Pesquisar por palavra-chave

sexta-feira, fevereiro 27, 2009

Veja, a Revista do Império

Tendo em vista o abaixo assinado abaixo, este blog inicia a campanha "Abaixo a VEJA e a editora ABRIL" para que possamos mostrar nosso repudio aos radicais defensores do imperialismo mundial, instalados no editorial da revista mais reacionária da extrema direita brasileira.
REPUDIO E SOLIDARIEDADE 
Ante a viva lembranca da dura e permanente violencia desencadeada pelo regime militar de 1964, os abaixo-assinados manifestam seu mais firme e veemente repudio a arbitraria e inveridica revisao historica contida no editorial da Folha de S. Paulo do dia 17 de fevereiro de 2009. Ao denominar ditabranda o regime politico vigente no Brasil de 1964 a 1985, a direcao editorial do jornal insulta e avilta a memoria dos muitos brasileiros e brasileiras que lutaram pela redemocratizacao do pais. Perseguicoes, prisoes iniquas, torturas, assassinatos, suicidios forjados e execucoes sumarias foram crimes corriqueiramente praticados pela ditadura militar no periodo mais longo e sombrio da historia polà tica brasileira. O estelionato semantico manifesto pelo neologismo ditabranda e, a rigor, uma fraudulenta revisao historica forjada por uma minoria que se beneficiou da suspensao das liberdades e direitos democraticos no pos-1964.
 
Repudiamos, de forma igualmente firme e contundente, a Nota de redacao, publicada pelo jornal em 20 de fevereiro (p. 3) em resposta as cartas enviadas a Painel do Leitor pelos professores Maria Victoria de Mesquita Benevides e Fabio Konder Comparato. Sem razoes ou argumentos, a Folha de S. Paulo perpetrou ataques ignominiosos, arbitrarios e irresponsaveis a atuacao desses dois combativos academicos e intelectuais brasileiros. Assim, vimos manifestar-lhes nosso irrestrito apoio e solidariedade ante as insolitas criticas pessoais e politicas contidas na infamante nota da direcao editorial do jornal.
Pela luta pertinaz e consequente em defesa dos direitos humanos, Maria Victoria Benevides e Fabio Konder Comparato merecem o reconhecimento e o respeito de todo o povo brasileiro.
Assine o abaixo assinado AQUI

quinta-feira, fevereiro 26, 2009

Fome Zero Made in Brasil serve de Exemplo pros EUA

'Fome Zero made in USA' dá US$ 6 por dia para 31 milhões Uma notícia no diário argentino Clarín conta como vivem os 31 milhões de cidadãos americanos que recebem cupons de alimentação para viver. Um jornalista da Louisiana (o estado mais pobre do país) faz a experiência, tentando viver com US$ 6 (R$ 14) por dia. O plano de socorro de Barack Obama amplia em 13% os gastos com esses cupons, na previsão de que a crise e o desemprego aumentarão sua clientela. Refeitório para americanos carentes: público crescente É o lado obscuro da vida em um dos países mais do mundo. Nos Estados Unidos, quem depende dos cupons de alimentação oferecidos pelo "Papai Estado" não recebe mais que um punhado de dólares. Mas a maior crise económica das últimas décadas faz o número necessitados aumentar rapidamente. Nunca houve tantos americanos vivendo desses cupons. E a tendência é aumentar.

Jornalista conta experiência em site

A lista de alimentos Sean Callebs assemelha-se à de uma dieta para emagracer. "Uma porção de cereal, uma banana, uma xícara de chá.. e faltam quatro longas horas até almoço", ele lamenta.

Em uma experiência que tem tido grande impacto sobre a audiência, este jornalista da CNN resolveu experimentar na própria carne como se pode viver de cupons de alimentação. Ou não.

Suas experiências são relatadas em um blog.

Faz um mês que ele tenta viver gastando até US$ 6 por dia. Já chegou quase no fim. Mas este repórter da Louisiana queixara-se em seu blog de permanentes ataques da fome. Poucas vezes você pode comprar frutas e legumes frescos, conta.

Fome à americanaEmbora provisoriamente, Callebs experimenta a sina de um em cada dez americanos. Em setembro passado, 31 milhões de pessoas no país compravam alimentos com os cupons."Eles são os números mais elevados de todos os tempos", disse Ellen Vollinger, diretor de Frac, uma organização de Washington de pressão contra a fome."Muitos americanos já não sabem onde arrumarão sua próxima refeição", destaca ela. O aumento do desemprego faz com que a procura de cupons aumente constantemente, mas as carências não terminam aí: cada vez mais pessoas, mesmo tendo um emprego, dependem dos "Food Stamps".

Muita gente tem até mais de um emprego, mas a renda não basta. "Muitas famílias pulam refeições para pagar o aluguel", disse Ellen. "Pais deixam de comer para que fique alguma coisa para os filhos e às vezes até crianças passam fome, nos Estados Unidos. É uma vergonha."

O estigma do cupomOs cupons de alimentação começaram a ser distribuídos durante a 2ª Guerra Mundial. Hoje, o governo já não distribui cupons papel, mas por meio de um cartão eletrônico, que fornece em média US$ 100 por pessoa.

