Círio e membro, veja só quanta responsabilidade, do Núcleo de Responsabilidade Social da Unimed.
Dados para contato:
Fone-Fax: 4008-2219 PABSite:E-mail: cruzloureiro@hotmail.com
Carlos Vinagre (PTB)
Pessoa de temperamento afável e conciliador, já foi Presidente da Fundação Papa João XXIII - Fumpapa, Secretário Municipal de Saúde - SESMA, Superintendente do IAPAS (atual INSS), Vereador de Belém - (1993/1996), Presidente da LOTERPA, Presidente do IPAMB, Diretor dos Centros de Saúde: Pedreira e Tavares Bastos, Diretor do Posto de Higiene do Jurunas
Diretor do Serviço de Assistência Médica e Sanitária da capital (SAMS-SESPA) e Primeiro Assessor Especial de Saúde do Município de Belém.
Romântico, acha que reuniões entre a Comisão de Saúde da casa de Noca e a secretaria de Saúde resolvem o caos da saúde em Nova Déli. Tolinho...
Dados para contato:
Fone-Fax: 4008-2220. E-mail: antoniovinagre25@yahoo.com.br
Mário Corrêa ( PR)
Velho andarilho da política e pulador de partidos, Mário está no quarto mandato. Seu lema é "Um projeto de vida em favor do social, saúde e cidadania". Imagine se fosse contra, o que Mário não faria.
Dados para contato:
Fone-Fax: 4008-2256 PABE-mail: mariocorrea@cmb.pa.gov.br
Raimundo Castro (PTB)
Perambula pela casa de Noca desde 1994, e já trocou de partido, o PTB pelo PDT. Foi vice presidente da Comisão Técnica de Saúde e Meio Ambiente do legislativo mirím e hoje é o líder da bancada de Giovani Queiroz na casa.
Dados para contato:
Fone-fax: 3225-4749 * PABX 3242.5522 Ramal 209E-mail:drcastro@cmb.pa.gov.br
Wanderlan Quaresma ( PMDB)
Antes de se formar em Medicina foi professor de Física e Química em cursinhos. Elegeu-se pela primeira vez em 2000, e já no ano seguinte foi eleito Vereador Revelação. Trabalhou dois anos do PSM do Umarizal e cinco no Hospital de São Miguel do Guamá. Motivado pela assistência médica a pessoas carentes, tornou-se especialista em Ginecologia e Obstetrícia. Bisturí velocíssimo, consta que chega a realizar dezenas de laqueaduras aos sábados, num hospital de Benevides.
Dados para contato:
Fone-fax: 3242.8309 PABX 3242.5522 Ramal 206E-mail:wanderlanquaresma@cmb.pa.gov.br
----
Também não assinaram o pedido de instalação da CPI:
Rildo Pessoa (PDT); Tereza Coimbra (PDT); Sahid Xerfan (PP); Wandick Lima (PP); Nonato Filgueiras (PV), Orlando Reis (PV); Nehemias Valentim (PSDB); Paulo Queiroz (PSDB); Gervásio Morgado (PR) ; Wanderlan Quaresma (PMDB); Henrique Soares (PMDB); Walter Arbage (PTB); Pio Neto (PTB); Nadir Neves (PTB); Miguel Rodrigues (PRB).
Assinaram o pedido:
Raul Batista (PRB); Ademir Andrade (PSB) ; Marquinhos do PT; Alfredo Costa (PT); Amaury da APPD (PT); Adalberto Aguiar (PT); Otávio Prinheiro (PT); Augusto Pantoja (PPS); Cobrador Pregador (PPS); Bispo Antônio Rocha (PMDB); José Scaff Filho (PMDB); Vanessa Vasconcelos (PMDB); Carlos Augusto Barbosa (DEM); Fernando Dourado (DEM).

