Pesquisar por palavra-chave

domingo, julho 31, 2011

Política Agrária no Pará mantém a linha

Dilma constrange Jobim e cogita afastá-lo da Defesa

No blog do Josias de Souza.


 Lula Marques/Folha
 Dilma Rousseff não digeriu a declaração de Nelson ‘Eu Votei no Serra’ Jobim. Com a frase atravessada na traquéia, a presidente constrangeu o ministro.

Deu-se numa cerimônia militar, no Planalto. Testemunhas, os repórteres Natuza Nery, Fernando Rodrigues e Márcio Falcão contam, na Folha, o que se passou.

Dilma tratou o titular da pasta da Defesa com frieza protocolar e ostensiva. Absteve-se de mencionar o nome de Jobim em seu discurso, como seria de praxe.
A presidente não ignorava que Jobim votara no rival tucano José Serra na eleição de 2010. Abespinhou-se mesmo assim.

Enxergou na entrevista em que Jobim fez menção à sua preferência no mínimo uma descortesia. No máximo, uma provocação.

Cogitou demiti-lo de bate-pronto. Preferiu adiar a providência. Nos arredores de Dilma, Jobim passou a ser visto como uma exoneração esperando para acontecer.

O próprio Jobim já confidenciou a amigos que não planeja permanecer no governo até o término do mandato de Dilma. Pode ter precipitado as coisas.

Nesta sexta (29), de passagem pela ESG (Escola Superior de Guerra), no Rio, Lula manuseou panos quentes:

"Nunca me preocupei em perguntar aos meus amigos em quem votam, o voto é sagrado e cada um vota em quem quer…”

“…O Jobim não foi convidado para o meu governo por causa do voto dele."

Do Rio, Lula voou até Brasília. Avistou-se com Dilma na embaixada da Argentina. Jantariam juntos. Mas o ex-soberano tomou o avião para São Paulo mais cedo.

Nesta segunda (1o), Jobim dará nova entrevista, dessa vez ao Programa Roda Viva, da TV Cultura.

Decerto será reinquirido sobre o tema. Dependendo do que disser, pode deixar o estúdio como ex-ministro.


Diálogos Cineclubistas

No blog da Paracine.



A PARACINE – Federação Paraense de Cineclubes vem por este e-mail convidar a comunidade paraense para os DIÁLOGOS CINECLUBISTAS, rodas de conversas preparatórias à II Jornada Paraense de Cineclubes (JOPACINE).

Assim sendo, pretendemos reunir os diversos segmentos do cinema, do cinelcubismo e do audiovisual, profissionais, técnicos, realizadores, produtores, roteiristas, pesquisadores, professores e todas as pessoas que tem interesse em fazer avançar a s lutas dos movimentos sociais cineclubistas no Estado do Pará, conforme calendário abaixo:

BELÉM: DIA 6 DE AGOSTO DE 2011 – PARQUE DOS IGARAPÉS – DAS 8 ÀS 13 HORAS
COTIJUBA: DIA 19 DE AGOSTO DE 2011 – ESCOLA BOSQUE – DAS 8 ÀS 13 HS
SANTARÉM: DIA 2 DE SETEMBRO DE 2011 – IFPA – DAS 8 ÀS 13 HS
BELÉM: DIA 8 DE OUTUBRO DE 2011 - SPDDH - DAS 8 ÀS 13HS

Nestes DIÁLOGOS, os cineclubistas serão convocados a avaliar a gestão da atual diretoria, do mesmo modo definir o REGIMENTO INTERNO da II JOPACINE e a estrutura da mesma.
Além disso, os cineclubistas irão abordar, entre outros, temas como:

  • Paracine + educação 2012
  • Crise do movimento cineclubista
  • Estética do cinema amazônida
  • Relações com os movimentos sociais, com destaque aos pontos de cultura
  • Editais específicos para os povos tradicionais amazônidas e comunidades de terreiros
  • Políticas públicas
  • Direitos de autor e de públicos
  • Conhecimentos e softwares livres

Nunca antes na história

Datena abandona Record e volta para a Band

A mordida na maça dos militares







No comando da CPI dos anões do Orçamento, um escândalo de 18 anos atrás, o senador-coronel Jarbas Passarinho espantou-se com o que viu. Passarinho pronunciou uma frase que sobrevive no verbete da enciclopédia:



“A corrupção nasceu com Adão, implementou-se com Eva e só termina quando o último homem sair da face da terra, levando pela mão a última mulher”.

O blog do Josias de Souza, noticiando que a Procuradoria-Geral Militar apura, desde maio, o envolvimento de oficiais em fraudes que resultaram no desvio de verbas de obras tocadas pelo Exército.