Desde 2008, o Ministério da Agricultura evita usar o termo cupom de alimentação. O título oficial agoora é "Programa de ajuda para suplementar a nutrição".

Mas o plano ainda tem um estigma. "Aqueles que precisam muitas vezes se recusam a pedir ajuda", diz a agente social Srindhi Vijaykumar, da organização DC Hunger Solutions, que promove os cupons nas ruas de Washington. É especialmente difícil chegar até os aposentados, imigrantes e famílias operárias, diz ela. Quem usa os cupons é confrontado com algumas dificuldades no supermercado. O carentes têm em média US$ 3 por dia para fazer compras. Por isso muitas vezes são obrigados a fazer cortar alimentos."As pessoas só compram o que é barato, não é perecível e enche a barriga", diz Vijaykumar. O crédito mensal normalmente é consumido em duas ou três semanas. "Muitas famílias vão então para os sopões", disse Ellen Vollinger.

Obama aumenta verba do programaNão poucos depositam as suas esperanças no novo governo de Barack Obama. O plano de socorro económico de US$ 787 bilhões, lançado na semana passada pelo chefe da Casa Branca, permitirá um aumento de 13% na verba para os cupons de alimentação.
No entanto, Ellen estima que a fome vai aumentar nos EUA. "Esta recessão certamente não será breve."
A crise também atingiu duramente a classe média. De acordo com dados do Departamento do Comércio, o seu consumo caiu novamente em dezembro, pelo sexto mês consecutivo, enquanto a taxa de poupança subiu 2,9% no fim de 2008.
Annie Moncada, 63 anos, confessa que comprava coisas "desnecessárias" . Mas agora seu cupom está guardado. "Agora eu ponho na panela mais carne moída e menos bifes e também economizo mais eletricidade" , diz. Tal como ela, milhares de famílias cortam gastos, passeios, idas a restaurantes ou ao cabeleireiro. O fim da crise parece longe.

Sarkozy nomeia socialista como emissário para Cuba

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, designou nesta quarta-feira o ex-ministro da Cultura Jack Lang como "emissário especial" para Cuba, a fim de reativar um diálogo político e a cooperação entre os dois países. Lang realizará "um série de encontros com políticos cubanos", segundo informou o Palácio do Eliseu, residência oficial do presidente francês.
A França está participando de uma iniciativa diplomática internacional, junto a países da União Europeia e políticos norte-americanos, que pretendem retomar o diálogo com Cuba.
O ex-ministro do governo de François Mitterrand e atual deputado aceitou a nomeação, mas negou nos últimos meses que queria participar do governo de Sarkozy, ressaltando "que é socialista e permanecerá socialista".
Também surgiram especulações dizendo que o deputado seria designado ministro da Justiça. Lang já estaria em Cuba em uma missão preparada pelo presidente francês e pelo Ministério das Relações Exteriores do país, na qual deveria levar "uma mensagem" de Sarkozy à ilha caribenha. Porém, a embaixada francesa em Havana, consultada pela ANSA, não pode confirmar se o emissário estaria no país.
Lang, que faz parte da comissão de Assuntos Exteriores da Assembleia Nacional francesa, foi ministro de Mitterrand na década de 1980.

quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Resultado do Carnaval 2009 Belém

1. Embaixada 2. Rancho 3 Piratas 4. Quenzão 5. Deixa Falar 6. Tradição Guamaense 7. Bole-bole 8. Acadêmicos da Pedreira - esta última foi rebaixada.

Entre um e outro, largue os dois!

Nas duas pocilgas (Diário do Pará e O Liberal) de hoje, críticas ao atendimento nos pronto socorros da RMB (Região Metropolitana de Belém). Uma, relata a morte de duas pessoas (pobres contribuintes) no PSM da 14 de Março, já a outra revela - o que já sabemos há anos - o tratamento desumano no PSM da Cidade Nova em Ananindeua.
Mesmo atestando a realidade cruel e nefasta que tanto o prefeito Hélder em Ananindeua, quanto Duciomar em Belém, não há como perceber a parcialidade para com um contra a denúncia do outro, fruto é claro do interesse dos donos dos meios.
Uma é da família, a outra é dos quitandeiros, famosos em defender com unhas e cacetetes os devaneios e de$ejos familiares, tal como a outra que nunca mexe uma linha no jornal, um segundo nos rádios e na TV para expor a vida pregressa de seu dono. 
Uma vergonha !
Não faltam críticas à tradicional escola de samba Quem São Eles.
Mas como este poster esteve in loco e sentiu na pele, boa parte dos problemas, entre eles, a falta de fantasias e inclusive - e especialmente - a garra, a determinação e a alegria entusiasmante de todos e todas as participantes do desfile e do público que reverenciou o espetáculo da escola e sem dúvida refrigerou a alma da família Quenzão.
Mas passada a ressaca fica aqui uma observação que merece se checada: Quem tem culpa nessa estória de verdade?
O presidente da Escola, os orgãos culturais (FUMBEL, SECULT) ou o conjunto da escola?
Com certeza não foi o enredo que desde já recebe nota 10.
E viva Dalcídio Jurandir e o Marajó.