As Docas nas Bocas do Povo

Na foto acima, tirada na tenda Irmã Doroty, durante o Fórum Social Mundial em fevereiro deste ano, quando o ex-senador, era e ainda é vereador de Belém, abaixo o relato de um seguidor, agora mias um de seus desafetos.
1. O posicionamento arbitrário da direção do PSB paraense, leia-se vereador Ademir Andrade, que, ao invés de investir politicamente para o crescimento do partido, fez justamente o contrário, perseguindo novas e históricas lideranças do PSB, tais como: Sandra Batista (atual vice prefeita de Ananindeua - PT), Parsifal Pontes (atual deputado estadual-PMDB), Claudio Almeida (ex deputado estadual-PR), Pio Neto (atual vereador de Belém-PTB), Ivanildo Alves (ex deputado estadual-PTB), Zeca Araújo (atual conselheiro do TCM), João de Deus (ex deputado estadual - PDT ), Jader Dias (ex vereador de Belém e Ananindeua- PMDB), Luiz Pereira (vereador de Belém-PR), Vanessa Vasconcellos (vereadora de Belém - PMDB) e por último o vice governador Odair Corrêa, que se filiou ao PDT. Tanto perseguiu que seus próprios aliados acabaram saindo do partido, tais como: Maria Aparecida (fiel escudeira por mais de 30 anos), Marlete Casseb, Rildo Jastes, Paulo Maia, Margareth Lobato e outros que trabalharam no seu escritório político, seus ex aliados hoje estão abrigados no PCdoB.
2. A estratégia de somente favorecer internamente seus aliados políticos, fez com que o partido diminuisse de tamanho, o PSB chegou a ter oito prefeitos (1988), em 1992 caiu para cinco prefeitos, depois elegeu somente quatro prefeitos em 1996, diminuiu para três prefeitos em 2000, elegeu apenas dois prefeitos em 2004 e em 2008 foram eleitos apenas quatro prefeitos. Nas candidaturas proporcionais, o partido que chegou a eleger mais de 110 vereadores (1996), na eleição de 2008 não conseguiu eleger nem a metade (46 vereadores). O partido PSB sempre mantinha média de dois parlamentares na eleição de deputado estadual, porém, na eleição de 2006 somente elegeu um deputado estadual, isto é, seu filho, deputado Cássio Coelho Andrade.“3. Por último, o posicionamento político da direção do PSB, leia-se vereador Ademir Andrade, em misturar o público com o privado, fez do PSB um partido de arranjos familiares, pessoais e domésticos, favorecendo o filho, a esposa, a nora, amante, a ex-namorada, a atual namorada, os amigos e amigas, os ex-relacionamentos nefastos, os seus empregados etc., atendendo exclusivamente sua vontade pessoal sem qualquer arrependimento ou escrúpulos.” (Nelson Marzullo, advogado, ex-chefe da assessoria jurídica da CDP, de onde saiu preso junto com Ademir Andrade, em mais um embate com seu antigo aliado, rompendo publicamente seus vínculos partidários.)

O Maior de Todos

Por Francisco Rocha Jr., no Flanar
Um menino de onze anos deu entrada, anteontem, no Pronto Socorro Municipal da 14 de Março, em Belém, sob suspeita de dengue hemorrágica. 24 horas depois, a criança morreu, vítima da falta de atendimento. Hoje, após dois dias à espera de leito, já dentro do hospital, uma senhora de 72 anos também morreu, pela ausência de atenção profissional. Duciomar Costa, o prefeito desta pobre, cada mais pobre cidade, nada diz, nada faz, não é encontrado, não se pronuncia. Esconde-se na falta de vergonha, na desfaçatez, no mau-caratismo que reveste toda sua trajetória, tornando cada vez mais criminosa e sangrenta sua nefasta passagem pela prefeitura de Belém. Duciomar Costa, o irresponsável, o falsário, o pernicioso, inocula a doença e não permite a cura. O caso do menino na porta do PSM é o exato exemplo disto: a população, à mercê da dengue, também não tem o médico que poderia salvá-la. A classe média desta cidade, que procura cada vez menos precisar dos serviços públicos, assiste calada à completa ausência do Poder Público municipal, nas suas mais comezinhas responsabilidades. Duciomar Costa, de olho na verba, agora afirma que não quer ser senador: quer gerir a fábula de dinheiro público que, ele espera, virá para Belém com o PAC. Um pulha, é isto o que este prefeito é. O maior pulha que já pisou no Palácio Antonio Lemos. Com a assinatura da CPI da Saúde Pública Municipal, os membros da Câmara Municipal de Belém – todos, dos vereadores aos assessores jurídicos, dos que têm cargos na Mesa aos que não os possuem – têm a oportunidade de suas vidas, para mostrar que não são feitos da mesma matéria infecta de onde saiu Duciomar Costa. O Ministério Público, a rigor, nem precisa deste estímulo; tem é que correr da lama, que já alcança as barras de suas vestes talares, tamanha é a inamovibilidade, vulgarmente falando, de seus componentes.