Paulo Cunha assume a Delegacia do MDA-PA



No blog da Ana Júlia.

Paulo Cunha recebe apoio durante sua posse à frente da Delegacia do MDA

A entrevistada publicou tudo em seu blog.


O evento marcou uma transição tranquila e amigável, com a presença de importantes figuras públicas, como a do Sr. Milton dos Santos Rezende, hoje atual coordenador Geral das Delegacias Regionais do MDA, no ato, representando o Ministro  Afonso Florence; a companheira Soraya Almeida, ex-delegada regional; o Sr. Hildegardo Nunes, atual Secretário de Agricultura do Pará - quem representou o Governo do Estado e fez elogios à política e a postura de nossa presidenta Dilma quanto as ações tomadas para ajudar os homens e as mulheres do campo; o Deputado Federal Cláudio Puty (PT-PA), entre outros. Leia+

Sinergia pró-Agricultura

Hildegardo Nunes, secretário de Agricultura do Pará esteve na cerimônia de posse do novo delegado regional do Ministério do Desenvolvimento Agrário no Pará, Sr. Paulo Rocha Cunha e falou da importância da relação entre o governo federal e o estadual para a promoção de ações conjuntas para o desenvolvimento do setor.


quinta-feira, julho 28, 2011

A família Paraense unida

Arte do publicitário Glauco Alexander Lima, para a campanha pelo Pará unido.



A Fala do Dia


“Não me sinto excitada com Hef (Hugh Heffner), lamento (…), nunca vi Hef (nu), ele não tira a roupa e a única vez que fizemos sexo durou algo como dois segundos. Minha decisão é resultado de uma profunda reflexão, mas continuo tendo o maior respeito por Hef”.

De Crystal Harris, ex-noiva do fundador e dono da Playboy, Hugh Heffner, de 85 anos, explicando os motivos de ter desistido do casamento com o veterano. 

Siga-me no @JimmyNight.

Filho d´úma égua, cagão





As cervejas continuam sofrendo com o Conar este ano. Foi proibida a exibição do comercial de TV Nova Schin – Festa Junina.


A propaganda, exibida no mês passado, foi considerada inapropriada por conter expressões como “cagão” e “filho d’uma égua”. A Nova Schin ainda pode recorrer da decisão.

Por Lauro Jardim na Veja.

Me siga no Twitter: @JimmyNight

quarta-feira, julho 27, 2011

Terruá Pará: Quando a esmola é grande...


Como era de se esperar, a 1ª noite do Terruá em Belém lotou. 

A fila para os ingressos foi grande e mesmo quem chegou até uma hora antes, comentou nas redes sociais que apenas as primeiras 20 pessoas conseguiram apanhar os ingressos, colocados à disposição do público e rapidamente esgotados. Os promotores, rapidamente sacaram a desculpa de que o evento por ser bom estaria sendo muito procurado e trataram rapidamente de improvisar uma propaganda causuística para conter as críticas que surgiam. 

O remendo de dizer que as reclamações se davam por conta da procura demasiada não colou, mas mesmo assim a farsa foi mantida, com as falas de que haviam providenciado mais duas noites para os que não haviam conseguido pegar ingressos na primeira.



Como toda mentira tem pernas curtas, o blog lembra que as três noites nada tem haver com a uma solução posterior nem uma forma de compensar as críticas, pois já estávam pré-agendas e várias pessoas denunciaram que no desespero das cobranças, houve sim, ao contrário do planejado, a distribuição de ingressos para os outros 2 dias já neste primeiro.


Quem for hoje e quinta que se cuide para não ficar chupando dedo e dançar, já que tudo leva à crêr que além dos ingressos sorteados em promoções da FUNTELPA e os distribuídos os músicos/bandas, a organização do evento priorizou a distribuição entre os orgãos do próprio governo, agraciando assim o secretariado e principais assessores de Jatene, com a tão sonhada gratuídade para os excelentes E BEM COMENTADOS shows do Terruá Pará.
É assim, quando a esmola é grande, todo santo deve desconfiar.

Siga-me no Twitter: @JimmyNight
 

terça-feira, julho 26, 2011

OAB-PA e o calvário imposto pelo Jaderquistão

NOTA PÚBLICA DE ESCLARECIMENTO

O Jornal Diário do Pará na edição do dia, 23.07.11, mais uma vez manipula a notícia para atacar a OAB-PA, acusando o Presidente da Instituição, Jarbas Vasconcelos, de agir por conta própria para intimidar a promotora Érika Menezes, como se procedesse ilegalmente na defesa dos colegas Cláudio Bordalo e Cezar Assad.