O Ano da França no Brasil

Aqui, o site especial.
A revista Vogue lançou, juntamente com a publicação de dezembro de 2008 sobre a vinda histórica de Madonna ao país, uma edição especial sobre o Ano da França no Brasil.
Com a chancela do governo francês e feita em parceria com a Maison de la France, Departamento Oficial de Turismo Francês, a publicação conta com tiragem inicial de 67 mil exemplares, sendo reeditada ao longo do ano de 2009.
“A Vogue França Brasil será a revista oficial das comemorações francesas e contará, pela primeira vez, com a chancela do governo francês e o glamour mundial da Vogue”, afirmou Idel Arcuschin, publisher da Vogue no Brasil.Empresas como Air France, Galeries Lafayette, Chanel, Jack Vartanian, LongChamp, Paris 6, Chef Rouge, Hyatt, Plaza Athénée, Fouquet´s Barrière e Le Meurice são apoiadores comerciais e patrocinadores da revista.
O conteúdo especial traça um perfil das personalidades francesas mais interessantes da atualidade e abordará temas variados, além da agenda cultural do calendário de eventos oficiais em 2009.

terça-feira, fevereiro 24, 2009

Museu da Imprensa Comunista abre conflito entre PPS e PCB

Homenagem reativou a disputa do PPS com o "novo" PCB, registrado no TSE e autointitulado herdeiro político do "velho" partido comunista fundado em 1922
A imprensa comunista ganhará um memorial na casa da Gamboa (zona portuária do Rio de Janeiro), onde em 1950 começou a funcionar a gráfica do PCB (Partido Comunista Brasileiro). O espaço será convertido pelo PPS -que surgiu a partir do antigo "Partidão"- no Museu da História da Imprensa Operária e Comunista.
O PPS foi criado em 1992 no 10º Congresso do antigo PCB, quando 58% dos delegados presentes decidiram refundar a sigla, adotando uma nova denominação.
Os delegados derrotados no encontro se reorganizaram e recriaram o PCB em 1996.
O prédio de 180 metros quadrados e dois andares, situado na rua Leôncio de Albuquerque, será restaurado para abrigar jornais, revistas e livros editados até o fim da ditadura militar (1964-1985).
O secretário-geral do PCB, Ivan Pinheiro, 62, procurou a direção do PPS para reivindicar que o PCB também administre o museu. "Não tem sentido o museu ser administrado por quem quis acabar com o PCB. Eles fizeram um ardil jurídico para transformar o PCB no PPS, mas não são os sucessores políticos do Partido Comunista."
Para aparar as arestas, os dirigentes do PPS Givaldo Siqueira, 74, e Francisco Almeida, 69, consentiram na participação de outros partidos de esquerda no conselho responsável pelo projeto. "Vamos botar PC do B, PDT e PT no conselho. Nós nunca trabalhamos com exclusivismo", afirmou Almeida.
Segundo Siqueira, o PPS tem financiamento de empresas interessadas em isenção fiscal, além de recursos do fundo partidário. A reforma será feita pelo arquiteto Cydno Silveira, que trabalhou com Oscar Niemeyer.
Cesar Maia
Para viabilizar a obra, o então prefeito Cesar Maia, que pertenceu ao PCB nos anos 60, encaminhou à Câmara Municipal um projeto de remissão de todas as dívidas com a Prefeitura do Rio e isenção tributária.
Os títulos editados pelo PCB incluíam os jornais "Novos Rumos", "Para todos", "Voz Operária" e "Emancipação". Siqueira cita que, nos anos 40 e 50, estes veículos tinham contribuições de nomes importantes como Carlos Drummond de Andrade, Jorge Amado e Graciliano Ramos. "A ditadura empastelou e interditou as gráficas. Os dirigentes foram processados e passamos a trabalhar na clandestinidade, em subterrâneos, até 1975. Depois, começamos a imprimir a "Voz Operária" em Paris", conta Siqueira.
O presidente da ABI (Associação Brasileira de Imprensa), Maurício Azêdo, 74, trabalhou na "Imprensa Popular" em 1956 e 57. Ele recorda que, mesmo antes da ditadura, o irmão Raul Azêdo Neto, então revisor do jornal, participou de mobilizações nas oficinas para resistir às ameaças de invasão pelos adversários do PCB.
"Eles defendiam as oficinas contra ameaças externas, inclusive de armas na mão. Não houve nunca necessidade de reação a tiros, mas foi um período muito difícil, que exigia muita coragem e resistência", assinala.

Rádios Comunitárias à favor do Brasil

O Ministério das Comunicações quer rádios comunitárias em todo o país Emissoras servem como porta-voz da comunidade e melhoram a qualidade de vida da população Brasília – O ministro das Comunicações, Hélio Costa, fez um apelo a todos os vereadores do Brasil para que divulguem a importância das rádios comunitárias em seus municípios. Durante o Encontro Nacional dos Vereadores do Brasil, nesta quarta-feira (11/02), o ministro lembrou que o objetivo principal dessas emissoras é servir à população.
"Todo mundo pode ter uma rádio comunitária em sua comunidade. Mas a lei é clara: é uma rádio para a comunidade; não é a rádio do proselitismo político nem religioso" , destacou o ministro. Desde que assumiu o Ministério das Comunicações, Hélio Costa vem trabalhando para que todos os municípios tenham sua emissora. Já foram abertas inscrições em 99,86% deles e, atualmente, há cerca de 4 mil emissoras legalizadas. Para saber como montar uma rádio comunitária, basta acessar a página do ministério na internet (www.mc.gov.br).
Estão disponíveis cartilhas e manuais de orientação, além de todos os formulários que devem ser preenchidos. "Siga este caminho e você vai conseguir legalmente colocar a sua emissora no ar", recomendou Hélio Costa.