segunda-feira, março 16, 2009

Lúcio Flávio Pinto: Kit escolar: a voz do dono

* Lúcio Flávio Pinto.
Quem tem razão? Aquele que prova o que diz. Provar consiste em apresentar fatos e demonstrar o argumento estabelecido com base neles. Muitos se dizem donos da verdade, mas não estão dispostos a se submeter ao teste de consistência do que dizem. O governo Ana Júlia Carepa, por exemplo. Nenhuma administração estadual distribuiu tanto material de propaganda quanto a dela. Todos os dias os jornalistas recebem numerosos press-releases (sem falar nas peças publicitárias encaminhadas às empresas jornalísticas). A assessoria de imprensa do governo do PT é grande e trabalha. Muitos dos textos que ela produz aparecem integralmente na mídia, o que tanto pode ser tomado como prova da qualidade dos assessores quanto de desídia dos profissionais que atuam nas redações (e, mais ainda, dos seus superiores).
Tão pródigo em propagandear o que faz e diz, e de instilar o que lhe interesse através desse bombardeio de noticiário chapa branca, o governo petista é indigente na resposta às denúncias – sobretudo as mais consistentes – feitas contra si e nas respostas aos questionamentos que lhe são feitos de público. Quem vasculhar nos jornais e nos blogs as demandas feitas ao governo e apurar seu atendimento, constatará um déficit monumental. O governo é loquaz, quase boquirroto. Mas detesta crítica, não quer ser incomodado por perguntas inconvenientes.
Podia enfileirar exemplos pessoais. Vou me referir, porém, aos graves questionamentos que o jornalista Paulo Bemerguy fez no seu blog Espaço Aberto sobre o kit escolar que a Secretaria de Educação do Estado distribuiu a um milhão de alunos da rede de ensino sob sua jurisdição (agora intensamente repercutidos pelo Diário do Pará). Durante vários dias o silêncio do governo sobre questão de tal gravidade foi ensurdecedor. As denúncias se sucediam e nenhum sinal de que a grande assessoria governamental as levaria em conta e prestaria os esclarecimentos necessários para repor a verdade. Certamente porque a verdade no Pará foi seqüestrada pelo governo e está em cárcere seguro. Essa presunção forja os ditadores, Mas também responde pelas suas quedas.
Finalmente, quando o deputado oposicionista José Megale cobrou explicações da tribuna da Assembléia Legislativa e um pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito começou a zoar, finalmente a Secretaria de Estado de Educação emitiu uma nota oficial. Respondeu a todas as perguntas feitas, não só por Bemerguy, como por vários outros profissionais? Não. Ignorou os questionamentos concretos e fez uma digressão em abstrato, cheia de declarações de propósitos, mas tangenciando as informações numa linguagem ruim, a depor contra uma secretaria encarregada de zelar pela boa educação de todos.
A principal questão era a contratação de serviços, em valor declarado oficialmente como sendo de 27,8 milhões de reais, sem licitação pública. A iniciativa de fornecer blusas, mochila e material didático (de qualidade aparentemente duvidosa) aos alunos da rede pública é meritória. Mas mérito algum, mesmo o já gasto bordão da “educação democrática e de qualidade”, autoriza o governo a passar por cima das exigências da lei, da moral e do zelo pelo dinheiro público. E numa operação tortuosa, provavelmente lançando mão de verba que deveria ter outra destinação, de um agenciador que não foi contratado com tal finalidade, talvez favorecendo uma empresa amiga e indo comprar o produto fora do território paraense. Como o cérebro da ação é uma das cinco agências contratadas para fazer sua publicidade, o governo acha que educação é oportunidade para se promover.
Exemplo acabado de incoerência e mau procedimento, duas das marcas da atual gestão do Estado.
* Publicado na edição On Line no Blog O Estado do Tapajós

Candidato de esquerda vence eleições em El Salvador

SAN SALVADOR - O jornalista e esquerdista Mauricio Funes se converteu no virtual ganhador das eleições presidenciais de ontem em El Salvador. Seu adversário, Rodrigo Avila, da governista Aliança Republicana Nacionalista (Arena), já admitiu a derrota. Funes é candidato da ex-guerrilheira Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional (FMLN). Segundo seu porta-voz, o atual presidente, Tony Saca, telefonou para cumprimentá-lo pelo triunfo. Em seu discurso de comemoração, Funes disse que trabalhará pelos pobres e pediu união aos compatriotas. "Ninguém pode tomar a pátria como bem próprio", sustentou.