Esclarecemos que a decisão de promover a defesa das prerrogativas dos advogados citados, decorreu de decisão do nosso Egrégio Conselho Seccional. Foi publicada nota de desagravo, a qual foi lida em sessão de desagravo presencial do Conselho, em frente a sede do Ministério Público do Estado (MPE) e ainda, a interposição de medidas administrativas e judiciais para fazer cessar e reparar o abuso de autoridade.

Tratou-se da defesa, não somente dos colegas referidos na reportagem, mas de todos quantos prestam serviços às prefeituras municipais no Estado do Pará, que segundo nosso entendimento, o fazem amparado na lei e na Constituição.
 
Acreditamos que a amplificação desmedida desse fato isolado por aquele jornal, feita com claro propósito de desviar atenção do público daqueles que vivem da afronta contumaz à lei e à moralidade pública, não irá abalar a relação institucional respeitosa que a OAB mantém com o MPE e que tanto tem incomodado pessoas e políticos ligados aquele veículo de comunicação.
 
A OAB seguirá firme na defesa das prerrogativas da classe como direito fundamental da sociedade.

JARBAS VASCONCELOS.

Presidente da OAB-PA.

Terruá Pará: Abafa o caso.



Pra começo de conversa e a fim de coibir a manipulação dos desavisados, pelos espertos assessores de imprensa lotados nos órgãos do governo do Estado, quero salientar que diferente de algumas pessoas, não coloco em xeque a qualidade musical dos artistas, escolhidos a dedo para se apresentarem no Terruá Pará, que conforme já falamos aqui, tem suas contradições e fortes indícios de malversação dos recursos públicos.


Para alguns, o projeto idealizado pelo então presidente da FUNTELPA, hoje, Secretário de Comunicação do governo do Estado, o Sr. Ney Messias, o feito pode ter sido um ato revolucionário, já que há tempos que a diversidade e a criativdade da música paraense chamam atenção mundo à fora, sem que para isso haja um incentivo estatal para fazê-la vingar, mas pensado bem, a iniciativa pode acabar se aproveitando da necessidade para vir dar em outra coisa, muito bem montada, para fins nem tão dignos de elogios.

A falta de transparência.


A desculpa para não haver uma seleção pública para escolha dos músicos que se apresentaram no auditório do Ibirapuera, durante a 2ª edição do Terruá Pará em São Paulo, em julho passado, foi que a curadoria do Ibirapuera é que havia feito a escolha do elenco musical, o que ninguém acreditou, é claro. 


A falta de transparência e de critérios democráticos e amplamente divulgados para que a classe artística pudesse conhecer e poder apresenta-se para representar o Pará lá fora, incomodou e muito, quem dedica a vida para a arte e a cultura popular local e não teve chances de concorrer livremente com os afortunados, como prega o figurino estadista, quando se trata da coisa e do dinheiro público.


Foi por isso que logo após ser divulgado, o evento foi duramente criticado por internautas, que através das redes sociais indagavam - sem respostas do órgão de comunicação do Estado que promoveu o evento - sobre os critérios, os custos operacionais, além dos cachês pagos e toda a mídia envolvida para resultar em algumas notas e matérias de veículos nacionais, o que foi usado para justificar a importância da divulgação da música e dos artistas paraenses pela Secretária de Comunicação e não pela Secretaria de Cultura, como se imagina ser o certo.


Não bastasse isso, conforme apresentado na agenda mínima do governador Simão Jatene para 2010 a 2014, o Terruá Pará está orçado em R$ 3 milhões de reais, o que representa quase 20% do que está previsto (R$16 milhões) para serem gastos com todas as manifestações culturais do Estado, durante os quatro anos do governo de Simão Jatene (PSDB).

Outra comparação que assusta todos que tem acesso aos dados das contas públicas, é o volume de recursos disponibilizados à realização do evento, pois quando comparamos o custo das cinco novas secretarias especiais que Jatene está recriando, todas com um orçamento anual previsto para consumir R$ 6 milhões/ano, conclui-se rapidamente, que o Terruá Pará sozinho consumirá a metade deste valor. Como, quando, em que e com quem...ninguém sabe, ninguém diz.


Cabe dizer ainda que as duas noites do evento em SP representaram custos com diárias em hotéis para músicos, bandas e pessoal das secretarias envolvidas, além de outros ítens, como coquetel e recepção para jornalistas de plumagem nacional e outros convidados especiais, que eventualmente, podem ter consumido mais recursos considerados avulsos, ou seja, à margem do que estava previsto na Agenda Mínima, citada anteriormente.