A comunicabilidade e os Medíocres

    "Caso, algum dia, venha a ocorrer um aperfeiçoamento do gênero humano, os filósofos, teólogos, legisladores, políticos e moralistas descobrirão que a regulamentação da imprensa é o problema mais importante, difícil e perigoso que eles terão de resolver.” 
    John Adams, presidente dos Estados Unidos de 1797 a 1801 
Do Site Observatório do Direito à Comunicação Jornalistas sem diploma devem ter registro restabelecido - Agência Brasil 13.03.2007 - SÃO PAULO. As delegacias regionais do Trabalho (DRTs) devem restabelecer o registro de jornalista dos profissionais que não possuem diploma, informou na terça-feira, 6, uma portaria do Ministério do Trabalho, publicada no Diário Oficial da União.A portaria determinou que as DRTs suspendam a fiscalização da exigência do diploma em casos de profissionais que possuem apenas o registro de jornalista. A decisão foi baseada na liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) que manteve o exercício da atividade jornalística independente do diploma de curso superior.De acordo com a portaria do ministério, os autos de infração por falta de diploma emitidos a partir de 19 de dezembro do ano passado, data de publicação da liminar, devem ser "desconstituídos". Além disso, as DRTs devem intimar também, individualmente, aqueles que tiveram seus registros profissionais restabelecidos. Para informação daqueles que ignoram que a Lei que revogou a anterior (do nefasto período da ditadura militar) e concedeu novamente direito ao exercício (legal e profissional) de jornalista à milhares de profissionais auto-didatas no Brasil, basta ler algumas materias recentes - como a de cima - nas quais volta-se a afirmar: a questão sobre a legitimação dos jornalistas sem diploma é um impasse judicial e não está definitivamente resolvido pela justiça brasileira. A questão merece responsabilidade em todos os setores da sociedade que o queiram abordar, principalmente nos orgãos públicos e meios de comunicação privados, onde não são poucas as pessoas que há anos são premiadas, homenageadas e referendadas como grandes profissionais da comunicação social, sem que para isso tenham obrigatoriamente frequentado e/ou concluído um curso superior de Jornalismo. Não é de hoje que profissionais diplomados assediam demais profissionais sem formação acadêmica e para tal o Ministério do Trabalho e Emprego vem intensificando suas ações de Combate à Discriminação no Trabalho e através do Ministério Público podem ser feitas denúncias contra aqueles - e aquelas - que venham transcorrer sobre qualquer ação discriminatória e vexatória. Entrevista: Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal.
Entrevistado pelas repórteres Lilian Christofoletti e Andréa Michael, da Folha de S. Paulo o presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, ministro Gilmar Mendes, fez um balanço de 2008 e anunciou metas para 2009. No campo do CNJ, o ministro garante que a questão carcerária seguirá como tema prioritário. Quanto ao STF, Gilmar afirma que estarão em pauta a questão tributária, a questão da importação de pneus usados, o diploma de jornalista, a lei de imprensa e a união homoafetiva.
Do site O Consultor Jurídico sobre a entrevista da VEJA, à dois meses atrás (12/08) Mais aqui
Há inclusive um forte movimento no Brasil em defesa desta categoria, onde após uma batalha judicial obteve recente vitória, concedendo, portanto, ganho de causa aos milhares de profissionais da área da comunicação social brasileira, que independente de terem título acadêmico ou não, atuando e destacando-se por seu talento e criatividade, vencendo a barreira melindrosa que impede alguns jornalistas de perceberem que podem conviver com profissionais da área da comunicação que não frequentaram ensino superior (?) e sem medo, desempenharem sua profissão, sem discriminação e preconceitos como acontece ao redor do mundo, livre e civilizado, já que em nenhum outro país, não há esta "clássura de barreira" ridícula, que imbuída de um coorporativismo insano repele a democracia e o livre pensamento.
O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) publicou hoje (6/3), no Diário Oficial da União (DOU), a Portaria 22/2007 de 28 de fevereiro, que revoga a anterior, de número 03/2006, que exigia curso superior de jornalista como critério para obtenção de registro profissional da categoria.
A Portaria 03/2006, ora revogada, foi editada em cumprimento a uma decisão proferida pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em meados de novembro de 2005, que determinou a exigência do curso superior de jornalista para a obtenção de registro profissional de jornalista. A segunda portaria, publicada nesta terça-feira, foi editada em razão de nova decisão judicial, em sentido contrário. Dessa vez, proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em dezembro do ano passado, em ação cautelar, determinando o fim da exigência do curso superior de jornalista. Isso significa que os registros profissionais de jornalistas - invalidados pela portaria 3/2006 - serão restabelecidos. A Portaria 22/2007, ao cumprir a Decisão Judicial do STF, permite também a concessão de registros de jornalistas sem curso superior.
Assessoria de Imprensa do MTE(61) 3317-6962/6540 - acs@mte.gov.br" Mais aqui.

sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Revolte-se !!

"Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário. 
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas. 
Se achar que precisa voltar, volte! 
Se perceber que precisa seguir, siga! 
Se estiver tudo errado, comece novamente. 
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a. 
Se perder um amor, não se perca! 
Se o achar, segure-o!"
Fernando Pessoa

quarta-feira, fevereiro 18, 2009

Declinar no Hangar

A avaliação do Quinta, não deixa dúvidas quanto ao desastre ocorrido no Hangar, quando aqueles que achávamos que eram os boings, de fato agora se vê que não passam de curicas, com o rabo molhado, no leso e de qubra, com o peitoral mal feito.
O anúncio dizia que o castelo era o Hangar, a vencedora seria a rainha, e bobo quem não assistisse.
Muita gente leu, mas poucos acreditaram, a começar pela Rede Globo, que de boba não tem nada.
Pela primeira vez, a mais tradicional promoção das ORM - o concurso Rainha das Rainhas do Carnaval - não recebeu autorização da Rede para ser exibido em canal aberto. Sobrou a tv a cabo.
Os patrocinadores também fizeram forfait. Restaram apenas tres.O primeiro deles, uma agência de viagens, sugere uma permuta. O segundo, o centro de convenções Hangar, reitera o apoio de 2008, muito criticado pela secretaria de Comunicação do governo, e assim prosseguirá até quando a política permitir. O último, garantem os do ramo, adora aparecer, mas pelo visto não sabe. Apareceu mal e para poucos.
O prêmio da vencedora, um Pálio 1.0, fantasia o contraste com os áureos tempos de sedans, longas viagens pela Europa ou pelo Brasil com acompanhantes, entre outros prêmios. O evento agoniza.
Os poucos assinantes do canal, reunidos em alegres grupos, foram recompensados com os tradicionais desabamentos de candidatas - este ano despencou mais uma - e pelas folclóricas bobagens proferidas por apresentadores e comentaristas, temperos para quem se prestou a rir da desgraça alheia.
No outro lado da desgraça, por trás das câmeras que já não são capazes de ocultar a decadência do grupo de comunicação e outros negócios, uma agonia maior: um castelo que se recusa a ver sua própria ruína, embora exiba-a sem qualquer cerimônia desde que alguém pague por isso. Ou permute.
Levados por um comando trêfego, dividido, equivocado, e pior, recalcitrante em seus delírios, as ORM insistem em transmitir sua própria debacle.
Menos mal quando numa tv a cabo.
A corte que ri do bobo é muito menor.

Justiça impede fazendeiro de expulsar quilombolas no Marajó

Decisão foi tomada depois que MPF denunciou que ameaças eram intensas.

A Justiça Federal determinou que um fazendeiro da ilha do Marajó, no Pará, não pode expulsar famílias remanescentes de quilombo que vivem entre os igarapés Murucutu e Caju, no município de Cachoeira do Arari. Caso impeça a comunidade de praticar pesca e extrativismo no local, o criador de búfalos Liberato Magno da Silva Castro pode receber uma multa diária de R$ 100 mil.

A decisão foi tomada na última quarta-feira, 11 de fevereiro, pelo juiz federal Antônio Carlos Almeida Campelo, da 5ª Vara Federal em Belém, depois que o Ministério Público Federal (MPF) juizou ação civil pública com pedido de liminar (decisão urgente) para a retirada do fazendeiro da área.

Campelo também determinou que Liberato Castro deve tomar medidas para que o seu rebanho não invada áreas cultivadas pelos quilombolas. A multa para o descumprimento dessa decisão é de R$ 5 mil.

Além do processo na Justiça Federal, existe também um procedimento aberto na Corregedoria de Polícia Civil do Pará apurando a participação de servidores públicos nas ameaças à comunidade. Vários quilombolas chegaram a ser intimados a comparecer à delegacia ou mesmo foram presos, para responder a acusações falsas do fazendeiro.

A área está em processo de reconhecimento como quilombola pelo Governo Federal. Relatório assinado pela pesquisadora Rosa Acevedo Marin, da Associação das Universidades da Amazônia (Unamaz), em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), confirma que as terras quilombolas de ocupação secular somam 12.852 hectares e começaram a ser invadidas há trinta anos pelo fazendeiro.

"O longo tempo de resistência da comunidade quilombola foi fundamental para a decisão", observa o procurador da República Felício Pontes Júnior, autor da ação. "Ainda esperamos uma decisão final que reconheça a área como quilombola", afirmou.