Avila reconheceu a derrota para a esquerdista FMLN e disse que a Arena fará uma oposição construtiva ao próximo governo. Em entrevista coletiva, o presidente do Tribunal Supremo Eleitoral, Walter Araujo, informou que, com 90,68% dos votos apurados, o FMLN estava com 51,27% dos votos, e a Arena com 48,73%. "Quero ser o presidente da justiça social e da mudança segura", afirmou Funes. É hora de avançar para o futuro e deixar para trás as vinganças do passado."
Partidários da FMLN saíram às ruas para comemorar o triunfo. A direitista Arena governa o país desde 1989 e esta é a primeira vez que a FMLN, que entregou as armas em 1992, chega ao poder. O país passou por uma guerra civil de 12 anos (1980-92) que deixou cerca de 75 mil mortos. El Salvador tem 7 milhões de habitantes, e há outros 2,5 milhões de salvadorenhos que vivem atualmente nos Estados Unidos. O governo de Barack Obama já afirmou anteriormente que pretende trabalhar com qualquer dos eleitos.
Fonte: AE-AP - Agencia Estado

segunda-feira, março 09, 2009

A Crise e a Arrogância do Ocidente

No  Blog do Noblat

Em todos os paises se estão buscando saídas para a crise atual. Mais que crise, no meu modo de ver, estamos diante de um ponto de mutação de paradigma que está prestes a ocorrer. Mas está sendo protelado e impedido pela arrogância, típica do Ocidente. O Ocidente está perplexo: como pode ele estar no olho da crise, se possui o melhor saber, a melhor democracia, a melhor consciência dos direitos, a melhor economia, a melhor técnica, o melhor cinema, a maior força militar e a melhor religião?

Para a Bíblia e para os gregos essa maneira de pensar, constituía o supremo pecado, pois as pessoas se colocavam no mesmo pedestal da divindade. Eram logo castigadas ao desterrro ou condenadas à morte. Chamavam essa atitude de hybris, quer dizer, de arrogância e de excesso. Ouçamos Paul Krugman, Nobel de economia de 2008, no dia 3 de março no New York Times:”Se você quer saber de onde veio a crise global, então veja a coisa dessa forma: estamos vendo a vingança do excesso; foi assim que nos atolamos nesse caos; e ainda estamos procurando uma saída”. Não se dizia antes greed is good? A ganância que é excesso, é boa?

Arrolemos outra citação do insuspeito Samuel P. Huntington em O choque de civilizações: ”É importante reconhecer que a intervenção ocidental nos assuntos de outras civilizações provavelmente constitui a mais perigosa fonte de instabilidade e de um possível conflito global num mundo multicivilizacional”. Huntington explica que é a arrogância que o move a estas intervenções. Os ocidentais pretendem saber tudo melhor. Johan Galtung, norueguês, um dos mais proeminentes mediadores de conflitos do mundo, trabalhou três anos tentando mediar a guerra no Afeganistão. Afastou-se, decepcionado e irritado, denunciando: “a arrogância ocidental impede qualquer acordo; este só é possível à condição de os talibãs se submeterem totalmente aos critérios ocidentais”.

Talvez a forma mais refinada de arrogância foi e é vivida pelo Cristianismo, especialmente sob o atual Pontífice. Rebaixou as outras Igrejas negando-lhes o titulo de Igrejas. Impugnou as demais religiões como caminhos para Deus.