Como o reboliço feito e cheio de cobranças, o evento foi redimensionado, pois até outro dia sabíamos apenas das duas noites em SP, onde o ingresso custou R$30 a inteira e R$ 15 a meia e devido às críticas feitas em blogs e redes sociais, há duas semanas recebemos a grata notícia de que Belém finalmente seria agraciada com três noites do Terruá Pará para os paraenses, finalmente.

Cobrar ingressos de um evento milionário, não colou.

O cartaz acima, confirma que o plano do governo era cobrar ingressos pelo mesmo valor que foi cobrado no luxuoso Auditório do Ibirapuera/SP, mas a idéia caiu por terra diante do protagonismo virtual, que com críticas contundentes, fez os organizadores capitularem e sentirem-se obrigados à voltarem atrás na cobrança do shows. Logo, no início da semana foi anunciada a isenção (entrada gratuíta), pois conforme disse o próprio Ney Messias no twitter, a renda da bilheteria que iria exclusivamente para os artistas, foi abdicada por estes. Como isso foi feito e porque, também são incógnitas, que só levantam mais dúvidas sobre o destino da dinheirama destinada para o evento.

Como da parte do governo, ninguém faz questão de esclarecer nada e os veículos de imprensa emudeceram, esquecendo-se de seu papel de informar e apurar denúncias neste 2º mandato de Simão Jatene, o Deputado Estadual Carlos Bordalo, líder da bancada petista na ALEPA, já avisou pelo twitter, que na volta do recesso da casa, irá convocar o Secretário de Comunicação para se explicar diante dos seus pares na Assembléia Legislativa do Pará, à quem cabe entre outras coisas, fiscalizar o poder executivo.

Siga-me no Twitter: @JimmyNight

segunda-feira, julho 25, 2011

Pelo fim da máfia no INCRA

Quem assistiu ontem a reportagem do Fantástico sobre os esquema que assolam o INCRA com a venda ilegal de terras da União para pessoas de dentro e de fora do Brasil que nada tem haver com o perfil dos que deveríam ter direito à terra para fins de reforma agrária e produção agrícula familiar, deve ter ficado tão ou mais indignado como eu.

No entanto, a iniciativa do deputado paraense Beto Faro (PT-PA) dá um sinal de que há luz no túnel e que podemos passar à limpo o Brasil que há 5 séculos entrega suas terras pros ricos em detrimento da miséria de milhares de brasileiros.
Pressionemos pela limpeza no INCRA com todos os corruptos do orgão na cadeia e uma política de moralização no repasse de terras da união.

Todo apoio ao Deputado Beto Faro e sua luta contra o grande latifundio e a internacionalização de terras brasileiras, principalmente na Amazônia.

No Portal PT na Câmara

Beto Faro destaca importância de restrição à compra de terras por estrangeiros




As propostas que tratam da compra de terras por estrangeiros são a prioridade da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural para votação no segundo semestre. Foi instalada uma subcomissão para tratar do tema, cujo relator é o deputado Beto Faro (PT-PA).


A criação da subcomissão foi proposta pelo parlamentar petista, para quem o descontrole sobre a presença de estrangeiros no domínio de grandes extensões de terras no Brasil é de tal ordem que nem se conhecem estatísticas a respeito. "Há implicações para a soberania do Pais e também há um agravamento da especulação e da concentração da propriedade fundiária".

O parlamentar petista lembra que, em alguns casos, até empresas estatais de outros países compraram grandes extensões de terra, para a produção e exportação próprias de commodities agrícolas, aproveitando até estímulos fiscais estipulados pela legislação brasileira. Faro é autor do Projeto de Lei 2289/07, que proíbe pessoas físicas e jurídicas estrangeiras de comprar ou arrendar terras com mais de 35 módulos fiscais, em área contínua ou descontínua, ou com área superior a 2,5 mil hectares.

AMAZÔNIA - Atualmente, tramitam na Câmara seis projetos de lei que ampliam as restrições para esse tipo de compra e o governo estuda enviar mais um ainda neste ano. Além disso, uma proposta que limita a aquisição de terras na Amazônia Legal já foi aprovada pela Câmara e enviada ao Senado.

Para o deputado Beto Faro , a sociedade brasileira tem se mostrado atenta à importância do assunto. A subcomissão JÁ promoveu uma audiência pública para tratar do tema e tem outra marcada para o dia 2 de agosto. De acordo com Faro, nos próximos debates, serão ouvidos os órgãos do governo que estão elaborando o projeto de lei, como os ministérios da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário.