Processo nº 2008.39.00.011852-0 - 5ª Vara da Justiça Federal em Belém

* Fonte: Assessoria de comunicação da Procuradoria da República no Estado do Pará

sexta-feira, fevereiro 13, 2009

Medo da Pizza

De um comentarista na caixinha de comentários do Quinta Emenda, sobre a postagem que trata do justo temor que a CPI da Pedofilia acabe em pizza.
"A questão do abuso sexual contra crianças e adolescentes praticado por homens que frequentam as altas rodas desta sociedade hipocrita, remonta a um caldo de cultura que vem da época dos colonizadores contra escravas negras e indias.
Com o tempo as filhas dos pobres trabalhadores foram vistas como lixos humanos, servis a todo tipo de luxuria dos senhores da dita sociedade civilizada.
Não é a toa o abuso sexual feito pelos patrões a empregadas.
Esta sociedade que se diz cristã tolera isso e considera super natural tudo isto.
Desta forma, estes deputados envolvidos acham completamente normal. Afirmam da naturalidade da iniciação sexual cedo das meninas do interior.
Não é de se espantar que em Breves e Portel onde essas meninas vendem o corpo por um prato de comida não haja processos abertos contra exploradores e abusadores.
Os senhores ricos e seus aliados na capital tratam de protegerem-se uns aos outros apelando para a maldita naturalidade.
Era natural com indias e negras, agora é natural com as filhas dos pobres.
E a justiça da classe dominante obviamente que não poderá ter condições de puní-los. Afinal os pobres sequer conseguem constituir um advogado, quanto mais chegar perto de juiz e de um promotor.
O acobertamento do Judiciário aos senhores endinheirados estende-se aos outros poderes constituídos,Legislativo e Executivo.
Esperamos que a governadora, naquilo que depender do cargo que ocupa,seja firme e não permita a impunidade de pedófilos."

quinta-feira, fevereiro 12, 2009

Thank's So Much !

Este Blog com apenas 26 meses de vida, revela-se um verdadeiro aprendiz, mas disposto em manter a periodicidade das postagens, mesmo diante da atordoante rotina não-linear que insiste ser a vida de seu poster - ou postador no português brasileiro.
Com alegria, vejo as Falas da Pólis, hoje na 11ª linha dos links preferidos do jornalista Juvêncio Arruda, poster do Quinta Emenda, um dos blogs mais elogiados e badalados do Pará, lido por figurões e figurinhas do país inteiro, o qual conta com centenas de comentaristas e que nesta semana bateu seu próprio recorde de comentários, dado o temor à sempre e perigosa eminência da CPI da Pedofilia da ALEPA acabar em pizza.
Eu, pai da linda e esperta Lorena Brandão, assino esta luta para que doa à quem doer, vejamos todos os canalhas envolvidos - seja por ação ou omissão - julgados e condenados pela justiça, que mesmo que não seja a paraoara, que seja a Brasileira, mas que conheçam o peso da lei, pois segundo a governadora essa não é uma terra sem lei* e sim uma terra de direitos.
* Em reunião com os movimentos sociais do Estado na Estação Gasômetro, a governadora Ana Júlia revelou de onde e como havia tido a sacada da frase que ilustra um dos principais programas de seu governo, o qual seria replica à uma frase de um jornalista de São Paulo, referindo-se ao Estado do Pará, como campeão em injustiça e violência no campo.

Jordy, o novo HE-MAN

O DOE de ontem (11.02), nos revela como o Deputador do PPS Arnaldo Jordy, valorizou seu "passe", depois de assumir a cabiceira da CPI da Pedofilia, a qual  - se Deus quiser e a pizza não rolar - envolve uma corja de deputados e outros tarados fantasiados de autoridades em seus paletôs.
Abaixo, podemos notar que Jordy assume de uma só cacetada, duas importantes  comissões na ALEPA.
ATO DA PRESIDÊNCIA Nº 14/2009
Nomeia membros para as Comissões Permanente de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO), Comissão de Transportes, Comunicação e Obras Públicas (CTCOP), Comissão Permanente de Agricultura,Terras, Indústria e Comércio e Comissão de Educação, Cultura e Saúde (CECS) e dá outras providências. 
O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARÁ, no uso das atribuições regimentais e atendendo ao disposto no art. 23, III, a e art. 28, §5º, combinado com o artº. 32, § 2º do Regimento Interno 
RESOLVE: 
Art. 1º Proceder as seguintes alterações nas Comissões Permanentes da Assembleia Legislativa do Estado do Pará, na forma abaixo relacionada:
I – O Deputado ADAMOR AIRES (Suplente) será substituído pelo Deputado ARNALDO JORDY, na Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO);
II – O Deputado LUIZ AFONSO SEFFER (Titular) será substituído pelo Deputado JÚNIOR HAGE, na Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas (CTCOP);
III – O Deputado AIRTON FALEIRO (Titular) será substituído pelo Deputado CARLOS MARTINS, na Comissão de Agricultura, Terras, Indústria e Comércio. 
IV – O Deputado BIRA BARBOSA (Titular) será substituído pela Deputada ANA CUNHA, na Comissão de Educação, Cultura e Saúde (CECS);
V – O Deputado ALEXANDRE VON (Suplente) será substituído pelo Deputado ARNALDO JORDY, na Comissão de Educação, Cultura e Saúde (CECS). 
Art. 2º Este Ato entra em vigor na data de sua promulgação.
Gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa do Estado do Pará, em 11 de Fevereiro de 2009
Deputado DOMINGOS JUVENIL
Presidente