Mas tem antecessores mais severos: Alexandre VI (1492-1503) pela bula Inter Caetera dirigida aos reis de Espanha determinava: “pela autoridade do Deus Todo-Poderoso a nós concedida em São Pedro, assim como do Vicariato de Jesus Cristo, vos doamos, concedemos e entregamos com todos os seus domínios, cidades, fortalezas, lugares e vilas, as ilhas e as terras firmes achadas e por achar”. Nicolou V (1447-1455) pela bula Romanus Pontifex fazia o mesmo aos reis de Portugal. Concedia “a faculdade plena e livre para invadir, conquistar, combater, vencer e submeter a quaisquer sarracenos e pagãos em qualquer parte que estiverem e reduzir à servidão perpétua as pessoas dos mesmos”.

Dá para ir mais longe no excesso e na hybris? Apagou-se totalmente a memória do Nazareno que pregava o amor incondicional e que todos somos irmãos e irmãs.

A arrogância do Ocidente impede que os chefes de Estado, face à atual crise, se abram à sabedoria dos povos e busquem uma solução a partir de valores compartilhados e de uma visão integradora dos problemas da Casa Comum, ferida ecologicamente. Nos discursos de Barack Obama ressoa a arrogância tipicamente norteamericana de que os EUA ainda vão liderar o mundo. É uma liderança montada sobre 700 bases militares espalhadas por todo o mundo e munidas com armas de destruição em massa, capazes de dizimar a espécie humana e deixar atrás de si uma Terra devastada. Essa liderança arrogante não queremos.

A Frase do dia

Com vocês, o presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, presidente do PTB de Alagoas, ex-presidente do Brasil e agora gerente do PAC!.
Do locutor da convenção do PTB ao apresentar o senador Fernando Collor No blog do Noblat.

Governo Serra, corrupção brava e milhões para a Editora Abril e Globo

É tanta safadeza que vamos por partes:
Propaganda do governo Serra: 2007 - R$ 88,3 milhões 2008 - R$ 178,7 milhões 2009 - R$ 313 milhões (previsão orçamentária) Entre 2007 e 2009 um aumento de quase 400%. Um desperdício. Advinha para o bolso de quem vai este dinheirão? Enquanto isto o governo do estado inova na educação. Cria as salas de aula de madeirite. Grande inovação! Falta todo tipo de manutenção nas escolas, um horror. Escolas com banheiros que é puro lixo, escolas sem professores, etc. Enquanto isto o pessoal do nordeste e do sul assiste a propaganda do governo de São Paulo. E a secretaria do meio ambiente do estado praticamente não existe. Dizem que falta recursos... Agora você vai saber quanto o Serra "investiu" em duas "empresas": "o governo paulista gastou R$ 526 mil em contratos com o Grupo Abril em 2007. Já em 2008, o valor dos contratos subiu para R$ 11,5 milhões, o que revela um aumento de 2.000% em apenas um ano". "A Fundação Roberto Marinho, mantida pela Globo, recebeu do governo paulista R$ 60 mil em 2007. Em 2008, a soma dos valores pagos chegou a R$ 13,8 milhões. Esse montante representa crescimento de 20.000% em relação a 2007. Somente no início de 2009, a Fundação Roberto Marinho já abocanhou outros R$ 609 mil dos cofres paulistas". Dados do Sistema de Acompanhamento da Execução Orçamentária - Sigeo - utilizado pelo PT no levantamento" . OBS: nestes valores NÃO estão incluídos os gastos milionários com propaganda. É dinheiro na veia das empresas. Dinheiro e poder. É o que eles querem. (informações do blog Conversa Afiada) Agora aparece um vídeo mostra a corrupção desefreiada na polícia de São Paulo. Segundo um vídeo os delegados tinham que pagar até 250 mil para serem indicados para "bons cargos".  Tem um tal de Lauro Malheiros, ligadíssimo ao Serra e ao Guilherme Afif Domingos, que entrou na secretaria de segurança para ser o homem de confiança do Serra. Veja no link abaixo: http://www.youtube. com/watch? v=jsHo5uEcsNk&eurl=http:// www.osamigosdopr esidentelula. blogspot. com/&feature=player_ embedded O assunto está sendo tratado de "salto alto" pelas duas editoras. Estão pensando em como vão apresentar o caso. Quem sabe uma notinha demonstrando todo o interesse do Serra em investigar.. . (parece piada, mas não é). Pesquise aqui no blog do Chicão digitando Serra que você verá a quantidade de vezes que venho alertando para a situação decrépita do governo José Serra.