Leia+

domingo, julho 24, 2011

A logomarca da divisão


A logomarca pró-divisão do Estado tentou ser simples, da fácil leitura e apelo popular mas cambou pra pieguice, parecendo coisa de um adolescente inexperiente em designer

Além do jogo de cores não serem nada origianais já que lembram uma mensagem da seleção canarinho, poderíamos dizer que o verde representa as floresta que sumirão de vez do Carajás e Tapajós e o amerelo, seria o ouro que é o grande interesses dos separatistas.

O polegar soou piegas e quem esperava uma genialidade de Duda Mendonça ficou chupando o dedo ou pior, o mais grosso deles.

O Sarcasmo de Quino sobre a inversão de valores

Quino, o cartunista argentino autor da Mafalda, desiludido com o rumo deste século no que diz respeito a valores e educação, deixou impresso no cartum o seu sentimento:
 
 
A genialidade do artista faz uma das melhores críticas sobre a criação de filhos (e educação) nos tempos atuais.

"Você não é um ser humano que está passando por uma experiência espiritual. Você é um ser espiritual que está vivenciando uma experiência humana."   Wayne W. Dyer



Enviado por email por Zé Varella, autor de diversos blog, entre eles Acadêmia do Peixe-frito.


Assassino de Oslo deixou manifesto de 1500 páginas em que se vê como mártir

Na Folha online.

O documento traz também um relato detalhado dos preparativos que antecederam os atentados que deixaram 92 mortos - e revela a loucura de Breivik

Em manifesto, assassino de Oslo detalha o planejamento do atentado
Em manifesto, assassino de Oslo detalha o planejamento do atentado (Divulgação)
 
Antes de executar 92 pessoas em Oslo, o assassino norueguês Anders Behring Breivik - que confessou ter planejado o massacre à polícia norueguesa na tarde deste sábado - enviou a todos os seus contatos na rede social Facebook (cerca de 7 000) uma mensagem contendo um vídeo e um manifesto de 1500 páginas. Segundo o jornal Afterposten, policiais que acompanharam o depoimento de Breivik confirmam se tratar de um texto de autoria do assassino. Fotos e um vídeo acompavam o documento.
 
Ao longo do sábado, comentários políticos postados por Breivik em sites noruegueses como o Document.no já haviam emergido, apresentando um mosaico de suas ideias políticas. O manifesto batizado de A European Declaration of Independence (Uma Declaração Europeia de Independência) desenvolve essas ideias de maneira obsessiva e grotesca. O documento é um compêndio caudaloso de reflexões políticas, filosóficas, religiosas e sociológicas, um diário do período em que os atentados foram planejados e ainda uma fonte de informações sobre a vida privada de Breivik, que emerge das páginas como um jovem perturbado e tomado por delírios de grandeza.
 

Amy Winehouse - Rehab



Reabilitação

Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"
É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saber

Eu não tenho tempo
E mesmo meu pai pensando que eu estou bem;
Ele tentou me mandar pra reabilitação
Mas eu não vou, vou, vou

Prefiro ficar em casa com Ray (Charles)
Não posso ficar 70 dias internada
Por que não há nada
Não há nada que possam me ensinar lá
Que eu não possa aprender com o Sr. (Donny) Hathaway

.
Não aprendi muito na escola
Mas sei as respostas não estão no fundo de um copo.

Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"
É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saber
Eu não tenho tempo
E mesmo meu pai pensando que eu estou bem;
Ele tentou me mandar pra reabilitação
Mas eu não vou, vou, vou.

O cara disse: "Por que você acha que está aqui?"
Eu disse "não faço idéia
Eu vou, vou perder meu amor
Então eu sempre mantenho uma garrafa por perto"
Ele disse "acho que você só está deprimida,
Me dê um beijo aqui, amor, e vá descansar"

Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"
É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saber
Eu não quero beber nunca mais
Eu só oh, só preciso de um amigo
Não vou desperdiçar dez semanas
Pra todo mundo pensar que estou me recuperando
Não é só meu orgulho
É só até essas lágrimas secarem.

sexta-feira, julho 22, 2011

Vamos ouvir a Marinor Brito?

Assumindo que poderia estar fazendo mais, mas preocupada em manter-se no senado e dizendo que os outros dois senadores paraenses não cuidam de outra coisa à não ser de seus próprios interesses, a senadora Marinor Brito (PSOL-PA) foi entrevistada pela CBN, definindo-se várias vezes como "Senadora Ficha-limpa", impondo-se um apelido prá lá de ousado pra quem já foi vereadora de Belém e mentora do grupo que governou Belém por 08 anos na administração petista, que tinha à frente o atual deputado estadual e pré-candidato novamente à prefeito de Belém e governador do Estado em 2014, Edmilson Rodrigues.