terça-feira, fevereiro 10, 2009

Deja Vú

O Fato
O Partido da governadora Ana Júlia (PT), recebeu no final desta manhã mais um duro golpe do partido aliado, incontestavelmente comandado pelo Deputado Federal Jáder Barbalho (PMDB).
O deja ocorreu na votação da presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Estado, quando apenas dois deputados, ambos do P - Carlos Martins e a própria candidata do PT ao pleito, a deputada Regina Barata - votaram na mesma.
Os votos do PMDB que dormiram prometidos por Jáder, acordaram a favor do oposicionista Bosco Gabriel (PSDB) que tem como vice o Demo Haroldo Martins.
A Governadora chamou os deputados petistas e já se prevê que agora acordarão outros olhares sobre o PMDB, atentos ao partido que dividi o governo e detém sozinho praticamente metade dos recursos estaduais sob seu controle através de secretarias estaduais estratégicas, como o DETRAN, SEFA, SESPA e outras não menos endinheiradas.
Resta saber agora qual a reação do PT e do chefe da casa civil - encarregado em evitar ou seja, cuidar dos interesses do governo e do partido (?) - diante do fato, já que está sendo corriqueiro o comportamento mui amigo do PMDB que não eItálicoxcitou em fazer o mesmo nas eleições das mesas do TCM, da Camara Municipal de Belém (recentemente) e agora na ALEPA.
Detalhe do grand finale: A - elegante - Deputada Simone Morgado (PMDB), aliadíssima de Jáder foi eleita Presidente da Comissão de Orçamento e Finanças, contando com os votos da bancada petista, cumprindo-se portanto, a contrapartida  do acordo que previa a Comissão de Constituição e Justiça à petista Regina Barata.
Enredo da Novela
Mesmo já tendo reeleito o presidente Domingos Juvenil, o PMDB não se contenta com seu tamanho e reproduz no Estado aquilo que vem fazendo no congresso nacional, onde já comanda a camara e o senado federal.
Seria o começo do fim do namoro entre o PT e o PMDB paraoara?
Pode ser que não, mas que algo estremeceu, isso sim aconteceu e que a partir de agora os tucanos e demos da blogsfera e nos editoriais dos meios paraenses no anonimato ou não, torcerão pela unidade com o arquirival, à quem dizem dispensar apresentações, tudo em nome do poder a qualquer custo.
Às favas os escrúpulos, diriam outros em outro tempo.

O Pior Vírus de Todos os Tempos e a Lista dos Melhores Antivírus

Fiquem atentos nos próximos dias!
Não abram nenhuma mensagem com um arquivo chamado (convite).
Independente de quem a enviou, apague-o imediatamente.
É um vírus que 'abre' uma tocha olímpica que 'queima' todo o Disco rígido do computador. 
Este vírus virá de uma pessoa conhecida que tem seu nome em sua Lista de endereços, por isso você deve enviar esta mensagem a todos os seus contactos.
É preferível receber 25 vezes esta mensagem, do que receber o vírus e abrí-lo...
Se receber a mensagem chamada 'Invitation' não a abra e apague do seu computador imediatamente!
É o pior vírus anunciado pela CNN e classificado pela Microsoft como o mais destrutivo que já existiu.  Ele foi descoberto ontem à tarde pela McKafee e não existe Anti-vírus para ele.
O vírus destrói o Sector Zero do Disco Rígido, onde as informações Vitais de seu funcionamento são guardadas. Comunique esta informação para todos os seus contatos como forma de garantir a segurança dos computadores pessoais.
Abaixo a contribuição de um experiente internauta sobre o risco real da praga eletrônica e os links para quem precisa de um bom anti-virus mas não tem tanta informação sobre o tema.

Companheiras e companheiros:
Com minha experiência de mais de 20 anos em informática, pude acompanhar a "evolução" dos vírus de computador.
Hoje em dia nenhum vírus apaga ou, como diz a mensagem, "queima" o conteúdo do disco rígido. Alguns impedimentos impossibilitam tal operação. Um destes impedimentos é que sem a permissão do usuário, não tem como apagar o setor 0. Outro, é que se o vírus apagar o conteúdo do HD, ou o setor onde fica a FAT (File Alocation Table - Tabela de Alocação de Arquivos - algo equivalente a um índice), ele automaticamente comete "suicídio". Estamos na era da informação e assim sendo vale muito mais um vírus "vivo" coletando o "modus operandi" dos usuários que um vírus "suicida".
Mas a pergunta que fica é: Se as informações acima são verdadeiras, por que continuo recebendo estas mensagens alertando sobre vírus terríveis? A resposta é bem simples. A grande maioria das pessoas ainda não usa anti-vírus. E em quase todos os casos estas mensagens contém um vírus "modificado", que chamamos de sniffer.
Estes sniffers, como o próprio nome diz, podem "farejar" o que acontece na rede, coletando milhares de endereços de e-mail, que são informações extremamente valiosas.
Como hoje é o Dia da Internet Segura -um dia com atividades ao redor do mundo para alertar sobre os perigos da navegação desprevenida-, vai uma leitura sobre segurança na web.
Espero ter ajudado.
Saudações socialistas!
Vale pagar por um antivírus? Confira teste com programas pagos e gratuitos.
CINTIA BAIO | Do UOL Tecnologia.
A oferta de antivírus no mercado é grande -sejam os gratuitos ou pagos. Resta saber se esses programas estão mesmo preparados para proteger o seu computador contra todos os tipos de pragas que aparecem diariamente na Web. 
O UOL Tecnologia escolheu 4 antivírus bem conhecidos entre os usuários de computadores e Internet -2 deles gratuitos (AVG Antivírus 8 e Avast! 4.0) e 2 programas pagos (Kaspersky Internet Security versão 7.0 e Norton Internet Security 2009)- para saber qual deles se sai melhor na batalha contra as pragas virtuais.
OS CAMPEÕES Antivírus Pragas detectadas* Distribuição Kaspersky Internet Security (versão 7.0) 197 Paga Avast! (versão 4.0) 195 Grátis  Norton Internet Security (versão 2009) 190 Paga AVG Antivírus (versão 8) 84 Grátis.
*Foram instalados 200 pragas para o teste.