Com uma leve crítica ao governo do Estado, o que causa uma certa estranheza em quem a conhece e sabe, o quanto as coisas hoje estão mudadas e sabe que às vezes os fins justificam os meios, a senadora "ficha limpa" comemora com prudência, a recente decisao do TRE-PA e comenta a decisão ou instabilidade jurídica do TSE, que a faz à cada dia mais, ficar temerosa e resistênte em arrumar as malas e retornar pro seu aconhego no Estado do Pará e assim cuidar da candidatura de seu "ex-prefeito criança" como gosta de se referir ao deputado que sonha eleger-se até presidente da república, se for o caso - como um dia já aconteceu, quando ele apresentou seu nome para disputar internamente a indicação com Lula, mas o PT não topou a aventura e por isso e mais algumas questões, ele e mais alguns, deixaram o partido.

Assista e comente.

.

quinta-feira, julho 21, 2011

Alguns blogs conquistaram mais leitores que os jornais




Li o artigo de Izabela Vasconcelos no portal Comunique-se  e por ele, fui informado de que alguns blogs neste país já ostentam uma penetração maior que muitos jornalões brasileiros. Os jornalistas Juca Kfouri (UOL), Patrícia Kogut, Fernando Moreira, Ricardo Noblat (de O Globo) e Marcelo Tas (do portal Terra) são citados como exemplos de blogueiros que, em sua maioria, alcançaram uma leitura diária equivalente ou superior à circulação dos dez maiores jornais brasileiros – de tiragens entre 125 mil e 295 mil exemplares diários.

Izabela informa que Patrícia Kogut, que escreve sobre cultura e televisão, já é lida por  cinco milhões de leitores por mês mensalmente, com 14 milhões de páginas visualizadas. Juca Kfouri recebe três milhões de visitantes únicos por mês, ou quase cinco milhões de visualizações de página. Ricardo Noblat, por sua vez, conseguiu que seu blog de política tenha 257 mil visitantes únicos por mês. 

Leia+

quarta-feira, julho 20, 2011

A Trave



Sérgio Guerra me responda:

 Por que o PSDB paraense não constituiu sequer uma Comissão de Ética para punir Sérgio Duboc e o Senador Tapioca?

Afinal, eles assaltaram a ALEPA!!!!!

Então, Cristo tinha razão:

“E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?” (Mt 7:3)

 Imagem: O liberal Digital

Boa notícia: Sarney anuncia que vai deixar a política!

No blog do Josias

 

Calma, não se precipite. Guarde os fogos. A notícia é boa, mas nem tanto. A aposentadoria de José Sarney só virá em 2014.
Foi o próprio tetrapresidente do Senado quem informou: ao término do mandato, não irá mais às urnas. Vai cuidar da família e dedicar-se à “literatura”.
Sarney, 81, soou assim, alvissareiro, numa entrevista concedida no Maranhão. Deu-se, segundo a Folha, no lançamento do livro “Sarney, a Biografia”, de Regina Echeverria.

A governadora Roseana Sarney, filha do candidato à aposentadoria, declarou que a afirmação do pai não foi extemporânea:

"Apenas perguntaram e ele respondeu. Ele quer se dedicar mais à literatura. Já está muito dividido, mas é um político nato, faz parte da história do país."
No dizer de Roseana, Sarney deseja "encerrar enquanto está bem de saúde". Quer “paz para conviver com a família" depois de ter "prestado um serviço à nação."

A governadora, veja você, ameaça mimetizar o senador: "Vou fazer o melhor governo da minha vida e vou ficar também de assistente…”

“…Cansei de não me reconhecerem. Sempre sou filha de alguém, ou então é a tal oligarquia."
Pai e filha de pijamas! Será?

terça-feira, julho 19, 2011

Inquérito aponta suspeito de mandar matar casal no Pará

Na Folha on line.



O inquérito da Polícia Civil do Pará sobre o assassinato do casal de extrativistas José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo, mortos em 24 de maio, aponta como mandante do crime José Rodrigues Moreira, dono de terras no assentamento onde eles viviam.

A Folha apurou que ele é suspeito de ter encomendado a morte a dois homens, cujos retratos falados já haviam sido divulgados no mês passado.


O resultado das investigações, protocolado na segunda-feira (18) na Justiça, deve ser divulgado oficialmente na quarta-feira (20).

Leia+
 

O legislativo estadual paraense na divisão do Pará

No Blog do Henrique Branco

O blog externa aos seus leitores o posicionamento de cada deputado estadual em relação à redivisão territorial do Pará. Se faz necessário conhecer os parlamentares que estão defendendo a divisão, os que são contra, advogam por um Pará unido e outros que (por conveniência política ou não) ainda não decidiram a qual lado defender. A lista com o posicionamento de cada parlamentar foi construída através de pesquisa e consulta aos próprios e assessores. Pesquisa de opinião apontou o seguinte quadro: 

A Favor da divisão: 17 deputados
 
Neutros na divisão: 17 deputados
 
Contra a divisão: 7 deputados
 
Deputados que são contra a divisão do Pará

Carlos Bordalo------------------------------- PT


Celso Sabino--------------------------------- PR


Chico da Pesca------------------------------- PT


Edmilson Rodrigues--------------------------- Psol


Eliel Faustino------------------------------- PR


Valdir Ganzer-------------------------------- PT


Manoel Pioneiro------------------------------ PSDB



Deputados neutros na discussão sobre a Divisão do Pará


Pastor Divino-------------------------------- PRB


Alessandro Novelino-------------------------- PSC


Ana Cunha------------------------------------ PSDB


Raimundo Belo-------------------------------- PSB


Cilene Couto--------------------------------- PSDB


Deputado Macarrão---------------------------- PMDB


Edilson Moura-------------------------------- PT


Eduardo Costa-------------------------------- PTB


Haroldo Martins------------------------------ DEM


Júnior Ferrari------------------------------- PTB


Luiz Rebelo---------------------------------- PP


Luzineide Farias----------------------------- PR


Márcio Miranda------------------------------- DEM


Martinho Carmona----------------------------- PMDB


Nilma Lima----------------------------------- PMDB


Raimundo Santos------------------------------ PR


Simone Morgado------------------------------- PMDB


Deputados que são a favor da Divisão do Pará

Airton Faleiro------------------------------- PT


Alexandre Von-------------------------------- PSDB


Antonio Rocha-------------------------------- PMDB


Bernadete ten Caten-------------------------- PT


Cássio Andrade------------------------------- PSB


Fernando Coimbra----------------------------- PDT


Gabriel Guerreiro---------------------------- PV


Hilton Aguiar-------------------------------- PSC


João Salame---------------------------------- PPS


Josefina Carmo------------------------------- PMDB


Milton Zimmer-------------------------------- PT


Ozório Juvenil------------------------------- PMDB


Parsifal Pontes------------------------------ PMDB


Pio X---------------------------------------- PDT


Tião Miranda--------------------------------- PTB


Zé Maria------------------------------------- PT


Zé Megale------------------------------------ PSDB 

Os fins justificam os meios?

Antenadissíma na prioridade de manter-se senadora, Marino Brito (PSOL-PA) usa de toda sua eloquência no Senado para deferir discursos inflamados contra o governo Dilma, o PT e aqueles que julga seus adversários, mas quem a conhece desde quando  foi vereadora pelo PT em Belém, acha estranho o fato da Senadora não dizer um "ai" contra o colega de senado, Mário Couto (PSDB-PA), por coincidência o padrinho político de Sérgio Duboc, foragido da polícia há exatos 35 dias, quando teve o pedido de prisão preventiva pedido pelo Ministério Público do Pará por envolvimento na máfia da ALEPA.

A combatente senadora paraense, que esbraveja contra os corruptos em Brasília, bem poderia pelo menos pedir investigações no Senado para acabar com a proteção que Mário Couto goza aqui no Pará, onde todos sabemos o quanto está envolvido nas fraudes que envergonham o Estado, não é mesmo?
Há quem diga que o PSOL-Pa mira apoio financeiro velado de setores empresariais, de partidos da direita e até do governador Simão Jatene, nas eleições de 2012. Quem duvida não raciocina no fato de que ambos, PSOL e PSDB, estão interessados em abafar os 46% do eleitorado do PT, alcançados nas útimas eleições no Estado do Pará.
Estratégicamente, o PSOL-PA ganharia uma "pontinha" pra ajudar na campanha do partido, que nasceu querendo levar a militância do PT junto com os que deixaram a legenda por não conseguirem dirigí-la e hoje sonham eleger Edmilson Rodrigues em 2012 para a prefeitura de Belém e 2014 para o governo do Estado.
O termo maquiavélico "os fins justificam os meios", nunca estiveram tão em voga para o PSOL como agora. 
Atualização 
Algumas horas depois da senadora comemorar nas redes sociais a "vitória" por entender que o TRE-PA havia deixado-a ficar mais um pouquinho, Marinor Brito (PSOL) ficou mais nervosa que já é, ao receber a notícia publicada pela Folha de São Paulo, onde consta que o Supremo Tribunal Federal, corte máxima da justiça brasileira, julgou como inconstitucional o seu pedido que tentava empedir o Senador Eleito pelo Pará, Paulo Rocha (PT) de assumir a vaga que hoje ela ainda ocupa.
Rapidamente, a caixinha de comentário do blog se encheu do ranço e da gosma autoritária que habita alguns setores do partido de Marinor com ameaças chulas, pra variar né?
 Siga-me no Twitter: @JimmyNight

As Falas do PT

PT-Pa divulga resoluções do Encontro Estadual realizado no final do mês passado em Belém.