* 10 ANTIVÍRUS GRATUITOS PARA ESCOLHER O SEU.
* DEFENDA-SE DOS ESPIÕES VIRTUAIS COM 10 SOFTS.
Para o teste, infectamos um computador com aproximadamente 200 vírus de diversos tipos e colocamos cada um dos programas para rodar. O primeiro antivírus escolhido foi o gratuito AVG, um dos mais conhecidos entre os usuários de computadores. Depois, foi a vez do Kaspersky, seguido do Avast! edo Norton.
Na lista dos antivírus gratuitos, quem se saiu melhor foi o Avast!. O programa conseguiu detectar 195 dos 200 vírus instalados no computador. Já o concorrente AVG assustou: encontrou apenas 84-e ficou na última posição entre os antivírus testados. Em um dos testes, o programa não conseguiu detectar uma praga que desabilitava o antivírus e qualquer outro arquivo executável. Um risco grande para quem costuma usar o aplicativo.
O desempenho dos antivírus pagos não ficou muito além da performance apresentada pelos freewares. Aliás, o gratuito Avast! conseguiu reconhecer mais pragas do que a versão paga do Norton Internet Security 2009 (190 encontrados contra 195 do Avast!). O outro concorrente pago, o Kaspersky, encontrou 197 e ficou na primeira posição entre os programas testados pelo UOL Tecnologia.
AVG Antivírus 8.

Com uma interface simples de usar, a versão 8 do antivírus gratuito AVG oferece proteção contra vírus e alguns malwares (como cavalos-de-tróia e worms). Também protege e-mails e traz filtro de spam e firewall.
A tela principal traz a opção de varrer todo o computador ou escolher áreas específicas.
Pontos positivos: Tela simples de operar, verificação antivírus e anti-spyware em um único núcleo, o que reduz o consumo de recursos, varredura rápida. 
Pontos negativos: Foi o antivírus que menos detectou pragas. 
De 200 vírus instalados no computador, detectou apenas 84 -menos da metade. Também é o mais pesado entre os testados, com 62,29 MB.
Avast! 4.0.

Bastante semelhante a players musicais, a interface é simples de usar e o tamanho do Avast! é bem menor que o AVG: apenas 29,6 MB. O aplicativo oferece a opção de fazer varredura em todo o computador ou apenas em pastas específicas com poucos cliques. O antivírus também consegue escanear arquivos compactados nos mais diferentes formatos.
Pontos positivos: Foi o segundo antivírus que mais detectou pragas nos testes feitos pelo UOL Tecnologia: 195 de 200 instalados.
Pontos negativos: Interface simples, porém sem muitos atrativos visuais. Mesmo sendo gratuito, o aplicativo pede um código de ativação que é encontrado no site do fabricante.
Norton Internet Security 2009.

O antivírus protege o computador contra vírus, spyware, cavalos-de-tróia, worms e rootkits. Traz a possibilidade de agendar verificações automáticas a cada 5 minutos (ou mais). Além disso, oferece suporte gratuito por bate-papo outelefone. Um ano de assinatura do software custa R$ 99. Já 2anos saem por R$ 169. 
Roda em Windows XP e Vista e pesa 63,90 MB.
Pontos positivos: A varredura é rápida e oferece suporte gratuito por telefone ou bate-papo.
Pontos negativos: A interface não é tão simples e o programa ficou em terceiro lugar entre os antivírus testados, deixando passar 10 dos 200 vírus instalados no computador.
Kaspersky Internet Security versão 7.0

Simples de instalar, o programa tem uma assinatura anual por R$ 119. A varredura é rápida e a interface bastante fácil de usar. Traz proteção contra spam e phishing e suporte técnico gratuito.
Pontos positivos: O software pago ficou em primeiro lugar entre os testados, localizando 197 dos 200 vírus instalados.
Pontos negativos: O programa não é compatível com o AVG 8.0, por exemplo. Os dois aplicativos juntos podem causar conflitos no sistema. Por isso, ao ser instalado, o Kaspersky solicita a remoção do antivírus gratuito.