Entre os temas, a avaliação das últimas gestões, eleições, conquistas e avanços dos mesmo e dos movimentos sociais, a posição do partido sobre a criação dos Estado do Carajás e Tapajós, as Eleições 2012/2014 e as orientações partidárias.
Tudo aqui, clique e leia.

Rui Falcão, Presidente do PT fala em Belém

Entrevista com o presidente Nacional PT, durante o Encontro Estadual do partido, realizado no final do mês de Junho em Belém.

Entre os temas abordados, Rui Falcão falou da representação que o partido ingressou no Ministério Público Federal para que haja uma apuração mais isenta sobre os fatos que envolvem o Senador Mário Couto (PSDB-PA) no escândalo e fraudes da ALEPA, além da posição do partido sobre o plebicíto sobre a divisão do Estado do Pará e opinou sobre as redes sociais e a compreensão do PT sobre a importância das mesmas para a democratização da comunicação e a inclusão social do povo brasileiro.





Siga-me no Twitter: @JimmyNight

segunda-feira, julho 18, 2011

Simão Jatene: Hi Hitler!

Gestoras das USE e URES da SEDUC obrigadas à saudarem Simão Jatene.
O blog Diário de um Educador, trouxe à blogosfera a prova inconteste do autoritarismo travestido de obrigação aos assessores de confiança do governador Simão Jatene lotados à frente das Unidades Gestoras da Secretaria de Educação do Pará.

Além de ser uma ameaça explícita aos assessores, caracterizando inclusive Assédio Moral, a nota mostra à quantas anda a reputação do governador junto aos seus servidores, que de fato deveríam ser de confiança mas faltam-lhes espontaniedade e crença, coisa que pelo menos os súditos de Hitler na Alemanha nazista tinham.

 Siga-me no Twitter: @JimmyNight

sexta-feira, julho 15, 2011

Pagot cai e Mário Couto estranhamente some

Mário Couto está sendo investigado por supostas irregularidades na sua gestão como presidente da Assembleia Legislativa do Pará

Uma ausência no Senado tem intrigado quem acompanha a cena política em Brasília. Em meio à avalanche de notícias negativas sobre negociatas capitaneadas pelo PR no âmbito do Ministério dos Transportes, o senador Mário Couto (PSDB-PA) desapareceu. Crítico ferrenho do diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Pagot, – a quem costuma chamar de “ladrão” quando sobe à tribuna do plenário –, Mário poderia ter feito dos últimos dias o auge da sua carreira política no Senado. Afinal, ele sempre chamou a atenção para a existência de desvios no Dnit na administração de Pagot. E, como ele alertava, surgiram diversas denúncias de irregularidades no Ministério dos Transportes, que levaram a presidenta Dilma Rousseff a afastar toda a sua cúpula, incluindo o ministro Alfredo Nascimento. Oficialmente, Pagot, o alvo preferido de Mário Couto, está de férias, mas as informações é que ele não retornará ao cargo. Todos esperavam Mário Couto no plenário e nas comissões faturando politicamente que sempre alertara para os rolos de Pagot, do Dnit e do ministério. No entanto, enquanto seus adversários caíam, Mário Couto simplesmente desapareceu do Senado. Por quê? A razão é que, no âmbito de seu estado, o senador fechou os últimos dias tão enrolado quanto a cúpula do Ministério dos Transportes.

Lançamento do site do Lula

No site do PT.

O Instituto Cidadania lançou nesta sexta-feira (15) um site para divulgar as atividades e projetos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Disponível no endereço www.icidadania.org, o site entra no ar com mais de 50 notícias, além de vídeos, fotos e discursos na íntegra. Sediado em São Paulo, o Instituto Cidadania foi onde Lula debateu e elaborou com toda a sociedade propostas de políticas públicas antes de ser eleito presidente em 2002. Hoje, ao sair da presidência, é o espaço onde está sendo criado o Instituto Lula, voltado para causas políticas e sociais no Brasil, África e América Latina. “O Brasil vive um momento de ouro, continua vivendo um momento extraordinário, e eu espero poder conversar com vocês daqui para frente neste pequeno espaço.”, afirma Lula no vídeo. 

Veja, abaixo, uma mensagem do ex-presidente para dar boas-vindas aos internautas: